Estudo Bíblico O Verdadeiro Significado da Páscoa Parte 3


A CELEBRAÇÃO DA PÁSCOA APONTA PARA MUDANÇA DE COMPORTAMENTO:

A cidade de Corinto era uma Cidade globalizada, assim como a cidade de São Paulo. Pessoas das mais diversas cidades do mundo até então conhecido habitavam em Corinto. Lá trabalhavam, ganhavam a sua vida, se divertiam, e pecavam. Pecavam muito.

Ágape: Era uma refeição completa, em que os irmãos da igreja levavam seus alimentos. Pobres e ricos. Escravos e livres. Todos desfrutavam de uma só mesa. Mas não era uma maravilha. Existiam problemas, que o Apóstolo Paulo queria corrigir. Uns não esperavam pelos outros, de modo que não havia comunhão ao partir do pão. Aqueles que chegavam mais tarde, como os escravos, por exemplo, comiam apenas o que traziam, ou o que podiam trazer. Os ricos, por sua vez, comiam sua comida bem rápido. Fartavam-se e se embriagavam.

1 Coríntios 11:28-30: "Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma do pão e beba do cálice. Porque quem come e bebe, come e bebe para sua própria condenação, se não discernir o corpo do Senhor. Por causa disto há entre vós muitos fracos e enfermos, e muitos que dormem".

A mudança de comportamento é algo pessoal, à partir de um exame pessoal e particular. É um exame particular; intrínseco; de consciência. Examinar-se é como provar metais pelo fogo. É descobrir nossas volições, nossas motivações. Participar da ceia do Senhor, sem um auto-exame é participar indignamente.

O Auto-Exame visa EXPURGAR O FERMENTO VELHO.

1 Coríntios 5:7: "Expurgai o fermento velho, para que sejais nova massa, assim como sois sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, já foi sacrificado".

Paulo chama aqui atenção à necessidade de aperfeiçoamento. Paulo critica a aquiescência com a situação. Acomodação espiritual.

Basta um pouco de fermento para levedar toda a massa (Gálatas 5:9). Não podemos confundir graça com malemolência. Não podemos deixar confrontar nossa vida com a vida de Cristo. Nosso modelo é ele, e apenas ele.

À medida que nos achegamos mais perto de Deus, através de Jesus Cristo, vamos tendo a noção exata da distância que estamos dele. Quanto mais distante estamos, menos nos enxergamos. Alguém, aqui se veste num quarto escuro?

Fermento velho, costumes antigos. Ouço dizer que.. ."Aceitei a Jesus e não precisei mudar em nada minha vida...". Tal afirmação não encontra respaldo na bíblia. Todos que se encontraram com Jesus tiveram suas vidas mudadas, modificadas.

Fermento é símbolo da maldade, malícia e impiedade. É a influência penetrante do pecado, quer do diabo, da religião falsa, da política maliciosa ou dos homens em geral. É indicado para indicar as obras da carne, doutrina falsa. Era usado para indicar um desejo pervertido.

A Igreja não é uma massa remendada. É massa nova. Cristo Jesus, através de sua morte na cruz, pôs fora o fermento velho, portanto, devemos nos esforçar para nos mantermos livre. Os judeus lembravam esse fato, a saída do Egito, e durante 7 (sete) dias não comiam fermento. A páscoa, portanto, lembrava a solene luta para se livrar de todo o fermento velho.

Precisamos, pois, nos livrar do fermento da mentira, da inveja, da malícia. A bíblia nos diz que os mandamentos de Deus são leves, fáceis de seguir. Não temos problemas com os grandes pecados, mas sim com os pequenos. Não podemos nos contentar. Devemos buscar a santificação pessoal. A graça de Deus não pode nos levar a uma vida cristã irresponsável. onde eu não entro com nada. Deus é responsável por tudo. Precisamos mudar de hábito. O grande mau dos coríntios é que eles achavam que havia pouca ou nenhuma coisa errada com eles. A Ceia do Senhor não é uma Refeição Qualquer: 1 Coríntios 11:29-30: "Porque quem come e bebe, come e bebe para sua própria condenação se não discernir o corpo do Senhor. Por causa disto há entre vós muitos fracos e enfermos, e muitos que dormem". Não sendo uma refeição qualquer não podemos comê-la de qualquer jeito. A participação do cálice e do pão, não visa matar a fome física, antes visa nos conscientizar de quem somos e para onde vamos. Por isso é preciso discernimento. Eu faço parte do Corpo de Cristo, que é a Igreja. Essa refeição, esse ato de comer o pão e beber o vinho, está reafirmando essa condição de minha parte para com o mundo. Eu participo. Tenho responsabilidade. Quero cumprir a missão que Deus preparou para mim. Desejo estar no centro da vontade de Deus.

Danos espirituais. A falta de discernimento traz doenças espirituais, e doenças físicas. Viramos refém de satanás. Não podemos manter uma atitude imprópria para um ofício solene. Não se trata simplesmente de passar mal do fígado ou do estômago. Paulo aqui estava se referindo a castigo provindo da irreverência; da desobediência e da falta de amor.

Nada Como Um Dia Após o Outro.

Como disse no início, a Páscoa Aponta Para o Passado, Para o Presente, e Para o Futuro. A Páscoa veio a confirmar todo o ministério terreno de Jesus, demonstrando que ele era verdadeiro. Não haveria domingo se não houvesse o sábado, se não houvesse a sexta, se não houvesse a quinta.

Nada Como Um Dia Após o Outro.
Quinta-feira (que noite).

Doze homens comendo e bebendo com o Mestre. Um o traiu. Vendeu-o por 30 moedas de prata (o valor de um escravo).

