Estudo Bíblico Como Restaurar o Lar Perdido


Como restaurar o lar perdido. Muitas vezes, não percebemos a importância da família. O bom convívio familiar, a ausência de desavenças e do ressentimento entre os membros da família é vital até para a sua saúde física e emocional. Uma das primeiras coisas que Deus fez quando criou Adão, o primeiro homem, foi constituir uma família para ele. Através disso, podemos ver o quanto à família e o ambiente familiar são importantes para Deus e para o homem.

Mas nós, muitas vezes, não damos valor à família. Não nos preocupamos em trazer Deus para o nosso lar para que Ele possa restaurar a convivência tanto entre os cônjuges, como entre os pais, filhos e irmãos.

Em sua mente, você pode já ter estabelecido muitas metas a serem alcançadas. Você pode até achar que sua felicidade depende de seu emprego ou de seu lazer. Mas a sua felicidade depende da sua família.

É por isso que muitos os homens são tristes, depressivos, frustrados e insatisfeitos. Suas famílias estão em desordem, porque não funcionam segundo o que Deus estabeleceu em Sua Palavra.

Vemos no livro de Malaquias 4:6, que ele fala sobre o amor que tem que ter entre filhos e pais, e pais aos filhos. Neste mundo de hoje, temos muitas famílias que estão completamente destruídas, sem amor dos filhos aos pais e pais sem amor aos filhos. Quanto tempo você gasta com seu filho? Quanto tempo filho você gasta com seu pai? Pedindo ajuda para algum problema que esteja passando. O diabo tem feito de tudo para destruir famílias você tem colaborado para isso acontecer? Ou você tem lutado para ter uma família restaurada. Quando temos uma família bem estruturada não tem nada que aconteça que eles não consigam vencer, quando temos uma família entregue para Cristo, ele vem e restaura tudo que nós não conseguimos fazer.

Em Efésios 6.1 diz: Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo.

Pv. 1.8-9 Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensinamento de tua mãe.

Houve um tempo em que filhos obedeciam a seus pais incondicionalmente, infelizmente, hoje, os valores estão invertidos e não é incomum vermos pais que fazem todas as vontades de seus filhos, e com isso acabam sendo coniventes com os pecados dos filhos, pois a Bíblia diz em Rm 1:28-32 que o pecado de desobediência aos pais compara-se com outros que são passiveis de morte os que tais coisas praticam, e também os que aprovam os que assim procedem,

Honra – grego “tima” contar como valioso, valorizar, reverenciar Um filho pode submeter-se à vontade de seus pais sem tê-los em alta consideração. Seu motivo para submissão pode ser egoísta por natureza. As Escrituras revelam-nos que a obediência do filho deverá originar-se da alta estima que ele tenha por seus pais. Pais nem sempre agem de tal modo que encorajem o respeito de seus filhos, mas os filhos deverão estimar seus pais altamente. Por causa dos mandamentos de Deus a este respeito.

Certamente honrar pai e mãe incluirá obediência, mas esta responsabilidade acarreta muito mais. Os filhos deverão dirigir-se a seus pais com respeito, sem grosseria, sarcasmo ou ridículo. Os filhos demonstram respeito por seus pais ouvindo o que eles têm a dizer. O escritor de Provérbios aconselhou: "Ouve a teu pai, que te gerou, e não desprezes a tua mãe quando vier a envelhecer" (23.22).

Conversão dos pais aos filhos aos pais através:
Intercessão: Jó, homem integro, reto e temente a Deus, apresentava seus filhos continuamente a Deus santificando-os. Pais como sacerdotes somos desafiados a nos colocar na brecha todos os dias pelos nossos filhos. Os dias são maus, o inimigo a cada momento procurar apresentar opções aos nossos filhos para que deixem de honrar a Deus e busquem seus próprios interesses. Não podemos descuidar a intercessão dos pais pelos filhos é poderosa em Deus para livrá-los do mal.

Quando temos uma família restaurada, temos amor, união, alegria e vitórias sobre as dificuldades. Deus tem promessas para cada família temos que andar em sua direção para termos as bênçãos que ele preparou para nossos lares. Quando há entrega total de uma família para Deus, há restauração.

