Restituindo a Pérola da Resistência às Ciladas de Satanás


Tiago 4.7 e 2 Coríntios 2.11

INTRODUÇÃO

São bastante divulgados pelos médicos e pelos profissionais da área de saúde, os benefícios que os exercícios de resistência trazem para o corpo humano. Em 2007, pesquisadores canadenses apresentaram o resultado de um estudo que comprova que o exercício de resistência rejuvenesce os tecidos musculares dos idosos, além de ajudá-los a se sentirem melhor e a prevenir doenças cardiovasculares e o diabetes. Já se sabe que tais exercícios ajudam a queimar calorias, melhorar o colesterol, aumentar a resistência óssea e a força muscular.

A Bíblia diz que para prevenir problemas na nossa vida espiritual precisamos exercitar a resistência. A recomendação é: “Resisti ao diabo e ele fugirá de vós”.

1. POR QUE DEVEMOS RESISTIR AO DIABO?

A razão básica apresentada pela Bíblia, que justifica uma ação de resistência ao Diabo, é a sua pessoa. Quem ele é o que ele faz. Satanás é o inimigo de Deus. Ele foi expulso do céu por causa da sua rebelião contra Deus (Is14.12-15; Ez 28.11-19). Ele é também o inimigo do cristão e dá igreja de Jesus Cristo. Ele já foi derrotado por Cristo, na cruz do calvário, os seus dias estão contados, mas ele não se cansa de matar, roubar e destruir.

Satanás aparece na Bíblia com vários nomes, os quais identificam o seu ministério:

• Satanás: adversário. Então, Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto (Mt 4.10,11).

• Diabo: acusador, caluniador. “Ó filho do diabo, cheio de todo o engano e de toda a malícia, inimigo de toda a justiça, não cessarás de perverter os retos caminhos do Senhor?” (At. 13.10).

• Maligno: A todos os que ouvem a palavra do reino e não a compreendem, vem o maligno e arrebata o que lhes foi semeado no coração (At 13.19).

• Serpente: E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, què se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra e, com ele, os seus anjos (Ap 12.9).

• Dragão: Houve peleja no céu. Migue) e os seus anjos pelejaram contra o dragão. Também pelejaram o dragão e seus anjos (Ap 12.7).

• Tentador: Então, o tentador, aproximando-se, lhe disse: Se és filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães (Mt 4.3).

• Belzebu: Mas os fariseus, ouvindo isto, murmuravam: este não expele demônios senão pelo poder de Belzebu, maioral dos demônios (Mt 12.24).

• O príncipe deste mundo: “Chegou o momento de ser julgado este mundo, e agora o seu príncipe será expulso” (Jo 12.31).

• O deus deste século: “Nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus” (2 Co 4.4).

• O príncipe das potestades do ar: “Nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência (Ef 2.2). Observamos também que ele é astuto ou arma ciladas (Ef 6.11,12), poderoso (2 Ts 2.9; Ap 13.11,14; Mt 24.24), enganador ou sedutor (2 Co 11.14; 2 Ts 2.9,10), mentiroso (Jo 8.44), homicida ou assassino (Jo 8.44) e opressor (At 10.38).

2. AS CILADAS DO DIABO

O cristão, a Igreja e seus líderes são os alvos específicos de Satanás. O seu desejo é derrubar o cristão e prejudicar a comunhão entre os irmãos. O apóstolo Paulo diz: “Para que Satanás não alcance vantagem sobre nós, pois não lhe ignoramos os desígnios” (2 Co 2.11).

Há três lições neste versículo:

• Satanás tem planos e estratégias contra a igreja. Ardis ou desígnios significam, na língua grega, percepção, propósito, a inteligência própria. A idéia é que Satanás tem um plano astucioso com o objetivo de enganar, iludir, seduzir e destruir.

• O objetivo de Satanás é obter vantagem sobre nós. Vantagem significa, na língua grega, desejar ter mais (do que é próprio), cobiçoso, i.e.; por manipulação, ganhar algo. No caso tratado por Paulo (2 Co 2.5-11), os ressentimentos na congregação são aproveitados por Satanás para prejudicar a saúde espiritual da Igreja. Ele tira proveito de ressentimentos existentes no coração das pessoas e que ainda não foram resolvidos e perdoados.

• Não devemos ignorar estes desígnios. Paulo diz que não devemos ficar inconscientes, mas sabermos muito bem acerca das astúcias e artimanhas do nosso inimigo. Geralmente estes desígnios vêm disfarçados de bondade e justiça.

