Estudo Bíblico Atos, o Evangelho do Espírito Santo


O livro dos Atos dos Apóstolos é de autoria geralmente atribuída a Lucas e pode ser visto como a segunda parte do Evangelho de Cristo segundo Lucas, este livro mostra como é que os discípulos recebem o Espírito Santo e se tornam as testemunhas de Jesus Cristo.

É por isso que se diz que os Atos dos Apóstolos é chamado também por alguns de "O livro do testemunho". Este testemunho é a pregação e a vivência dos discípulos de Jesus que anunciam a Palavra e reúnem o povo na força do Espírito Santo para fazer que a missão do Cristo continue.

"...mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra." ( Atos 1.8 - RA ).

Ao lermos Atos dos Apóstolos vemos como o testemunho dos discípulos é a manifestação do Espírito que reúne a Igreja no mundo inteiro. O livro tem um dinamismo: começa em Jerusalém onde Cristo foi morto, onde ele ressuscitou e donde, agora ele está subindo para o céu. Os discípulos irão dar testemunho do Cristo: pregar, servir, e fazer comunidades. Em Jerusalém, depois na Samaria, na terra de Israel, e, de lá, para o mundo inteiro! Isso é o plano do livro dos Atos dos Apóstolos, o testemunho que começa em Jerusalém vai chegar até a cidade de Roma.

Dois grandes personagens, são Pedro e Paulo, chegando até as extremidades da terra que na época era Roma, a capital do Império, o centro do mundo sob vários aspectos, lá o evangelho tornaria-se um evangelho universal após penetrar em toda a extensão do Mediterrâneo - Atos conta a história da origem e da expansão do cristianismo na Judéia, depois na Ásia Menor, no Mediterrâneo e até Roma.

Atos procura mostrar o desenvolvimento da pregação do evangelho de Jesus no mundo dos judeus e que depois penetra no mundo dos gentios para mostrar que o Povo de Deus é um povo universal, o livro fala de uma rede de comunidades e é na vivência destas Igrejas que o Espírito se manifesta. Após a ascensão de Cristo e a promessa da vinda do Espírito Santo para ser a força do testemunho vem a maravilhosa narrativa de Pentecostes, onde o Espírito Santo vem e reanima a fé e a coragem para que os discípulos possam sair pelo mundo para levar a mensagem, a promessa de Jesus se cumpre no capítulo 2, alguns chamam também este Livro de "O Evangelho do Espírito Santo" por causa deste capítulo, a igreja do nosso século precisa buscar inspiração nestas comunidades, Atos é um verdadeiro retrato da Igreja primitiva, os capítulos 3 e 4 retratam perfeitamente uma comunidade cristã legítima, comunidades fiéis, firmes na fé, que viviam o grande amor de Cristo.

Nestas comunidades é que os discípulos receberam pela primeira vez o nome de cristãos, Atos também narra o encontro de Pedro - missionário das primeiras comunidades - com Barnabé e posteriormente com Paulo, Atos fala de Antioquia, uma igreja viva, ativa, um modelo para o que se busca em nossos dias, uma igreja com a difícil tarefa de levar o Evangelho além do judaísmo.

Quando a igreja se reúne, Pedro, Barnabé e Paulo chegam ao consenso de que pela fé em Jesus esta mensagem precisava ser levada ao mundo todo, Pedro leva a mensagem aos judeus e Paulo proclama que irá pregar o evangelho de Jesus Cristo aos pagãos revelando-se como o grande missionário da Igreja Primitiva, um verdadeiro adorador como vemos em sua declaração aos Gálatas "... já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim." - Oh maravilha! - Paulo foi um privilegiado que viu o Ressuscitado e diante DEle para a glória DEle não resistiu ao Seu plano, e não poderia ser diferente... vai então pregando ao mundo todo o caminho da salvação - que é Cristo Jesus. - primeiro em Tessalônica, depois Atenas - que na época era a capital do mundo urbano, depois Corinto que era a capital comercial e cultural, e posteriormente Éfeso - outro importante centro urbano, assim ele foi pregando, formando comunidades, convertendo pelo poder do Espírito Santo, sofrendo e se alegrando com a obra missionária... não é difícil vermos na leitura de Atos entre os sofrimentos e alegrias o tom de entusiasmo de Paulo.Atos é um episódio maravilhoso que retrata comunidades onde todos eram missionários pela força do Espírito Santo.

Atos dos Apóstolos narra a viagem de Paulo para Roma - Paulo foi preso em Jerusalém, julgado em Cesaréia e após de apelar a César foi enviado a Roma para que o plano de Deus se cumpra. Maravilhoso também é o texto do capítulo 27 onde Paulo passa pela tempestade que ameaça a consumação do plano de Deus em sua vida, mas este é o evangelho do Espírito e pelo amor do Pai e do Filho, o Espírito os une e dá-lhes força, e por esta força a comunhão prevalecem sobre o inimigo, e é por esta comunhão que se formam as igrejas que o Espírito da Verdade anima, sustenta e faz permanecer pelos séculos e séculos.

O livro de Atos mostra claramente que é pela comunhão das comunidades onde tudo é comum a todos que o Espírito de Deus mais claramente se faz presente, hoje precisamos resgatar esta comunhão de Atos para obter o tão falado avivamento.

Atos declara:
"E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. Em cada alma havia temor; e muitos prodígios e sinais eram feitos por intermédio dos apóstolos." ( Atos 2 .42-43 - RA ).

- sem comunhão não há comunidade que permaneça na presença do Espírito Santo.

A igreja precisa hoje resgatar o seu papel de local de adoração e comunhão, local onde se vive o amor do Pai, resgatar seu papel de instrumento de salvação, resgatar seu papel de instrumento para proclamar a todos os povos, tribos e nações que Jesus é o Senhor.

Oremos para que este Espírito esteja no coração de cada uma de nossas comunidades de hoje.

| Autor: Almir Lima | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |