Estudo Bíblico Adorando a Deus em Família


Há algumas ordenanças exteriores e meios de graça muito importantes que estão claramente implícitos na Palavra de Deus, sem o exercício das quais temos poucos, senão nenhum, preceitos claros e positivos; por vezes somos deixados a colhê-los do exemplo de homens santos e de variadas circunstâncias acessórias. Uma finalidade importante é demonstrada por essa afirmação a tentativa é feita dessa maneira de acordo com o estado de nossos corações. Ela se torna evidente porque uma ordem expressa não pode ser dada requerendo-se seu desempenho, sem que cristãos professos negligenciem um dever claramente explícito. Assim, mais do estado real de nossas mentes é descoberto, e é feito manifesto, tenhamos nós ou não um amor ardente para com Deus e Sua obra. Isso é bem sustentado pela adoração pública e pela familiar; todavia, é absolutamente difícil comprovar a obrigação da devoção doméstica.

Considere, em primeiro lugar, o exemplo de Abraão, pai dos justos e amigo de Deus. Foi por sua devoção doméstica que ele recebeu a bênção do próprio Jeová, Porque eu o escolhi para que ordene a seus filhos e a sua casa depois dele, a fim de que guardem o caminho do SENHOR e pratiquem a justiça e o juízo;(...)(Gn 1819). O patriarca é elogiado aqui por instruir seus filhos e empregados no mais importante dos deveres, o caminho do Senhor - a verdade acerca de Sua gloriosa pessoa. O que Ele exige tanto de nós, o que Ele requer de nós. Observe bem as palavras para que ordene a eles, isto é, que ele usaria a autoridade que Deus havia lhe dado como pai e cabeça de sua casa, para fazer cumprir as funções de sacerdote da família. Abraão também orava tão bem quanto instruía sua família onde quer que ele armasse sua tenda, ali ele erguia um altar ao Senhor (Gn 127; 134). Agora, meus leitores, nós poderiamos nos questionar será que somos a semente de Abraão (Gl 329) se não fizermos a obra de Abraão (Jo 839) e negligenciamos o pesado dever de adoração em família O exemplo de outros homens santos é parecido com este de Abraão. Considere a determinação piedosa de Josué, que declarou a Israel Quanto a mim, eu e minha casa serviremos ao Senhor (2415). Nem a tormenta pela qual ele passou, nem as complicadas funções públicas que ele desenvolveu, permitiram que ele deixasse de cuidar do bem-estar espiritual de sua família. Ademais, quando Davi trouxe a arca de Deus para Jerusalém com alegria e ação de graças, depois de de cumprir com suas funções públicas, ele voltou para abençoar sua casa (2 Sm 620). Além destes eminentes exemplos, nós podemos citar os casos de Jó (15) e Daniel (610). Limitando-nos somente ao Novo Testamento, nós pensamos na história de Timóteo, que foi criado em uma casa temente a Deus. Paulo o trouxe à lembrança esse fato, e acrescentou a qual fez morada primeiro em tua avó Loide e em Eunice, sua criada. Há algum espanto, então, no fato de o apóstolo dizer que desde a infância, sabes as sagradas letras (2 Tm 315)

Por outro lado, podemos observar que maldições são pronunciadas contra quem desconsidera esse dever. Nós imaginamos quantos de nossos leitores seriamente ponderaram palavras imponentes, tais como Derrama a tua indignação sobre as nações que não te conhecem e sobre os povos que não invocam o teu nome; (Jer. 1025)! Quão solene e indizível é descobrir que famílias que não oram estão juntas aqui com o pagão que não conhece ao Senhor. Isso ainda precisa nos surpreender Há muitas famílias pagãs que se unem paa adorar seus falsos deuses; elas não colocam milhares de cristãos professos em vergonha Observe também que Jr 1025 registrou uma medonha imprecação sobre ambas as classes de modo parecido Derrama a tua indignação sobre... Quão audivelmente essas palavras devem falar conosco!