Na minha experiência cristã e pastoral, observo alguns ardis de Satanás para prejudicar o meu relacionamento com Deus e com os meus irmãos:

2.1. Satanás lança dúvida sobre a segurança da minha salvação. Ele questiona se de fato sou convertido, se sou um legítimo filho de Deus. Lembre-se que ele foi tão ousado que questionou a identidade do Filho de Deus (Mt 4.1-11). Quando passamos por crises espirituais, muitas vezes duvidamos da nossa conversão. É nestes momentos que sofremos os ataques de Satanás. Veja os textos: Jo 1.12,13; 5.24; Rm 8.12-17.

2.2. Satanás sugere que eu posso servir a Deus sem me afastar do pecado. Ele me anima a pecar e a continuar realizando a obra de Deus, sem crise de consciência ou culpa. Ele vai me incentivar a ser amigo de Deus e amigo do mundo. Veja os textos: Tg 4.1-10; 2 Tm 2.19-22; 1 Pe 1.13-16.

2.3. Satanás sempre me apresenta argumentos racionais e coerentes para impedir o meu compromisso com Deus. Ele é mentiroso e torce o sentido da Palavra de Deus. Tenta me convencer de que eu sou muito importante e competente para me envolver. Para isso, ele me oferece uma série de vantagens materiais, posição de poder e projeção humana. Leia os textos: Mt 4.1-11; 16.21-23; 2 Co 10.3-6.

2.4. Satanás sempre me mostra os defeitos dos irmãos e da igreja, com o objetivo de prejudicar o meu envolvimento com a obra de Deus. Ele faz com que eu me considere mais certo, mais crente e mais sincero do que os outros. Ele tenta me convencer de que a igreja é uma comunidade de hipócritas. Muitos estão ali para disfarçar as suas fraquezas. Leia: Lc 18.9-14; Gl 6.1-5.

2.5. Satanás incentiva-me a valorizar mais as coisas materiais do que a Deus e os meus irmãos. Ele tenta me convencer que tempo e dinheiro investidos em pessoas e no reino de Deus são prejuízos. Ele me incentiva a usar aquilo que Deus me dá, exclusivamente, na satisfação dos meus desejos. Leia: Lc 12.13-21; Jo 12.1-8; Mt 6.33.

2.6. Satanás me levará a pensar que servir a Deus é complicado e custoso. Ele trabalhará a minha mente para que eu veja as dificuldades do serviço. Ele me fará sentir com pena de mim mesmo. Ele tentará me convencer de que eu devo servir, mas sem compromisso. Leia: Lc 9.57-62; 1Jo 5.3.

2.7. Satanás levantará pessoas que lançarão dúvidas sobre o meu caráter e as motivações do meu coração. Ele recruta algumas pessoas para me atacar quanto ao meu caráter, à minha reputação e o trabalho que estou realizando. Leia: 2 Co 11.13-15.

2.8. Satanás levantará falsos mestres e espíritos enganadores, que me tentarão a abandonar a fé e a sã doutrina. Ele infiltra lobos na igreja disfarçados de ovelhas, com o intuito de iludir e enganar os cristãos, principalmente os novos na fé. Leia: 1 Tm 4.1-5; 2 Pe 2.1-22.

CONCLUSÃO

A vida cristã é uma maratona que exige muita resistência (Hb 12.1). Precisa-mos corrê-la com muita paciência. Satanás, o nosso grande adversário, está ao nosso derredor, esperando uma oportunidade para nos parar (1 Pe 5.8,9).

Resistir é preciso. Resistir é um mandamento. Resistir é a maneira de colocá-lo para fugir. É impossível o Diabo ganhar de você, a menos que você se renda a ele, pois "maior é o que está em vós do que o que está no mundo!" (1 Jo 4.4).

A Bíblia oferece-nos cinco segredos para a resistência:

1. Você não deve ignorar ou desprezar as estratégias de Satanás. Para que Satanás não alcance vantagens sobre nós, pois não lhe ignoramos os desígnios (2 Co 2.11).

2. Você deve descansar no poder do sangue de Jesus Cristo. “Eles, pois, venceram por causa do sangue do Cordeiro” (Ap 12.11).

3. Você deve se armar e se defender com a oração e a Palavra de Deus. “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo” (Ef 6.11).

4. Você deve sujeitar-se a Deus, em humildade e obediência, buscando ajuda espiritual. “Sujeita-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” (Tg 4.7).

5. Você deve ocupar-se com o serviço. “Quero, portanto, que as viúvas mais novas se casem, criem filhos, sejam boas donas de casa e não dêem ao adversário ocasião favorável de maledicência. Pois, com efeito, já algumas se desviaram, seguindo a Satanás” (1 Tm 5.13-15).

Que procuremos todos andar revestidos da graça do Senhor para termos vitória sobre Satanás.

|  Autor: Josias Moura  |  Divulgação: estudosgospel.com.br |