Neste mundo infelizmente existem pais que dirigem muito bem suas vidas profissionais, mais em seus lares são incapazes de dirigir suas famílias. Não adianta de nada ter uma vida profissional bem organizada, se em seus lares há tantas discórdias, ódios uns com outros, filhos profundamente magoados com seus pais, e pais tristes com seus filhos.

Uma das maiores preocupações que Deus tem é a de restaurar a sua família. O que o Senhor mais deseja é que Ele venha a fazer parte desse relacionamento. A relação a dois, marido e mulher, deve passar a ser uma relação a três: marido, mulher e Deus. Essa é a relação perfeita e a família perfeita, onde tudo está em ordem e todos são felizes e satisfeitos.

Você quer isso para sua vida? Então, preocupe-se em trazer Deus para o seu lar. Tanto a sua felicidade como a paz no seu lar dependem disso. Mas como Deus pode fazer parte da sua família? Essa é uma pergunta que pode ser facilmente respondida com o que está escrito no livro de Colossenses, capítulo 3, versículo 13, que diz: “Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós”. Praticar esse versículo é trazer Deus para o seu lar. As famílias de hoje são desestruturadas pela amargura e pelo ressentimento, pelas mágoas que os familiares têm entre si.

E você acha que existe outra forma de restaurar o seu lar que não seja pelo perdão? Hoje, o que fazemos, é forçar uma convivência pacífica.

Mas, em geral, há falsidade. Só quando você começar a liberar perdão para cada um de seus familiares é que Deus irá colocar o amor por eles em seu coração. Não digo que você não ama os seus familiares, mas lhe falta agir com amor. Perdoar é agir com amor. Suportar as fraquezas do outro é agir com amor. E é esse amor que você está expressando na sua família?

Deus é soberano, e por isso os seus planos jamais serão frustrados. Quando Deus instituiu o casamento e conseqüentemente formou a primeira família, foi com o propósito de adorá-lo, servi-lo e viver eternamente feliz. Por isso, no dia em que satanás derrotou a família no Éden, deixando-a miseravelmente pobre e infeliz; Deus, por sua misericórdia e amor fez uma promessa ao casal:

“E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar” (Gn 3.15).

Neste texto, Deus promete a derrota de satanás, (Serpente), e a vitória de Jesus, (Descendente da mulher), que ferirá a cabeça da serpente; a derrota dos seguidores de satanás e a restauração e vitória dos seguidores de Jesus.

E ainda, Deus veste o casal com roupas confeccionadas com peles de animal, indicando profeticamente que alguém no futuro teria que morrer para vestir espiritualmente o homem, não somente vesti-lo, mas restaurá-lo completamente “E fez o SENHOR Deus a Adäo e à sua mulher túnicas de peles, e os vestiu” (Gn 3.21); devolvendo a comunhão com Deus, o lar que havia sido perdido, a felicidade e tudo de bom que Deus preparou para aqueles que o amam.

Como escreveu Paulo dizendo: “Mas, como está escrito: As coisas que os olhos não viram, e os ouvidos não ouviram, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam” (1 Co 2.9).

Durante toda a história da humanidade, o trabalho de Deus sempre foi no sentido de restaurar o homem, restaurar a família da sua condição de miséria; e por isso, instituiu leis que garantissem a proteção da criança, do idoso, da mulher, etc., e isso tudo se vê a partir das leis instituídas por Moisés, algumas delas ratificadas por Jesus e ensinadas pelos apóstolos. Deus e o diabo sabem muito bem do valor que a família representa para a sociedade e a Igreja, por isso enquanto satanás procura deteriorá-la o máximo que pode; Deus, por outro lado, com o seu amor e misericórdia procura resgatá-la da mão do opressor e garantir-lhe aquilo que foi perdido pelo primeiro casal.

Por ser a primeira instituição divina o casamento é uma das mais belas; criada com a finalidade de proporcionar bem estar emocional, espiritual, garantir a perpetuação da espécie, enfim, proporcionar condições para a manutenção da subsistência de sua posteridade, e influenciar na ordem e harmonia social. O casamento é tão abençoado que podemos ver que o primeiro milagre que Jesus realizou foi em um casamento, em Caná da Galiléia, quando transformou água em vinho, (Jo 2:1-11), mostrando aos convidados e aos cônjuges que por mais que a vida esteja arruinada Ele pode transformá-la de forma radical, dando o verdadeiro sentido de viver.

