A instituição da primeira páscoa deu-se por ordenança do Senhor ao povo judeu, na noite em que foram libertos da escravidão do Faraó do Egito
A Páscoa (Pessah) deve ser celebrada no 14º dia do primeiro mês do ano, pelo calendário hebraico. Nesta época os escravos eram os israelitas, que não tinham como alcançar sua liberdade, e necessitavam de alguém que fizesse isto por eles. E foi isto que o Senhor fez por Israel. Toda redenção acontece porque um preço é pago
Coelhos, ovos e outros apetrechos populares foram acrescentados ao evento da Páscoa pela crendice e superstição populares. Nada têm a ver com o significado da Páscoa judaica que comemora a libertação dos judeus da escravidão do Egito e nem da ceia do Senhor celebrada pelos cristãos em memória de Cristo.
A morte visitou o Egito e em uma noite de pavor todos os filhos e animais primogênitos morreram. Mas a morte não alcançou os hebreus, eles foram preservados pelo Senhor. Esse grandioso livramento de Deus, demarcou a celebração da primeira Páscoa para os hebreus.

Por causa do comércio, o diabo tenta distorcer muitas verdades Bíblicas, como por exemplo, a Páscoa (Pessach), confundindo crianças, jovens e adultos até no meio evangélico, com a simbólica troca de ovos de Páscoa feitos de chocolate, botados por coelhos, e segundo nos consta o coelho não bota ovos, muito menos de chocolate!

