Pela graça, somos salvos. A graça de Deus nos ajuda a entender a palavra e a aplicá-la com sabedoria às nossas vidas, nos conduz à comunhão e à oração, capacitando-nos a servir ao Senhor eficazmente. Em suma, existimos e estamos firmes no ambiente da graça toda-suficiente.
Diante do apelo do Senhor, Isaías diz: Senhor, eis-me aqui, envia-me a mim. Antes de ir para falar aos que o rodeavam sobre a mensagem de Deus, Isaías foi purificado, confessou seus pecados, submeteu-se ao controle do Senhor.
Ter confiança, ser submissão, adorar com seus bens e ter uma vida disciplinada são as quatro condições para viver em comunhão com Deus. Estar em comunhão com Deus é a maior dádiva que alguém pode possuir.
Deserto é um lugar de lutas, mas é tempo de provisão, manifestação de Deus, triunfo e regozijo. O seu deserto pode ser alguma angustia, medo, dor, falta de compreensão por alguém, sofrimento causado por pessoas que não te valoriza devidamente, depressão, sentimentos diversos, etc. Mas entenda que o caminho mesmo estando difícil no momento, se Deus estiver ao seu lado, vai haver vitórias e conquistas.
Um homem que não imaginou que poderia ter sua vida transformada por uma cruz, mas ao aceitar carregá-la, renunciando o percurso antes planejado, ele se torna um novo homem. Podemos olhar para Simão e aprender com seu gesto. Que Deus está perto, no nosso dia a dia, que tem interesse em mudar nossa história, desde que renunciemos a todo um passado de erros e abracemos a cruz com suas dores e promessas. Simão que guardava a veste branca para receber gotinhas de sangue, havia sido lavado, mergulhado no sangue da graça, pela fé no Cordeiro.
A providência de Deus na vida do homem não tem limites, Ele ainda continua transformando vales em mananciais, desertos em pomares, noites escuras em manhãs cheias de luz, vidas esmagadas pelo sofrimento em troféus da sua generosa graça.
Depois de o Senhor Deus criar os céus e a terra (1.1), Ele não deixou o mundo à sua própria sorte. Pelo contrário, Ele continua interessado na vida dos seus, cuidando da sua criação. Deus não é como um hábil relojoeiro que formou o mundo, deu-lhe corda e deixa acabar essa corda lentamente até o fim; pelo contrário, Ele é o Pai amoroso que cuida daquilo que criou.
Os heróis da fé souberam esperar e agir. A vida de fé sempre se caracteriza por estas duas atitudes, opostas entre si. Existe tempo de espera e tempo de ação.
O Cristão é como o cedro do Líbano, e portanto, tem a promessa de crescer. Ainda que o seu crescimento seja lento conforme a experiência do cedro, ele acontecerá e se tornará visível a todos. A preocupação do filho de Deus, principalmente nos primeiros anos da vida cristã, não deve estar no crescimento em si, mas no lançar das suas raízes. Lembre-se do fato de que nos três primeiros anos o cedro possui raízes de um metro e meio de profundidade enquanto a planta apresenta apenas cinco centímetros.
Para cada vaso O Senhor dispensou algo especial, Ele é a fonte de onde provem Sabedoria, Força e Poder; Ele reservou para cada um uma missão especifica, porem muitos esqueceram isso e no lugar de encherem seus vasos na fonte preferem tomar um pouco de azeite dos vasos que se encontram cheios.
Os sacerdotes deveriam remover as cinzas para fora do arraial. Cinzas não servem mais, já foi queimada, não se aproveita mais. O que é cinza já passou. As cinzas deveriam ser levadas para fora.
Os dois homens, de caminho para o campo, eram os dois discípulos a caminho de Emaús. Jesus apareceu para eles em aparência diferente da que havia vivido e morrido. Ele era o Jesus ressuscitado e para que se cumpra em nós os mesmos sinais que se cumpriram em Cristo, convém que os que ressuscitam, tenham um novo corpo de glória. Filipenses 3:21:” O qual transformará o nosso corpo de humilhação, para ser igual ao corpo de sua glória, segundo a eficácia do poder que Ele tem de subordinar a Si todas as coisas.”


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!