Amor, perdão e comunhão são os fundamentos espirituais da família. Com amor, perdão e comunhão, as crises virão, os problemas aparecerão, a dor chegará, mas a tua família permanecerá unida, firme e indestrutivel em cristo.
Passar tempo juntos, ter bons modelos de comunicação, compromisso, enfrentar as crises de forma positiva, admiração... Podemos encontrar esses princípios na Palavra de Deus. Convido cada um de vocês a fazerem um novo compromisso hoje, de reorganizar seus valores e prioridades a fim de fortalecer a família e sermos verdadeiramente 'famílias de Deus'.
A Bíblia diz em Eclesiastes 4.9-12 que 'melhor é serem dois do que um', mas termina falando sobre o cordão de três dobras e revelando que é melhor serem três do que dois. A presença de Deus é a terceira dobra e deve ser cultivada na vida do casal.
Por se tratar de uma instituição divina, a família tem sido atacada desde o Éden por inimigos mortais. A falta de Deus é o inimigo número um do lar. Ele se revela quando o ambiente em casa é destituído de espiritualidade. Quando Deus não está no lar, sente-se que o ambiente é carnal, pesado, cheio de manifestações mundanas. Não se louva a Deus, não se busca o Senhor. A Bíblia, se existir, está escondida. As músicas são profanas. Não existe harmonia no casal nem nos filhos.
Na família, não deve haver a separação nas finanças, salário da esposa e salário do marido. Se são uma só carne, vivem em harmonia, devem também ser um só salário. Quanto as dificuldades financeiras, saiba o casal que elas existem também para aperfeiçoar a vida conjugal e provar o amor de ambos. Se aprovados nessas duas circunstâncias, DEUS dará o escape para a solução de todos os problemas.
As más amizades e companhias, a concupiscência da carne e dos olhos, a soberba da vida, a liberdade de escolha, as astutas ciladas do diabo, são fatores que podem causar a rebeldia de filhos criados com amor, afeto, cuidado e disciplina na medida certa.
Como se formam os filhos? Qual é a responsabilidade específica dos pais na educação dos filhos? Uma vez que os objetivos estejam definidos, como agir para estar seguros de alcançar estas metas importantes?
O casamento é também um relacionamento com propósitos. Toda pesquisa mostra que um casamento íntimo provê, por exemplo, o ambiente mais seguro e mais eficaz para a educação dos filhos. Veja agora os oito propósitos do casamento...
Como restaurar o lar perdido. Quando temos uma família restaurada, temos amor, união, alegria e vitórias sobre as dificuldades. Deus tem promessas para cada família temos que andar em sua direção para termos as bênçãos que ele preparou para nossos lares.
Salomão nos diz: “Melhor é serem dois do que um” O casal precisa ser unido de fato e verdade. No casamento existe uma aliança, um elo, um compromisso, uma cumplicidade que envolve amor, companheirismo, dedicação, prazer sexual, lealdade, honestidade, fidelidade, amizade, etc. São duas vidas que se fundem numa só. Uma só carne.
O lar bem sucedido é aquele que é construído de acordo com as especificações divinas. Ele merece muito mais esforço e sacrifício do que uma festa de casamento. A estabilidade do lar repousa sobre o entendimento de que o matrimônio é idéia de Deus, não do homem, e Deus insiste em que a relação que ele ordenou é boa!
Meu Deus, como é difícil falar deste assunto, quando encontramos pais e obreiros despreparados, ou como dizemos verdadeiros assassinos de juventude, violentadores de adolescência e ladrões de sonhos, isso dentro das igrejas e se brincar com uma carteirinha de obreiro.