Mas, para que Jesus possa encontrar lugar para a realização do milagre da restauração, é necessário, no entanto, que o homem aceite o seu convite que diz: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”, (Mt 11.28-30).

A unção de restauração familiar tem sido derramada de maneira tremenda. Precisamos resgatar as nossas famílias. Há uma sede de ser feliz dentro dos nossos lares. Existe um grito dentro de cada casa clamando pela unidade, pela restauração familiar.

Estamos nos dias de liberdade total, dias em que o homossexualismo tem arrastado milhares de jovens, mascarado de liberdade de escolha.

Casais se separando, frustrados, alegando incompatibilidade de gênios.

O casamento tem se tornado aos olhos da sociedade como uma instituição falida.

Os meios de comunicação apelam e divulgam o adultério, casais trocados, enfim, uma série de distúrbios nos relacionamentos, que entristecem profundamente o nosso Deus.

Diante de tanto ataque só nos resta uma escolha: firmar os nossos olhos na Palavra.

A palavra do Senhor nos diz em Gêneses 02:15 Tomou, pois, o Senhor Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e guardar.

Vamos entender a palavra lavrar: tratar da terra, cultivá-la de maneira que ela produza os melhores frutos, dar a ela condições de reproduzir, de gerar.

Sua casa é o teu Éden, é o seu lugar de descanso, é o lugar preparado por Deus para que você viva os melhores momentos nesta terra.

Mas muitos estão vivendo os piores momentos em família, por que deixaram de cultivá-la. Muitos lares tem sido cultivados pelos valores e princípios do mundo, deixando legalidades para o adversário agir.

Mas como cultivar esta terra? Quero ilustrar esta mensagem, pra que você entenda melhor.

"Era uma vez uma flor que nasceu no meio das pedras. Quem sabe como, conseguiu crescer e ser um sinal de vida no meio de tanta tristeza.
Passou uma jovem e ficou admirada com a flor. Logo pensou em Deus.
Cortou a flor e a levou para a igreja. Mas, após uma semana a flor tinha morrido.
Era uma vez uma flor que nasceu no meio das pedras. Quem sabe como, conseguiu crescer e ser um sinal de vida no meio de tanta tristeza.
Passou um homem, viu a flor, pensou em Deus, agradeceu e a deixou ali; não quis cortá-la para não matá-la. Mas, dias depois, veio uma tempestade e a flor morreu...
Era uma vez uma flor que nasceu no meio das pedras. Quem sabe como, conseguiu crescer e ser um sinal de vida no meio de tanta tristeza.
Passou uma criança e achou que aquela flor era parecida com ela: bonita, mas sozinha. Decidiu voltar todos os dias. Um dia regou, outro dia trouxe terra, outro dia podou, depois fez um canteiro, colocou adubo...
Um mês depois, lá onde tinha só pedras e uma flor, havia um jardim!..."

O segredo está nos relacionamentos sadios entre os familiares.

O homem tem corrido tanto atrás do sucesso, que tem se esquecido que pra que sua família dê bons frutos, ela precisa ser cultivada, tratada, e isso exige tempo, atenção, cuidados que só você pode dar.

Tenho ouvido mulheres que se sentem profundamente infelizes, pois se sentem sozinhas dentro da própria casa, mulheres que se anularam em função de filhos, maridos e hoje não conseguem mais se ver como pessoas especiais, porque não existe mais relacionamentos dentro de seus lares., as pessoas não tem tempo de se relacionar.

Homens que não conseguem mais chamar a atenção da esposa, filhos que já nem falam mais com os pais.

Isso tem que acabar no meio da igreja do Senhor Jesus.

Deus nos fez para termos relacionamentos saudável dentro do nosso Éden, mas ele precisa de cuidados especiais, pois a palavra do Senhor diz em I Pe 5.8

Sedes sóbrias vigiem. O vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar.

Portanto, precisamos entender que o papel de cuidar e cultivar a família são nossos.

Certo homem, jamais tendo tempo para o filho, teve a maior decepção de sua vida quando foi avisado de que o filho estava preso por estar envolvido no tráfico de drogas. Chegando ao local onde o filho estava detido, disse que estava profundamente triste, mas queria dizer que mesmo assim o amava demais para deixá-lo naquele momento.

O filho chorou desesperadamente e disse ao pai: _ Pai, porque você não disse isso alguns anos atrás, pois me envolvi num mundo cruel, onde eu acreditava que estava sendo amado e nunca ouvi você dizer que me ama. Você nem imagina o quanto essas palavras me fizeram falta, mas creio que agora é tarde demais.

