Tsunami a Fúria Anuncia a Volta de Cristo


"E haverá sinais no sol, e na lua, e nas estrelas, e, na terra, angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas; Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo, porquanto os poderes do céu serão abalados." Lucas 21:25-26

         Um acontecimento catastrófico que assolou grande parte da Ásia e que ainda espalha vestígios da destruição por toda a parte, deixou o mundo inteiro perplexo por suas proporções. O fenômeno chamado Tsunami, palavra japonesa que traduzida significa "Grandes marés de terremoto", causou horror generalizado, destruindo grande parte da Ásia e deixando aproximadamente 130.000 mortos em mais de sete países, segundo dados oficiais divulgados pelas autoridades dos próprios países assolados, como segue no quadro abaixo:

Bangladesh - 2 mortos
Leste da África - 137* mortos
Índia - 14.488** mortos
Indonésia - 80.248 mortos e mais de 100 mil feridos
Malásia - 72 mortos e 218 feridos
Maldivas - 74 mortos
Mianmar - 59 mortos e 45 feridos
Sri Lanka - 29.744*** mortos
Tailândia - 4.993 mortos e 10.350 feridos
Total - 129.817 mortos

        *Esse número inclui Quênia, Seicheles, Somália, Tanzânia e Madagascar.
        ** O Governo da Índia diz que há 14.488 mortos ou possivelmente mortos.
       *** O Governo de Sri Lanka diz que 5.240 estão desaparecidos, a maioria em áreas controladas por rebeldes. O grupo rebelde Tigres do Tâmil diz que em sua própria contagem de desaparecidos e possíveis mortos chega a 18.481.
         O número de feridos não é disponível em todos os países afetados, mas deve ultrapassar o número de mortos.
         Mais de 7 mil turistas estrangeiros, a maioria europeus, ainda estão desaparecidos na Ásia
         Segundo oceanólogos, os Tsunami são ondas gigantescas originadas por movimentos tectônicos através do choque sísmico da massa oceânica, concedendo a elas grande amplitude cada vez que tocam no fundo do mar, podendo atingir vários metros de altura, concentrando um poderio avassalador. Tais ondas vêm sendo observadas há muito tempo pelos principais países litorâneos do Pacífico para prevenir-se de uma catástrofe. Há um centro de alerta para os Tsunami no Havaí que coordena todas as informações recolhidas, e alerta toda a costa do Pacífico sobre qualquer perigo iminente.
         Mesmo com toda a avançadíssima tecnologia a serviço da segurança pública e a incessante vigilância do monitoramento, o Tsunami já havia mostrado anteriormente, como mostrou novamente agora, quão frágeis e impotentes são tais sistemas frente ao seu feroz poder destrutivo, como quando ele arrasou, em setembro de 1992, cerca de 13 mil habitações nas costas nicaragüenses, na América do Norte, deixando centenas de mortos, e dois meses mais tarde varreu as aldeias de Bali, na Indonésia, deixando outros milhares de mortos. Como também em 17 de Julho de 1998, na seqüência de dois sismos de 7 graus na escala Richter, vindo em três ondas de dez metros de altura cada, devastando 30 quilômetros da costa da Papua-Nova Guiné, riscando do mapa 7 aldeias e causando a morte de pelo menos 2 mil pessoas. Todos estes dados somente trazem à tona algumas verdades irrefutáveis sobre humanidade e sobre o que foge de suas mãos. Primeira verdade: A completa e imutável fragilidade humana frente a fatores não-humanos. Segunda: Toda sua soberba e auto-suficiência, julgando ter condições intelectuais de evitar o caos imprevisto. Terceira: Todas as profecias bíblicas a respeito dos sinais precedentes à volta do Senhor Jesus estão se cumprindo diante dos cegos olhos da humanidade incrédula!
