Estudo Bíblico Cristãos Fariseus


Texto básico: Mateus 23: 1-7.

'Então, falou Jesus às multidões e aos seus discípulos: Na cadeira de Moisés, se assentaram os escribas e os fariseus. Fazei e guardai, pois, tudo quanto eles vos disserem, porém não os imiteis nas suas obras; porque dizem e não fazem. Atam fardos pesados e difíceis de carregar e os põem sobre os ombros dos homens; entretanto, eles mesmos nem com o dedo querem movê-los. Praticam, porém, todas as suas obras com o fim de serem vistos dos homens; pois alargam os seus filactérios e alongam as suas franjas. Amam o primeiro lugar nos banquetes e as primeiras cadeiras nas sinagogas, as saudações nas praças e o serem chamados mestres pelos homens.' (Mateus 23:1-7 RA)

Ser fariseu não significava ser cínico ou dissimulado, veja o que diz a Wikipédia:
Fariseu (do hebraico פרושים) é o nome dado a um grupo de judeus devotos à Torá, surgidos no século II a.C.. Opositores dos saduceus, criam numa Lei Oral, em conjunto com a Lei escrita, e foram os criadores da instituição da sinagoga. Com a destruição de Jerusalém em 70 d.C. e a queda do poder dos saduceus, cresceu sua influência dentro da comunidade judaica e se tornaram os precursores do judaísmo rabínico.A palavra Fariseu tem o significado de "separados", " a verdadeira comunidade de Israel", "santos".

Sua oposição ferrenha ao Cristianismo rendeu-lhes através dos tempos uma figura de fanáticos e hipócritas que apenas manipulam as leis para seu interesse. Esse comportamento deu origem à ofensa "fariseu", comumente dado às pessoas dentro e fora do Cristianismo, que são julgados como religiosos aparentes.

O apóstolo Paulo, antes de se converter ao cristianismo era um dos tais.
'Porque nós é que somos a circuncisão, nós que adoramos a Deus no Espírito, e nos gloriamos em Cristo Jesus, e não confiamos na carne. Bem que eu poderia confiar também na carne. Se qualquer outro pensa que pode confiar na carne, eu ainda mais: circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; quanto à lei, fariseu, quanto ao zelo, perseguidor da igreja; quanto à justiça que há na lei, irrepreensível.' (Filipenses 3:3-6 RA).

Hoje a nossa luta para converter as pessoas a Jesus Cristo não é só Satanás, mas principalmente aqueles que se dizem cristãos, frequentam igrejas, são líderes, evangelizadores, pastores e mestres, mas que não vivem e nem praticam a Palavra de Deus, ao contrário, pelos seus testemunhos afastam as pessoas do Evangelho de Cristo.

'Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma. Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural; pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência. Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar.' (Tiago 1: 21-25 RA).

Vendo a situação da Igreja hoje podemos observar que isso já ocorria nos tempos de Jesus e, que Ele já advertia aos discípulos e a multidão que o seguia a não trilharem os caminhos desses fariseus e mestres da Lei. Eles ensinavam os princípios dados por Deus e isso era bom e deveria ser seguido, porém não praticavam o que ensinavam. “Façam o que digo, mas não faça o que eu faço”, poderíamos dizer que era esse o lema deles. Além disso, o que eles pretendiam é serem bem vistos pelos homens. Viviam de aparências, gostavam dos primeiros lugares e de serem vistos como pessoas importantes da sociedade.

Infelizmente, podemos dizer que muitos cristãos hoje em nossas igrejas agem da mesma forma, adoram aparecer na mídia, serem bajulados, serem artistas, ídolos do povo. Muitos se tornam um empecilho para as pessoas novas na fé, aquelas que querem ter um relacionamento verdadeiro com Cristo, desejam obedecer aos princípios bíblicos e, ao olharem para estes “cristãos fariseus”, se decepcionam a ponto de abandonarem a fé.

Eles não entram no reino, mas não permitem que os outros possam ter acesso ao Reino. Jesus faz uma advertência a esse tipo de pessoas.

'Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque fechais o reino dos céus diante dos homens; pois vós não entrais, nem deixais entrar os que estão entrando! Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque devorais as casas das viúvas e, para o justificar, fazeis longas orações; por isso, sofrereis juízo muito mais severo! Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque rodeais o mar e a terra para fazer um prosélito; e, uma vez feito, o tornais filho do inferno duas vezes mais do que vós!' (Mateus 23: 13-15 RA).

Esses “cristãos fariseus” é que fazem tropeçar na fé aqueles que estão começando na vida cristã.

'Qualquer, porém, que fizer tropeçar a um destes pequeninos que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma grande pedra de moinho, e fosse afogado na profundeza do mar. Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é inevitável que venham escândalos, mas ai do homem pelo qual vem o escândalo!' (Mateus 18: 6-7 RA).

Amados, como temos agido como cristãos? Temos colocado em prática a Palavra de Deus? Temos seguido Cristo o Nosso Pastor, ou somos ovelhas de outro rebanho?

Maranata! Ora vem Senhor Jesus!

| Autor: Pr. Alcebídios Garcia Dias | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!