Estudo Bíblico Sentimentos Opostos


Texto básico: 1 Samuel 19: 1-17.

Falou Saul a Jônatas, seu filho, e a todos os servos sobre matar Davi. Jônatas, filho de Saul, mui afeiçoado a Davi, o fez saber a este, dizendo: Meu pai, Saul, procura matar-te; acautela-te, pois, pela manhã, fica num lugar oculto e esconde-te. Eu sairei e estarei ao lado de meu pai no campo onde estás; falarei a teu respeito a meu pai, e verei o que houver, e te farei saber. Então, Jônatas falou bem de Davi a Saul, seu pai, e lhe disse: Não peque o rei contra seu servo Davi, porque ele não pecou contra ti, e os seus feitos para contigo têm sido mui importantes. Arriscando ele a vida, feriu os filisteus e efetuou o SENHOR grande livramento a todo o Israel; tu mesmo o viste e te alegraste; por que, pois, pecarias contra sangue inocente, matando Davi sem causa? Saul atendeu à voz de Jônatas e jurou: Tão certo como vive o SENHOR, ele não morrerá. Jônatas chamou a Davi, contou-lhe todas estas palavras e o levou a Saul; e esteve Davi perante este como dantes. Tornou a haver guerra, e, quando Davi pelejou contra os filisteus e os feriu com grande derrota, e fugiram diante dele, o espírito maligno, da parte do SENHOR, tornou sobre Saul; estava este assentado em sua casa e tinha na mão a sua lança, enquanto Davi dedilhava o seu instrumento músico. Procurou Saul encravar a Davi na parede, porém ele se desviou do seu golpe, indo a lança ferir a parede; então, fugiu Davi e escapou. Porém Saul, naquela mesma noite, mandou mensageiros à casa de Davi, que o vigiassem, para ele o matar pela manhã; disto soube Davi por Mical, sua mulher, que lhe disse: Se não salvares a tua vida esta noite, amanhã serás morto. Então, Mical desceu Davi por uma janela; e ele se foi, fugiu e escapou.   Mical tomou um ídolo do lar, e o deitou na cama, e pôs-lhe à cabeça um tecido de pêlos de cabra, e o cobriu com um manto. Tendo Saul enviado mensageiros que trouxessem Davi, ela disse: Está doente. Então, Saul mandou mensageiros que vissem Davi, ordenando-lhes: Trazei-mo mesmo na cama, para que o mate. Vindo, pois, os mensageiros, eis que estava na cama o ídolo do lar, e o tecido de pêlos de cabra, ao redor de sua cabeça. Então, disse Saul a Mical: Por que assim me enganaste e deixaste ir e escapar o meu inimigo? Respondeu-lhe Mical: Porque ele me disse: Deixa-me ir; se não, eu te mato. (1 Samuel 19:1-17 RA).

Amados, o texto de hoje nos mostra sentimentos opostos: Amor X Inveja, Amizade X Inimizade, Bem X Mal. É esse o contexto que a Bíblia nos apresenta a antiga luta entre o bem e o mal.

A Bíblia nos fala desses sentimentos. O primeiro sentimento é o Amor.

Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3: 16 RA)

Nós amamos porque ele nos amou primeiro. (1 João 4: 19 RA).

O Amor é o mais antigo dos sentimentos e a sua fonte é Divina. Esse é um amor incomparável, sem limites. Conhecido antes da fundação do mundo.

Pai, a minha vontade é que onde eu estou, estejam também comigo os que me deste, para que vejam a minha glória que me conferiste, porque me amaste antes da fundação do mundo. (João 17: 24 RA)

Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo, assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor (Efésios 1:3-4 RA)

sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo,  conhecido, com efeito, antes da fundação do mundo, porém manifestado no fim dos tempos, por amor de vós (1 Pedro 1:18-20 RA).

O outro sentimento, também muito antigo não provém de Deus, mas de satanás, este sentimento é a Inveja e sua fonte vem do Maligno.

