Um Simples Meditar Sobre Frutos do Amor


'Acima de tudo, porém, tende amor intenso uns para com os outros, porque o amor cobre uma multidão de pecados' 1 Pedro 4:8:

Sem fé é impossível agradar a Deus, mas é possível ter fé e não ter amor? O apóstolo Paulo nos afirma que sim: “...e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria" I Cor 13:2. A fé nos faz alcançar o impossível, o amor nos faz fazer o impossível em nome da fé: amar os que nos odeiam e perdoar os “imperdoáveis”. 

Esse estágio de amar se torna real quando o Divino habita em nós. Quando o que é Perfeito habita no que é imperfeito, daí têm-se a graça, abundante, cobrindo uma multidão de pecados. Somente ela, é capaz de gerar em nós os frutos do Espírito. Fruto não é para apodrecer na árvore, mas servir de alimento aos famintos.

Meu esposo costuma dizer que não sabe se uma laranja é realmente gostosa até descascá-la. Algumas são grandes e vistosas, mas basta abrir para descobrir que estão estragadas. Será que isso acontece conosco? Oh, como somos espirituais em casa e na igreja, belos frutos! Até que... Alguém nos decepcione. Daí conhece-se “o sabor da laranja”.

“Assim toda árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons” Mt 7:18. Árvores más também dão frutos. Como saber se o fruto é bom ou ruim? Arrancando da árvore e provando, isso é uma metáfora que se traduz em “tirar da zona de conforto, pôr à prova”. Árvores choram a perda dos frutos, derramam seiva, como lágrimas. O fruto, contudo, precisa sair da árvore! Na prova revelará sua qualidade: sabor, textura, propriedades.

Não estou dizendo para provocarmos nossos irmãos a fim de sabermos se são ou não cristãos. O testemunho, começa em nós. Precisamos revelar ao mundo que agimos diferente. Precisamos surpreender para convencer.  É fácil amar quem nos ama, sentir gozo quando tudo vai bem. Encontrar paz quando nada nos falta. É fácil Perdoar coisas simples e pequenas como uma pisada em nosso pé, um bom dia não respondido. É confortável ter fé em meio a bonança e prosperidade, também ser bom e manso com os que nos tratam bem.

Tudo isso é humano e mesmo parecendo fácil, ainda falhamos. Mas, os que vivem em Cristo Jesus, contudo, agem na medida do impossível, porque o espírito frutifica do que é celestial. Eis os mistérios do Reino de Deus, da graça que nos é dada por meio do sacrifício da cruz: mas o fruto do espírito é amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança" Gl 5:22. O cristão é assim como uma árvore que todos se achegam para receber sombra e ser alimentado. Cristão frutifica amor, mesmo quando o adubam com ódio.

Meu esposo tem razão: "não podemos saber se uma laranja é realmente boa, até prová-la". E laranjas, uma vez estragadas, devem ser descartadas. A boa notícia é que em Cristo, as pessoas são transformadas e capacitadas. Frutos podres, são recolhidos e tratados, transformando-se em árvores frondosas, a beira de mananciais.

O amor de Deus é puro e Seus caminhos são fartos de alegria

Que em nós floresçam abundantes e saudáveis frutos, resultado de árvores plantadas em Cristo, regadas por Deus. Que através de nós, muitas  vidas sejam alimentadas, para multiplicar em sementes e frutos de amor, sabendo isso: Jesus é o nosso ajudador, e se Ele diz que "o amor nunca falha" I Cor 13:8, nos fará vencer.

|  Autor: Wilma Rejane  |  Divulgação: estudosgospel.com.br |