O povo de Deus só pode ter certeza que Deus estará presente na adoração quando esta vier em Espírito e em verdade.
Adoração não é uma ordem de músicas que cantamos diante de Deus. Não, adoração é uma maneira de vivermos diante de Deus. Quando cantamos, esta é uma das maneiras pela qual adoramos a Deus. Mas adoração é você estar conectado com Deus. A eternidade é transmitida para a sua vida.
A adoração é a base da submissão a Deus. Sem um conhecimento bíblico adequado, como conheceremos esse Deus e como saberemos que tipo de submissão o agrada?
"Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores". João 4.23
Levitas eram os membros da tribo de Levi, terceiro filho do patriarca Jacó. Formavam uma tribo separada, sem território, sem herança terrena porque gozavam do alto privilégio de ter o Senhor como seu quinhão, sua posse (Dt 10.9).
A quantidade de cânticos e hinos que se tem produzido, publicado, gravado e tocado em rádios e TVs certamente não encontra paralelo na história. 
Este estudo tem por objetivo analisar de forma singela, porém objetiva, a questão da música e da dança em cultos a Deus, e qual seria a melhor forma de encará-las. 
Um efetivo líder de adoração é não apenas alguém que é um bom músico ou cantor que lidera pessoas nas canções. Liderar outras pessoas à adoração requer, primeiro de tudo, que seja um adorador. 
O termo adoração deriva da palavra adorare. Em latim, adorare significa falar com, que em outras palavras significa ter comunhão com. Podemos entender, então, que adorar a Deus nada mais é que conversar com Deus ou ter comunhão com Deus. 
Não separe um músico para o ministério sem que ele receba a devida preparação e contínua orientação. 
Este é um dos mais fortes clamores aos filhos de Deus. Não há mais tempo a perder! 
Louvor e adoração são duas coisas distintas, e objeto de uma confusão tremenda no meio evangélico.