O relacionamento é algo que precisa ser cultivado.

Quantos pais não sabem dizer que ama, porque não ouviram. Então não sabem passar, mas isso precisa mudar.

Quantas vezes ouvi pessoas dizerem que o pai ou a mãe não as amava, sendo que eu mesma presenciava o choro dos pais por causa do filho (a).

Certa vez um jovem me disse que, para ser aceito pela família, tinha que ser próspero como os irmãos e para conquistar a prosperidade era capaz de qualquer coisa e se envolveu de tal maneira no mundo do crime, que disse não haver caminho de volta para ele. Tornou-se um grande traficante. Comprou carro, moto, apartamento, tudo do bom e do melhor, e no fim o vi chorando, porque não conseguia ver o amor da mãe, que por sua vez também não soube transmitir ao filho o quanto ele era importante.

O relacionamento é muito importante, pois quando existe relacionamento dentro de casa, não somos levados pela conversa de satanás.

Uma esposa, após ter traído o marido, disse que foi atraída pelo diálogo que tinha com o amante, pela atenção que ele dava a ela, colocando-a como alguém importante, valorizando-a de uma maneira que nunca percebeu no marido.

Amados, cuidado com o teu Éden, ele é especial. É o seu cantinho especial dado pelo Senhor.

O próximo passo é guardar o nosso jardim.

O que é guardar?
Guardamos algo que pode ser roubado, que pode ser tomado ou mesmo invadido.
Colocamos cercas, limites, que impeçam ou dificultem a invasão.
A propriedade guardada está livre de ser tomada ou assaltada.
E se o Senhor o colocou como guarda, é por que havia a necessidade de proteger.

Precisamos abrir os nossos olhos e entender que o nosso papel é não permitir que o nosso Éden seja invadido pelo maligno.

Precisamos ficar atentos, pois é nossa responsabilidade guardar e cuidar da nossa família.

Amado(a), talvez você esteja vivendo maus momentos em família. Quem sabe não há mais diálogo dentro de casa, as pessoas não se falam e quando isso acontece é só agressão verbal.

Mas nestes dias Deus quer realizar uma obra tremenda na sua família, mas ele conta com você. Para que? Para mudar a história da sua família, cultivando com relacionamentos saudáveis, dizendo que ama, sem medo de ser rejeitado, sem orgulho. Afinal, o dia de hoje não volta nunca mais e não sabemos quanto tempo ainda nos resta juntos como família.

Portanto, vá em frente. Declare, grite, expresse o teu amor pela sua família e você e o Senhor juntos vão escrever uma nova história de um Éden nos dias de hoje, um lugar de descanso, de alegria; a tua casa.

RECUPERANDO OS VALORES NA PARÁBOLA DA DRACMA PERDIDA

"Ou qual a mulher que,tendo dez dracmas, se perder uma, não acende a candeia, varre a casa e a busca com diligência até achá-la? E achando-a, convoca as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo; porque achei a dracma perdida." Lucas 15:8-9

1. A mulher da parábola representa o cristão descuidado com os valores familiares. A ausência de luz e a sujeira são de nossa responsabilidade. Quando valores se perdem é necessário acender a luz e limpar a casa.

2. Observamos algumas atitudes que devemos ter para encontrar o valor perdido:

Acenda a Candeia (Jo 8.12).

A Mulher acendeu a candeia*. Jesus é a luz, peça para Ele iluminar os "porões" escuros da alma, para que você possa ter o discernimento e sabedoria para encontrar valores que se perderam. O Espírito Santo é o "azeite"que irá trazer luz à tua casa. Orem juntos, marido e mulher, mantenham acesa a chama do amor dentro de casa. Ore por seu cônjuge, mas esteja pronto caso Deus comece a transformar você.

"Fui eu": Assuma a responsabilidade

A mulher da parábola, não culpou ninguém pela tragédia. Ela resolveu assumir a culpa. "Eu perdi, eu vou encontrá-la". Analisando o texto bíblico, a postura dessa mulher foi coerente. É impossível que um valor perdido seja responsabilidade apenas de uma pessoa. Temos que assumir que o problema familiar tem um nome: "EU".