         Deus anunciou este acontecimento e muitos outros que já ocorreram e que muito em breve ocorrerão, através de Seus profetas, ainda no Antigo Testamento, há mais de 2 mil anos atrás. Estas mesmas profecias foram reafirmadas ainda mais claramente pelo Senhor Jesus, nos Evangelhos de Mateus e Lucas, em Seu Sermão Profético, no qual Ele fala sobre Sua volta. Em Lucas 21:25, o enunciado do Sermão é claríssimo: "O Sermão Profético continua: A Volta do Filho do Homem", e o versículo 25, que segue, cita justamente os sinais que antecedem a volta do Senhor e os descreve como derradeiros: "E haverá sinais no sol, e na lua, e nas estrelas, e, na terra, angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas;". Qualquer semelhança com a catástrofe na Ásia não é mera coincidência! Para Deus, isto é somente o cumprimento da Sua Justiça sobre aqueles que não creram e escarneceram de Sua Palavra, mas para a humanidade é algo tenebroso, que foge ao seu controle, e por saber disso e se preocupar com aqueles que O amam é que o Senhor Jesus teve o cuidado de nos revelar este e outros acontecimentos. Revelou-os também para que os que O não aceitaram, crescem no Seu sacrifício pela nossa redenção, e ficassem livres de tais coisas, principalmente do sofrimento eterno chamado inferno, reservado àqueles que negaram a fé no nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Tais profecias são tão verdadeiras e horripilantes em suas conseqüências a tal ponto que o Senhor Jesus chegou a exortar-nos no verso 28, o seguinte: "Ora, quando essas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai a vossa cabeça, porque a vossa redenção está próxima."
         Está absurdamente óbvio que esta profecia se cumpriu no acontecido na Ásia semana passada, e não há argumentos que rechacem a verdade de que Jesus está voltando! E pra fortalecer tudo que já era certeza, há outros sinais profetizados pelo Senhor Jesus, além da fúria do mar: "Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo, porquanto os poderes do céu serão abalados", em Lucas 21:26. Leia esta matéria do site www.estadao.com.br, de Quinta-feira, 30 de dezembro de 2004, às 06h21, que fundamenta fielmente a profecia do Senhor: "Nova Délhi - Milhares de habitantes das regiões costeiras do sul da Índia entraram em pânico, na manhã desta quinta-feira, depois de alerta dado por autoridades provinciais sobre a possibilidade de novo maremoto." 'Chegaram as ondas', gritavam as pessoas, que fugiam a pé, ônibus ou qualquer meio de transporte que encontravam pela frente. Civis, equipes de voluntários e policiais fugiram em massa do local, onde outras milhares de pessoas morreram no maremoto de domingo". Assustador, não é mesmo!"
         As profecias da Palavra de Deus se tornam mais assustadoras à medida que os dias vão passando, pois o dia da volta do Senhor Jesus vai se aproximando e todas as profecias vão se cumprindo infalivelmente, como também outro sinal de agravadas proporções: "e haverá, em vários lugares, grandes terremotos, e fomes, e pestilências; haverá também coisas espantosas e grandes sinais do céu". A profecia do Senhor Jesus a respeito das pestilências se mostra eficaz em seu cumprimento ao nos depararmos com o pronunciamento oficial da Organização Mundial da Saúde - OMS, sobre os efeitos pós-Tsunami: "Terça, 28 de dezembro de 2004, 17h45m - OMS: Depois do Tsunami, doenças ameaçam milhares. - O número de mortes provocadas pelo Tsunami na Ásia poderá dobrar com as doenças que se seguirão ao desastre natural, alerta a Organização Mundial da Saúde." "Existe certamente a chance de um número de pessoas igual ao morto pelo tsunami morrer de doenças contagiosas", disse David Nabarro, especialista da OMS, em entrevista coletiva. Não podemos fechar os olhos pra não ver nem os ouvidos pra não ouvir o que é gritante diante de nós! Todas as profecias do nosso Deus a respeito dos sinais precedentes a Volta de Cristo estão se cumprindo. Arrependa-se humanidade, enquanto há tempo, confesse a Jesus como único Senhor, Salvador e Caminho que leva a Deus, pois tão certo como o ar que respiramos o Senhor está às portas, desejando nos encontrar em pé, puros e irrepreensíveis diante Dele, para alcançarmos a promessa de Vida Eterna que Ele preparou desde a fundação do mundo, àqueles que viveram por Ele e para Ele nesta vida!

Autor: Artigo enviado por email