Quando nos dispomos a ajudar uma pessoa a superar sua homossexualidade, encontramos o fato de que muitas delas estão confusas sobre o que é verdadeiramente a homossexualidade. Muitas vezes a pessoa se identifica erroneamente como “homossexual”, criando assim um obstáculo a mais em seu esforço de aceitar sua nova identidade em Cristo. Há outros que não desejam aceitar seu problema homossexual e se recusam a enfrentar a realidade.
O que você faria se soubesse que na sua Bíblia estão faltando alguns versículos ou parte deles? Esta pergunta deveria incomodar todos os cristãos bíblicos, ou seja, aqueles que têm as Escrituras Sagradas como única regra de fé e prática. Para os que amam a Palavra de Deus e sabem da sua importância na evangelização, doutrinação e vida diária.
A Bíblia é a Palavra de Deus, inspirada, inerrante e infalível. É a base de toda a nossa fé e prática (II Tm 3:16). Por isso o diabo tem investido na tentativa de danificá-la. Todo esforço tem sido feito para corroer a fé na sua inspiração, infalibilidade e autoridade, e na divindade de Cristo.
“A Bíblia não diz, pó para pó e cinzas para as cinzas?”. Não, de fato ela não faz tal afirmação. Esta frase não é encontrada em lugar algum das Escrituras. Ela é encontrada em certos “Manuais de Pastores”, frequentemente usados por ministros quando eles ministram nos enterros, mas tal frase não pode ser encontrada em parte alguma na inspirada Palavra de Deus.
As filosofias diversas, não devem encontrar lugar no coração do homem que procura santificar-se e ser instrumento nas mãos do Senhor Deus. É preciso que haja discernimento do Espírito, afinal, a vida que nos é proporcionada deve ser exclusivamente para honra e gloria do Eterno, e isto com todas as forças possíveis.
A palavra Geena tem, portanto, suas origens no aramaico e hebraico. Designava um vale, ou seja, um local visível, literal, mas que posteriormente passou a significar “inferno”, como agora o concebemos. Por que ocorreu esse processo metafórico?
Quanto mais o pastor encher o culto com apresentações, mais rápido as ovelhas sairão em busca de uma verdadeira igreja, que priorize a oração e a palavra de Deus. Aos poucos, a "igreja-teatro" deixará de ter ovelhas para estar ainda mais cheia, porém de bodes, que gostam de uma boa distração.
A Bíblia diz aos preguiçosos: "Vá ter com a formiga, ó preguiçoso!" (Provérbios 6:6) Com essas palavras, o proverbista exortava o preguiçoso a trabalhar. Com isso em mente, não seria nenhum exagero criarmos a frase: "Vá ter com o Polvo Paul, ó falso profeta".
Ouvem-se em programas de rádio e televisão pastores oferecendo bênçãos divinas em troca de dinheiro. "O sangue da igreja de Cristo é o dinheiro dos fiéis", "Ou dá ou desce!", "Quanto mais para Deus, mais para você!"
Por que as novas modernas Bíblias alexandrinas estão cada vez deixando de condenar sodomia, pederastia, prostituição? Por que estão elas ficando cada vez mais carnais? Por que esta fixação fálica-carnal nas mentes desses tradutores moderninhos?
Em 2 Samuel 12:8, Deus, falando através do profeta Natã, disse que se as esposas e concubinas de Davi não fossem suficientes, Ele teria providenciado ainda mais para Davi. Salomão tinha 700 esposas e 300 concubinas (esposas de um status inferior) de acordo com 1 Reis 11:3. Como devemos lidar com esses exemplos de poligamia no Velho Testamento?
Não é preciso muito para concluir que a briga entre algumas religiões é pela escritura do céu. Especialmente entre as religiões cristãs, há uma concepção egocêntrica de que o céu pertence a um grupo de proprietários. Essa idéia seria cômica se não fosse trágica.


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!