Humilhe-se para fazer mudanças (Ef 4:2 e Lc 6:27)

A mulher da parábola varreu a casa diligentemente. Pra limpar a sujeira da casa é preciso varrer.

Quem se humilha, está protegido, tem beleza, é forte e flexível e se torna invencível.
Você quer que alguma área seja restaurada em seu lar? Está procurando a dracma/valor perdido?

Está varrendo a sujeira (poeira) para poder achar? Busque a Deus para Ele usar você, para achar estes valores e diga: “Eis me aqui Senhor, envia-me a mim”. (Is 6.8)

Ditado: As pessoas tentar justificar-se dizendo: Na bíblia está escrito que “santo de casa não faz milagre”.

Nunca vi isto na Bíblia, mas li o contrário: que os ensinos de Jesus através de Paulo e outros, dizem que nós podemos influenciar nosso lar ( I Pe 3.1-2).

No texto de 2 Re 4.26 existe uma ordem nas palavras que chama nossa atenção: “Vai tudo bem? Contigo, com teu marido, com o menino? Notem: Primeiro preciso estar bem comigo para depois estar bem com minha casa”. Valorize os pequenos detalhes.

A mulher tinha 10 dracmas/valores, perdeu apenas uma. Ficou com 9 valores (a maioria). Mas, antes de perder a segunda ou a terceira, parou para costurar a carteira. Pequenos detalhes:

Bom dia/boa noite -Parabéns no aniversário Escovar os dentes -Usar desodorante – Roupa espalhadas Estes são alguns pequenos detalhes, entre tantos, que você poderá relacionar. Peça sabedoria a Deus. Tg 1.5. Não aceite o caos como algo natural.

O texto nos diz que a mulher procura a moeda, isto é, ela não assentou na cadeira da comodidade dizendo: “a vida é assim mesmo! É comum perder uma moeda tão pequena. Deixa prá lá!” Não! Ela reagiu, se esquentou, foi atrás. Ela procurou observação:

Quantos em sua casa se assentam na cadeira da comodidade, sempre achando que “o mundo é assim mesmo, não tem jeito de melhorar”, ou afirmando: “todo o marido é safado mesmo”, ou “todo adolescente tem que usar drogas…”, ou ainda: “toda mulher é lamurienta mesmo!”

Deus não fez, meu querido irmão, seu lar para ser um inferno, e, se está sendo, precisamos reagir, ir à luta, como é o caso de ABIGAIL, relatada em I Sm 25.1-44.A verdade é que muitos não acham nada porque não estão procurando. Decida, agora, um meio de salvar seu lar. Decida, agora, investir na procura de uma restauração da alegria em seu lar. Humilhe-se para fazer mudanças: ( Lc 14.11; Fp 2.8; Tg 4.10; I Pe 5.6). A mulher “varreu a casa”. Varrer incomoda quem se prontificou a assentar; varrer incomoda a poeira ou sujeiras que já se “tornaram parte” da mobília.Quem sabe, é isto que esta faltando em sua casa: Uma varridinha em: Sua boca, para produzir novas palavras. Pv 18.21; 21.23; Tg 3.10.

Seu tempo, para que você o administre melhor e tenha tempo para Deus. Ec 3.1-8.Em suas prioridades, pois poderá ser que os valores que estão perdidos estejam bem relacionados a isto.

Nota: Coloque-se em oração para que o Espírito Santo lhe ajude a entender quais “os cantos que precisam ser varridos”.

Seja diligente, expressão do texto é fortíssimo: “até encontrá-la”. Seja obcecado por este propósito. Ela só parou de procurar quando encontrou a dracma/valor. Há os que procuram os valores perdidos dentro de casa, como menino mal mandado: dá só uma olhadinha por cima e diz que não encontrou. Procuram com tanta má vontade, com tanta preguiça que, mesmo estando próximo do que procuram, não encontram.

Conselhos:

Não é só procurar e dizer: “Eu não achei! Não adianta procurar!”;
Coloque a restauração do seu lar como o seu maior ideal de vida;

Não desista facilmente, vá em frente:

- Procure um método
- Procure um meio correto
- Procure uma benção de Deus
- Procure um casal amigo para receber a ajuda.

Que Deus te abençoe, e que em breve o seu lar venha a ser restaurado em nome de Jesus amém!
|  Autor: Jânio Santos de Oliveira  |  Divulgação: estudosgospel.com.br |