Sete Coisas Que o Senhor Detesta

Pv. 6.16 a 19


Por falar em agradar, o texto citado relaciona sete coisas, atitudes, que desagradam o coração de Deus, ou que o Senhor odeia, aborrece, abomina e não tolera no meio do Seu povo, e conseqüentemente, torna o povo de Deus, um povo comum, derrotado...

1) Olhos altivos

O orgulho, arrogância, soberba, presunção, altivez, é o inimigo de todo discípulo sincero. O orgulho no coração humano é um solo fértil para que as mentiras de satanás floresçam e cresçam. O Orgulho nos desvia da verdade, não admite o erro nem a responsabilidade pessoal, e ainda costuma lançar a culpa nos outros. O orgulho vem antes da destruição e da queda (Pv. 16.18).

2) Língua mentirosa.


3) Testemunha falsa que profere (espalha) mentiras

A Bíblia declara que o diabo é o pai da mentira e jamais de firmou na verdade (Jo. 8.44). Apesar disto, muitos “cristãos” vivem na mentira, proferem mentira, e falam com falsidade uns aos outros (coração fingido – Sl. 12;2). A mentira com suas variações, incluído o falatório inútil, tem prejudicado o Corpo de Cristo. Isso não agrada a Deus...

4) Mãos que derramam sangue inocente

Na Lei de Moisés e Código Penal de nosso País há orientações específicas quanto a isso; porém como esse versículo pode ser entendido, ou quais seriam algumas formas de se “derramar sangue inocente” no seio da igreja? Através da crítica ferina, de gestos e palavras grosseiras, fazendo acepção de pessoas, não tendo o mesmo sentimento uns para com os outros, mas também servindo de pedra de tropeço, golpeando assim a consciência dos irmãos (1 Co. 10. 32, 33 e 8.12).

5) Coração que trama projetos iníquos

O coração que planeja o mal, a perversão, a iniqüidade, que usa de maus artifícios, tramóias e trambiques, nunca conheceu a Deus, mesmo que freqüente alguma igreja (Mt. 7.21, 23). O que torna o povo de Deus especial é justamente o coração transformado e regenerado.

6) Pés que se apressam a correr para o mal

É o típico pecado da rebeldia; porque deliberadamente essa pessoa não obedece a Deus, e usa racionalização puramente humana e máscaras para ações pecaminosas. Será que a rebelião é um “pecadinho” que o “cristão” simplesmente pode aprender a conviver com ele? (I Sm 15.23; 1 Jo 3. 7-10).

7) O que semeia contenda entre os irmãos

Leia de novo o texto e descubra que o juízo de Deus é ainda mais forte/pesado para quem pratica tal coisa. A Igreja que procura glorificar a Deus em tudo, que busca a unidade e a edificação do Corpo, cujos membros têm comunhão com Deus e com o próximo, não tem em seu meio quem semeia contendas, quem anda com a perversidade na boca, quem provoca briga, discórdia, desentendimento entre os irmãos. Isto é próprio do ímpio, do homem vil, do homem de Belial (sem proveito) (Pv. 6. 12-14).

Autor: Pastor Napoleão Falcão
Fonte: www.centraldepregadores.com.br/napoleaofalcao/