Estudo Bíblico sobre Natal - Paz na Terra!


Texto básico: 1 Tessalonicenses 5.12-24.

'Agora, vos rogamos, irmãos, que acateis com apreço os que trabalham entre vós e os que vos presidem no Senhor e vos admoestam; e que os tenhais com amor em máxima consideração, por causa do trabalho que realizam. Vivei em paz uns com os outros. Exortamo-vos, também, irmãos, a que admoesteis os insubmissos, consoleis os desanimados, ampareis os fracos e sejais longânimos para com todos. Evitai que alguém retribua a outrem mal por mal; pelo contrário, segui sempre o bem entre vós e para com todos. Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. Não apagueis o Espírito. Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom; abstende-vos de toda forma de mal. O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é o que vos chama, o qual também o fará.' (1 Tessalonicenses 5: 12-24 RA)

Estamos no final de ano e o Natal está se aproximando, apesar do consumismo e dos exageros das festas, do comércio em efervescência, parece que um clima de paz se acerca do mundo inteiro. O mundo inteiro comemora o Natal como época de reconciliação, de perdão, de caridade para com o próximo. Mas o quanto de verdade reside? É uma época também de grande hipocrisia!

O refrão usado popularmente é: “Glória Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade!”. Mas isso está escrito na Bíblia? Muitos, principalmente aqueles que não leem as Escrituras, jamais questionam isso; mas a Bíblia diz:

'E, subitamente, apareceu com o anjo uma multidão da milícia celestial, louvando a Deus e dizendo: Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem.' (Lucas 2: 13-14 RA).

Há um ditado que diz que de boas intenções o inferno está cheio. Boa vontade ou boas intenções não nos podem trazer paz! Longe de Jesus Cristo, não há paz. Só quem vive em Cristo pode obter essa paz, porque Ele é a própria Paz.

'Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz;' (Isaías 9:6 RA).

'Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.' (Isaías 53:5 RA)

Só o Senhor Jesus pode trazer a paz.

'graças à entranhável misericórdia de nosso Deus, pela qual nos visitará o sol nascente das alturas, para alumiar os que jazem nas trevas e na sombra da morte, e dirigir os nossos pés pelo caminho da paz.' (Lucas 1:78-79 RA)

Jesus nos diz claramente:
'Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.' (João 14: 27 RA)

'Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.' (João 16: 33 RA)

Todas as profecias prometiam a vinda do Messias:

'Agora, ajunta-te em tropas, ó filha de tropas; pôr-se-á sítio contra nós; ferirão com a vara a face do juiz de Israel. E tu, Belém-Efrata, pequena demais para figurar como grupo de milhares de Judá, de ti me sairá o que há de reinar em Israel, e cujas origens são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade. Portanto, o SENHOR os entregará até ao tempo em que a que está em dores tiver dado à luz; então, o restante de seus irmãos voltará aos filhos de Israel. Ele se manterá firme e apascentará o povo na força do SENHOR, na majestade do nome do SENHOR, seu Deus; e eles habitarão seguros, porque, agora, será ele engrandecido até aos confins da terra. Este será a nossa paz.' (Miquéias 5:1-5a RA).

O homem tenta justificar-se diante de Deus a fim e sentirem paz, mas isso é impossível ao homem, pois essa justificação só pode vir mediante a fé.

'Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo'; (Romanos 5:1 RA).

O apóstolo Paulo nos dá uma recita para encontrá-la.

'O amor seja sem hipocrisia. Detestai o mal, apegando-vos ao bem. Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. No zelo, não sejais remissos; sede fervorosos de espírito, servindo ao Senhor; regozijai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, na oração, perseverantes; compartilhai as necessidades dos santos; praticai a hospitalidade; abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis. Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram. Tende o mesmo sentimento uns para com os outros; em lugar de serdes orgulhosos, condescendei com o que é humilde; não sejais sábios aos vossos próprios olhos. Não torneis a ninguém mal por mal; esforçai-vos por fazer o bem perante todos os homens; se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens; não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; {ira; de Deus, subentendido} porque está escrito: A mim me pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor. Pelo contrário, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça.' (Romanos 12:9-20 RA)

Antes de Cristo, os gentios eram inimigos de Deus, mas vindo o Messias essa inimizade terminou e desde então podemos viver em paz com Deus.

'Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos {ambos: judeus e gentios} fez um; e, tendo derribado a parede da separação que estava no meio, a inimizade, aboliu, na sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças, para que dos dois criasse, em si mesmo, um novo homem, fazendo a paz, e reconciliasse ambos em um só corpo com Deus, por intermédio da cruz, destruindo por ela a inimizade. E, vindo, evangelizou paz a vós outros que estáveis longe e paz também aos que estavam perto;' (Efésios 2:14-17 RA).

'Rogo-vos, pois, eu, o prisioneiro no Senhor, que andeis de modo digno da vocação a que fostes chamados, com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, esforçando-vos diligentemente por preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz;' (Efésios 4:1-3 RA)

Essa paz nos traz alegria extasiante.

'Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos. Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor. Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus. Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento. O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso praticai; e o Deus da paz será convosco.' (Filipenses 4:4-9 RA).

Como então obtermos essa paz tão almejada?

- Amando-nos incondicionalmente. (vv. 12-15)
- Sendo coerentes a todo tempo. (vv.16-18).
- Permitido que o Espírito Santo esteja na nossa direção (vv.19-23).

Em síntese: Deixar que o Espírito Santo se expanda dentro de nós e nos purifique totalmente em nosso espírito, alma e corpo.

Maranata! Ora vem Senhor Jesus!

| Autor: Pr. Alcebídios Garcia Dias | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!