Prestação de Contas

Mateus 25:14-30


Nós amamos a liberdade que as leis do nosso país nos dão para pregarmos o Evangelho. No entanto, junto aos nossos direitos adquiridos pela constituição, nós temos sérias responsabilidades.

Como cristãos, nós somos responsáveis perante Deus, não só para abençoar este país, mas também, acerca do rumo que damos às nossas vidas. Portanto, nós devemos viver de uma forma que não só glorifique o Pai e edifique outras pessoas, mas também para preservar e proteger os valores sagrados que nos foram dados. Um dia nós teremos que prestar contas a Deus da nossa liberdade cristã.

A nossa liberdade em Cristo não nos dá o direito de sermos irresponsáveis. Por exemplo: Os pais pecam quando não falam diariamente aos seus filhos sobre as coisas do Senhor, são irresponsáveis. 5 Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. 6 Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar. (Dt.6:5,6 NVI)

Os filhos de pais cristãos devem aprender sobre isso desde cedo. A razão, é que embora nossos pecados sejam perdoados, ainda sofreremos conseqüências pela nossa responsabilidade ou irresponsabilidade.

Responsabilidade significa que Deus nos coloca perante aos outros, e isso deve ser aceito como um dom de Deus. A responsabilidade não só fornece um sistema de freios e equilíbrio que nos protegem contra danos, mas também nos dá oportunidades únicas de compartilhar nossas vidas com os outros, incentivando e edificando-os em Cristo.

Quatro exemplos bíblicos de irresponsabilidade e suas conseqüências:

- Adão e Eva. (Gn.3:8-19) Conseqüências da irresponsabilidade: A mulher sofreria na gravidez e seria dominada pelo marido. Adão teria que trabalhar duro para conseguir o sustento, a morte entrou no mundo, a terra foi amaldiçoada e a humanidade teria uma batalha espiritual incessante.
- Saul. (1 Sm.13:8-14) Conseqüências da sua irresponsabilidade: Saul perdeu o poder de reinar e condenou toda a sua família ao caos.
- Davi (2 Sm.12:1-14) Conseqüências da sua irresponsabilidade: Haveria mortes na sua família, suas mulheres se deitariam com outros homens à luz do dia e a morte de seu filho.
- Pedro (Mt.16:21-23) Conseqüências da sua irresponsabilidade: Abriu a porta para que Satanás entrasse em sua vida e mais tarde negou Jesus.

Por que a prestação de contas é importante para nossas vidas?

- Porque ela nos encoraja a fazermos o melhor e sermos bons administradores do nosso tempo, talentos e recursos.
- Porque ela nos inspira a nos proteger do espírito do erro, como àqueles que estão próximos de nós e assim, lutamos por relacionamentos sadios, fortes e edificantes.
- Porque ela nos faz pensar se estamos no centro da vontade de Deus em todos os nossos momentos.
- Porque ela nos desafia a manter nossos padrões espirituais elevados, com convicções que alegram a Deus, com um coração transparente e uma pessoa com quem Deus pode confiar ou contar.

Por que muitos cristãos resistem à responsabilidade exigida pelo Senhor? Cinco motivos:

- Espírito de rebelião
- Preguiça ou apatia
- Medo da perda
- Não são confiáveis no caráter
- Orgulho

O que acontece com a pessoa que não se dá conta de que um dia terá que prestar contas a Deus?

- Ela não consegue realizar o melhor de Deus.
- Ela desperdiça os seus recursos e talentos.
- Ela promoverá divisões em seus relacionamentos.
- As oportunidades, privilégios, promoções e recompensas lhe serão tiradas pelo Senhor.
- Tudo o que poderia ser dado a ela, será entregue a outras pessoas.
- Ela perde as bênçãos de Deus.

A responsabilidade ou prestação de contas está inserida em qualquer nível de nossas vidas. Seja no lar, na escola, nas amizades, no trabalho, na Igreja e no relacionamento com Deus. A Bíblia diz: Cada pessoa tem de morrer uma vez só e depois ser julgada por Deus. (Hb.9:27 NTLH)

Sabendo dessas coisas, ofereçamos a Deus e às pessoas o nosso melhor. Corrigindo nossa conduta à luz do ensinamento do Senhor, poderemos esperar o melhor de Deus nesta terra, como na eternidade. A Bíblia diz: (...) Abençoarei você e farei que o seu nome fique famoso [i.e. honrado, influente] E você será uma bênção para outros. (Gn.12:2 BV)

|  Autor: Pr. Walter de Lima Filho  |  Divulgação: estudosgospel.com.br |