Derribada está na cova a tua soberba, e, também, o som da tua harpa; por baixo de ti, uma cama de gusanos, e os vermes são a tua coberta.  Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filho da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono e no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do Norte; subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo. Contudo, serás precipitado para o reino dos mortos, no mais profundo do abismo. (Isaías 14: 11-15 RA)

Tu eras querubim da guarda ungido, e te estabeleci; permanecias no monte santo de Deus, no brilho das pedras andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado até que se achou iniqüidade em ti.  Na multiplicação do teu comércio, se encheu o teu interior de violência, e pecaste; pelo que te lançarei, profanado, fora do monte de Deus e te farei perecer, ó querubim da guarda, em meio ao brilho das pedras. Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; lancei-te por terra, diante dos reis te pus, para que te contemplem. Pela multidão das tuas iniqüidades, pela injustiça do teu comércio, profanaste os teus santuários; eu, pois, fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu, e te reduzi a cinzas sobre a terra, aos olhos de todos os que te contemplam. Todos os que te conhecem entre os povos estão espantados de ti; vens a ser objeto de espanto e jamais subsistirás. (Ezequiel 28: 14-19 RA).

Esses são sentimentos que podem conduzir a Vida ou a Morte. Infelizmente em Adão fomos inoculados pelo sentimento da Inveja e por causa disso a morte foi introduzida.

Então, a serpente disse à mulher: É certo que não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se vos abrirão os olhos e, como Deus, sereis conhecedores do bem e do mal. (Genesis 3:4-5 RA).

Desde então a Inveja tomou conta do homem e aí tem origem os homicídios, pois esse sentimento gera outros sentimentos tais como o ódio, poder e o desejo de matar o alvo dessa inveja.

Aconteceu que no fim de uns tempos trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao SENHOR.  Abel, por sua vez, trouxe das primícias do seu rebanho e da gordura deste. Agradou-se o SENHOR de Abel e de sua oferta;  ao passo que de Caim e de sua oferta não se agradou. Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, e descaiu-lhe o semblante.   Então, lhe disse o SENHOR: Por que andas irado, e por que descaiu o teu semblante?  Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo. (Genesis 4:3-7 RA).

Essa tem sido a causa dos grandes conflitos humanos.

A inveja está ligada as emoções, são difíceis de ser aceita por quem a possui e de ser diagnosticada pela pessoa que dela é vítima.

Ela leva ao seu portador a julgar-se acima do bem e do mal: os outros sempre responsabilizados pelos seus fracassos e sobre eles são lançados toda uma carga de desqualificações. O invejoso procura controlar todos os movimentos e ações de sua vítima. Procura se informar de tudo através de outras pessoas, pois não tem simpatia para se aproximar dela. Jamais aprecia suas qualidades e sempre destaca os seus defeitos e sempre acaba envolvendo outras pessoas em suas investidas, pois necessita expor seus sentimentos e necessidade de apoio.

Movido pela inveja, Saul preparou armadilhas contra Davi, desconsiderando o sentimento de Jônatas e Mical, seus filhos, sentiam por ele. Investiu contra o escolhido do Senhor para sucedê-lo no trono, ignorando que com esse ato estava confrontando o próprio Deus, assim como ocorreu com Arão e Miriam e com o rebelde Coré que invejaram Moisés. (Números 12 e 16).

 Aqui no texto de hoje vemos a integridade de Jônatas, pois ele se portou como um bom filho e como um amigo leal a Davi. A amizade entre ele e Davi é uma das coisas mais maravilhosas e durou até o fim de suas vidas.

O amor de Davi e o temor ao Senhor fez com que Davi poupasse a vida de Saul nas vezes que teve a oportunidade de matá-lo, porque reconhecia nele um ungido do Senhor e pai de seu maior amigo. Davi cumpriu os preceitos de Deus e não pagou o mal com o mal. Por isso é conhecido como “um homem segundo o coração de Deus”.

Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; (Mateus 5: 44 RA).

abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis. (Romanos 12: 14 RA).

O Amor e o temor a Deus são as armas mais eficazes para combater a Inveja.

| Autor: Pr. Alcebídios Garcia Dias | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!