Para nós evangélicos a verdadeira páscoa foi consumada quando o nosso Mestre e Senhor foi crucificado na cruz. O nosso alvo é a importância da morte do Senhor Jesus, e devemos nos lembrar disso, até a volta d'Ele, para nos buscar; isto é, devemos lembrar da Sua morte na Ceia do Senhor.
Enquanto comiam, Jesus tomou um cálice, agradeceu e disse: “isto é o meu sangue, o sangue da [nova] aliança, derramado em favor de muitos, para remissão de pecados” (Mt 26.28)
Nós cristäos também comemoramos a páscoa, não a páscoa judaica nem a comercial onde o mais importante é a troca de ovos de chocolate deixados pelo Coelho de Páscoa, mas a páscoa bïblica neo testamentária. Jesus Cristo o fundador do cristianismo nosso Cordeiro Pascal, praticava a páscoa judaica e a transformou em Santa Ceia, portanto os cristãos de todo o mundo praticam a páscoa pelo menos uma vez por mês.
Alguns céticos, com relação a veracidade da Palavra de Deus, chegaram ao ponto de sugerir que JESUS tentou autenticar-se como o Messias encenando deliberadamente as profecias do Velho Testamento - e até persuadiu um Judas bem-intencionado a ajudá-lo.
É páscoa, é chegada a hora de abrirmos nosso coração e deixar que ELE viva em nós e guie nossos passos. Dizer SIM para a morte e ressurreição de Cristo, a mais linda história de amor, nos torna filhos e herdeiros, e assim viveremos a vida que Deus planejou para nós, vida de filho mui amado. Isso é que é plenitude de alegria!
É sempre a mesma coisa todo ano - acabou o carnaval, as lojas já preparam suas gôndolas para receber a enxurrada de ovos de chocolate para venderem na páscoa. Vou recorrer à minha formação acadêmica em administração para lhe dar bons motivos para NÃO comprar ovos de chocolate. No mínimo, para não comprá-los ANTES da páscoa. E, pensando bem, nem depois. Ficou curioso? Ok, me acompanhe.
Tal como o natal, o verdadeiro sentido da páscoa está se perdendo a cada dia - é coelho ao invés de cordeiro, é ovo no lugar da cruz, é festa em lugar de reflexão, é farra em lugar de arrependimento. Em suma, é o pagão no lugar do cristão. Sei que muitos discordarão de mim, vão me taxar de radical e coisa e tal, mas, mesmo correndo esse risco, ouso dizer que a páscoa nada tem de coelho, ainda mais um que bota ovo de chocolate! Cristo é nossa páscoa!
A Páscoa comemorada anualmente prova a escravidão de Israel no Egito e a sua libertação, como a Bíblia declara, e também que os judeus são os herdeiros de Abraão, com direito de posse sobre aquela terra, com uma escritura que Deus assinou há 4000 anos.
Num contexto de mudanças tão rápidas e da banalização do cristianismo, eu particularmente creio que a celebração cristã que mais representa o significado do verdadeiro cristianismo é a páscoa cristã.
Como o Senhor Jesus, o Rei dos reis e Senhor do senhores, estava vestido no dia de Sua morte (crucificação)? Ele usou seis vestimentas diferentes. Em minha opinião, Deus quer nos transmitir uma mensagem por meio delas. Vamos analisá-las uma a uma.
A páscoa é a festa instituída em lembrança da morte dos primogênitos do Egito e da libertação dos Israelitas. O seu nome deriva de uma palavra hebraica que significa a passagem do anjo exterminador, sendo poupadas as habitações dos israelitas, cujas portas tinham sido aspergidas com o sangue do cordeiro pascal.
O maior motivo de comemoração para os cristãos é o dia em que seus pecados foram perdoados, o dia em que o homem foi comprado por um preço muito alto e esse preço foi a vida do próprio filho de Deus, que morreu para que todos pudessem ter vida eterna através dEle.
Esta é a mensagem da Páscoa, a ressurreição de Cristo, o fim do processo de reconciliação do homem com Deus, ou seja, a redenção do homem. Tudo o que os cristãos que nos trouxeram até aqui viveram, creram, amaram e sofreram jorrou dessa única fonte, a ressurreição de Cristo. Toda a vida cristã é faísca desse fogo, é reflexo do túmulo vazio.
A palavra Páscoa vem do hebraico pasaq e quer dizer 'passagem'. Para o cristão, a Páscoa é símbolo da passagem de uma vida de pecado, onde o homem está distante de Deus, para uma nova vida na presença de Cristo. 'Cristo, a nossa Páscoa, foi sacrificado por nós para sermos verdadeiramente livre.
O passado foi anulado. Cristo que é a Nossa Páscoa também é a nossa expiação. Isso tudo aconteceu sem qualquer merecimento de nossa parte. Comemorar a páscoa, celebrar a Santa Ceia do Senhor, é lembrar todo o ministério de Cristo e a posição que ocupamos no Reino daquele que nos resgatou das trevas para a sua maravilhosa luz.
Jesus Ressuscitou. O Sonho não acabou. Jesus Vive. Celebre a verdadeira Páscoa, participe da Ceia do Senhor. Deixe de lado o fermento símbolo da maldade, malícia e impiedade e busque uma vida de Santidade com Cristo.
A Primeira Páscoa foi comemorada pelos israelitas quando entraram na Terra Prometida, celebrando à passagem da escravidão para a liberdade. Hoje, nós comemoramos a Páscoa para lembrar que Jesus morreu e derramou Seu sangue para nos salvar do pecado, e depois de três dias Jesus ressuscitou, é a passagem da morte para a vida. Vida com Cristo.
A celebração da Páscoa tem a sua origem na Palavra de Deus, e não tem nada a ver com ovos de chocolates ou coelhos. Jesus ressuscitou na Páscoa. Ele morreu para nos dar a vida eterna! A sua ressurreição simboliza o início de uma vida nova, uma vida liberta da escravidão do pecado!
“Porque, se fomos unidos com ele na semelhança da sua morte, certamente, o seremos também na semelhança da sua ressurreição” (Rm 6.5).
A Páscoa é lembrada em praticamente todas as religiões. Mas as celebrações que marcam a data são distintas, assim como o significado para as diferentes crenças
"Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós."  1 Coríntios 5.7
Páscoa ou Domingo da Ressurreição é uma festividade religiosa e um feriado que celebra a ressurreição de Jesus ocorrida três dias depois da sua crucificação no Calvário conforme o relato do Novo Testamento. É a principal celebração do ano litúrgico cristão e também a mais antiga e importante festa cristã. A Páscoa já era comemorada antes do surgimento do Cristianismo. Tratava-se da comemoração do povo judeu por terem sido libertados da escravidão. O dia da Páscoa deriva da tradição judaica e é a mais importante comemoração podendo ser então comemorada entre os dias 22 de março e 25 de abril
Jesus foi humilhado. Foi açoitado, coroado com uma coroa de espinhos, riram da sua dor. Foi crucificado, venceu a morte e ressussitou para nos dar a Vida Eterna. Até onde o sacrifício de Jesus na cruz valeu a pena por você? 
O que podemos ensinar sobre a páscoa na ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL? O Dia de páscoa deve ter uma aula toda especial na igreja? Como você começaria uma aula da EBD com o tema Páscoa? 
Senhor! Sei que a Páscoa é tempo de renascimento e de celebrar a vida... Mas, Senhor, estou cansada e preciso que me envies a força da águia, daquela águia que tem mais garra do que doçura, que tem mais coragem do que suavidade, que luta até o final para se transformar...


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!