Jesus lava aos pés dos discípulos, anuncia a sua morte. Assume o compromisso de enviar outro consolador. Levanta os olhos aos céus e ora ao pai, não somente pelos seus discípulos, mas por todos os que vierem a crer nele.

Vai ao Jardim das Oliveiras orar. Pedro, Tiago e João dormem. Jesus pede que, se possível o Pai passe dele aquele cálice. Os anjos o confortam. Ele sua gotas de sangue, tal era o sofrimento. Finalmente, Jesus é preso. Pedro corta a orelha de Malco. Perante Anás e Caifás, Herodes, Pilatos, Jesus é cuspido, torturado, vilipendiado. Pedro o nega 3 (três) vezes, o galo canta.

Sim, foi no início dessa noite que nasceu a mais solene cerimônia do cristianismo. "O Senhor Jesus na noite em que foi traído, tomou o pão...".

Nada Como Um Dia Após o Outro
Sexta-Feira (Que Dia).

Jesus julgado e condenado, Barrabás é libertado; Judas se suicida suas vísceras podiam ser vistas lá embaixo no penhasco.

Jesus, torturado, crucificado, entrega a sua vida, segue-se escuridão, o véu do Templo se abre de cima abaixo. Santos mortos ressuscitam, os discípulos se escondem de medo.

José de Arimatéia consegue a liberação do corpo de Jesus, e o deposita num sepulcro.

Nada Como Um Dia Após o Outro
Sábado (mais um dia):

Guardas ficam à porta para impedir que o corpo de Jesus seja roubado.
Os Discípulos estão dispersos, com medo, escondidos;
Mas ele já não estava lá, fora pregar aos espíritos na prisão, conforme Pedro diz.

Nada Como Um Dia Após o Outro
Domingo (de Páscoa).

Jesus Ressuscitou. O Sonho não acabou. Jesus Vive. John Lenon morreu, pouco se fala nele. Os Beatles não são mais famosos que Jesus Cristo. Jesus Cristo continua vivo. O sonho dos Beatles acabou, o nosso não!

Porque Ele Vive, posso crer no Amanhã

Porque Ele Vive, Pedro não vive uma vida de remorso por ter negado ao Mestre;

Porque Ele Vive, ele pode perguntar a Pedro Tu me Amas. Apascenta as minhas ovelhas. Em sua mente, não o olhar do cordeiro amassado, pisado, moído por nossas transgressões, mas o Cristo Ressuscitado;

Porque Ele Vive, a mulher que se viu livre do apedrejamento acha que vale a pena se esforçar para levar uma vida sem pecar mais;

Porque Ele Vive, João, a voz de trovão, se torna o Apóstolo do Amor, escreve o 4º Evangelho, as Cartas e o Livro do Apocalipse;

Porque Ele Vive, a pregação de João Batista, a voz que clamou no deserto não clamou em vão!;

Porque Ele Vive, se encontrou com Saulo no caminho de Damasco, e transformou o perseguidor no perseguido Paulo e maior teólogo de todos os Tempos;

Porque Ele Vive, os evangelhos foram escritos, em continuação ao Velho Testamento, as profecias se cumpriram, Ele é o Alpha e o Omega;

Porque Ele Vive, posso dizer, nada como um dia após o outro. Meus Jesus morreu, mas ressuscitou, e está nos céus ao lado do Pai, intercedendo por nós;

Porque Ele Vive, posso crer no Amanhã. Quando meu corpo baixar à sepultura, lá nos céus serei recebido por meu mestre, e viverei para sempre ao seu lado, para onde ele estiver eu esteja também;

Porque Ele Vive, o cristianismo não é apenas mais um dos "ismos" existentes por aí. É uma religião viva.

Porque Ele Vive, estamos reunidos aqui hoje, não para comermos bacalhau, ovos de páscoa, mas participarmos do seu corpo e do seu sangue;

Porque Ele Vive, eu me examino a mim mesmo, porque desejo agradar a meu Mestre, que morreu e ressuscitou, para que eu, por sua morte, morresse para o pecado, e por sua ressurreição ressurgisse para uma nova vida;

Porque Ele Vive, posso dizer onde está morte a tua vitória;

Porque Ele Vive, posso pisar a cabeça do diabo, e deixá-lo debaixo de meus pés;

Porque Ele Vive, devo dizer Não sou mais eu quem vivo, mas Cristo vive em mim.

O Significado Real da Páscoa e da Santa Ceia:

Páscoa Significa Perdão;
Páscoa Significa Arrependimento;
Páscoa Significa Salvação;
Páscoa Significa Gratidão;
Páscoa Significa Comunhão;
Páscoa Significa Compromisso;
Páscoa Significa Santificação;
Páscoa Significa Serviço;

Acredito que é o momento de se fazer uma reflexão: O que tem significado a páscoa e a santa ceia para você?

Há algo de que você precise se conscientizar?
Há algo de que você precise se arrepender?
Examine-se a si mesmo!
A Santa Ceia é muito mais que o pão e o vinho.
A Santa Ceia é um compromisso.
Você deseja renovar seu compromisso com Deus!
Deus não precisa renovar com você, por que o dele é eterno!
Não coma indignamente!
Não se satisfaça com o que você é hoje!
Faça por amor! Assim como o marido procura satisfazer as necessidades e gostos da esposa, devemos procurar satisfazer as expectativas de Deus para conosco.
Você ainda não confessou a Jesus como Senhor?
Você quer nesta data participar de sua morte e de sua vida?
|  Autor: Pr. Gerson  |  Divulgação: estudosgospel.com.br |

 


Estudos Biblicos e Artigos Sobre a Pascoa




Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!