Não é suficiente que oremos individualmente em nossos quartos; de nós é requerido honrar a Deus em nossas famílias também. Pelo menos duas vezes por dia - de manhã e à noite - toda família deve colher unida o que plantou diante do Senhor - pais e filhos, empregadores e empregados - confessar seus pecados, dar graças pelas misericórdias de Deus, procurar Sua ajuda e bênçãos. Nada deve ser autorizado para alterar esse dever todos os outros planos domésticos devem se curvar diante disto. O cabeça do lar é o único que deve liderar as devocionais, mas se ele se ausentar, ou estiver seriamente enfermo, ou seja incrédulo, então a mulher lhe tomará seu lugar. De jeito nenhum o culto familiar deve ser omitido. Se nós temos apreço pela bênção de Deus sobre nossa família, então deixemos que seus componentes colham juntos diariamente para louvar e orar. 'Aquele que me honra eu o honrarei é Sua promessa.

Um antigo escritor disse bem Uma família sem oração é como uma casa sem telhado, aberta e exposta a todas as tempestades do Paraíso. Todo nosso conforto doméstico e misericórdia temporais emanam do Senhor rico em amor, e o melhor que nós podemos fazer em contrapartida é reconhecer, juntos e com gratidão, Sua bondade estendida a nós como uma família. As desculpas contra o ônus desse sagrado dever são inócuas e sem valor. Que proveito haverá quando prestarmos conta a Deus quanto ao cuidar de nossas famílias ao dizer que não tivemos tempo disponível, trabalhando duramente desde manhã até a noite Quanto mais nossas funções temporais estiverem sob pressão, maior será nossa necessidade de procurar socorro espiritual. Nenhum cristão pode alegar que não reúna os requisitos para tal trabalho; dons e talentos são desenvolvidos pelo uso, não pela negligência.

O culto familiar deve ser conduzido com reverência, de modo sério e simples. É nele que os pequenos receberão suas primeiras impressões e formarão suas concepções iniciais do Senhor Deus. Um grande cuidado é necessário para que uma idéia falsa não lhes seja dada sobre o caráter divino, e para este equilíbrio seja preservado entre sua transcendência e imanência, Sua santidade e piedade, poder e ternura, justiça e graça. O culto deve começar com umas poucas palavras de oração invocatória da presença e das bênçãos de Deus. Uma pequena passagem de Sua Palavra deve se seguir, com breves comentários sobre a mesma. Dois ou três versos de Salmos serão cantados. Finalize com uma oração de confiança nas mãos de Deus. Embora não possamos orar eloqüentemente, nós devemos fazê-lo seriamente. Orações que prevalecem normalmente são breves. Tenha cuidado de não aborrecer os jovens.

As vantagens e as bênçãos do culto familiar são incalculáveis. Primeiro, o culto familiar impedirá muitos pecados. Ele torna respeitosa a alma, conduz a um senso de majestade e autoridade divinas, estabelece verdades solenes à mente, traz benefícios de Deus ao lar. A piedade pessoal no lar é o maior dos meios de influência, debaixo de Deus, de conduzir a piedade aos pequenos. As crianças estão na maior parte das vezes criaturas de imitação, aprecaindo bastante copiar o que vêem nos outros. Ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e instituiu uma lei em Israel, e ordenou a nossos pais que os transmitissem a seus filhos, a fim de que a nova geração os conhecesse, filhos que ainda hão de nascer se levantassem e por sua vez os referissem aos seus descendentes; para que pusessem em Deus a sua confiança e não se esquecessem dos feios de Deus, mas lhe observassem os mandamentos; (Sl 785-7). Quanto da moral terrível e da condição espiritual das massas de hoje pode ser traçado em torno do descuido de seus pais, nesse dever Como podem aqueles que negligenciam o culto a Deus em suas famílias procurar nelas paz e comodidade A oração diária em casa é um abençoado meio de graça para abrandar aquelas infelizes paixões as quais nossa natureza comum é submetida. Finalmente, a oração familiar ganha para nós a presença e a bênção do Senhor. Há um promessa de Sua presença que é peculiarmente aplicável a este dever veja Mateus 1819,20. Muitos tem encontrado na adoração em família aquela ajuda e comunhão com Deus que almejam e com menos efeito do que a oração em particular.

Autor: Arthur W. Pink
 


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!