Estudo Louvor e Adoração - A Origem Bíblica das Palavras


Normalmente não fazemos muita distinção entre louvar e adorar a Deus. Para nós essas palavras têm o mesmo sentido.

Mas observando a maneira como são empregadas na Palavra de Deus, podemos perceber que muitas vezes são empregadas ao mesmo tempo: Louvai e adorai ao Senhor, louve e exalte o seu santo nome....

Isso é porque nos textos originais são palavras diferentes que expressam significados que são muito importantes para nós.

As palavras para louvor vêm do hebraico hãlal, que significa fazer ruído, yãdhâ que está associada às ações e gestos corporais que acompanham o louvor e, zãmar, que é associada à música tocada e cantada. No Novo Testamento a palavra grega eucharistein que significa agradecer é mais utilizada que a palavra eulogein "bendizer".

Facilmente se percebe que a louvor está muito associado a oferta, aquilo que entregamos a Deus.

Se cantamos, tocamos, dançamos, aplaudimos, estamos louvando. A Bíblia diz que toda a natureza louva a Deus. Pois demonstra o Seu poder, criatividade, soberania.

Salmos 65:13 - Os campos se vestem de rebanhos, e os vales se cobrem de trigo; eles se regozijam e cantam.

Salmos 69:34 - Louvem-no os céus e a terra, os mares e tudo quanto neles se move.

Salmos 98:8 - Os rios batam as palmas; regozijem-se também as montanhas,

Isaías 44:23 - Cantai alegres, vós, ó céus, porque o SENHOR o fez; exultai vós, as partes mais baixas da terra; vós, montes, retumbai com júbilo; também vós, bosques, e todas as suas árvores; porque o SENHOR remiu a Jacó, e glorificou-se em Israel.

O simples fato de existirmos já louva a Deus.

Já a palavra hebraica para adoração é abhôdhâ e o grego latreia, ambos significam servir com temor reverente, admiração e respeito.

Este vocábulo grego latreia origina palavras como idolatria: a qual vemos bastante por aí, sejam as romarias católicas ou as caravanas para assistir shows de rock, onde pessoas viajam quilômetros para ver seus ídolos, compram tudo o que tenha sua imagem, fazem de tudo para se identificarem com ele.

Isso serve para nós pensarmos:

A idolatria só produz a degradação e a diminuição da dignidade do adorador, mas estes se entregam de corpo e alma.

A verdadeira adoração restaura o caráter do adorador, pois é para isso que fomos criados, para servir ao Deus verdadeiro ao qual fomos criados imagem e semelhança.

Adorar a Deus é serví-lo com devoção, admiração, zelo, enfim é a intenção e a motivação, com que a oferta é feita.

Face a tudo isto é perfeitamente possível que eu esteja louvando a Deus sem adorá-lo.

O Pai procura verdadeiros adoradores que o adorem em espírito e em verdade (Jo 4:23). Na busca de Deus por adoradores, como Ele está se deparando diante de você?

Deixe que Ele encontre em seu coração o espírito devoto e sincero de um verdadeiro adorador!

Autor: André Paganelli