Pode a Sua Consciência Ser Seu Guia?

1 Timóteo 1:18-20


Frequentemente nós ouvimos: “Eu sou guiado pela minha consciência, ela não me acusa de nada e me diz que sou uma pessoa boa!” A verdade é que muitas pessoas têm arruinado suas vidas por seguirem uma consciência danificada. Nós, como cristãos, sabemos que o caminho da desobediência a Deus é a destruição. (v.19) É cair nas garras de Satanás! (v.20)

Deus deu aos homens um dom universal, a consciência. O que ela faz? Ela nos dá a capacidade de discernir entre o certo e o errado. Mas o problema reside no fato dela operar na forma em que foi programada. Dou três exemplos:

- INDIVIDUALMENTE.

É o processo que vem desde a sua infância, quando seus pais procuraram lhe ensinar comportamentos adequados, para ajudá-lo a distinguir entre o certo e o errado, Mas, ao longo do seu desenvolvimento, muitas pessoas têm influenciado sua consciência, positiva ou negativamente.

- CORPORATIVAMENTE.

Dentro da sociedade há inúmeros grupos com uma consciência própria e quem não viver de acordo com as suas exigências é rejeitado. Por isso, os cristãos são chamados para exercer uma boa influência.

- DIVINAMENTE.

Adão e Eva, como toda a raça humana, foram projetados para obedecer a Deus e governar seu comportamento diante do Senhor. Quando Adão e Eva pecaram, um alarme interno disparou, eles se esconderam por se sentirem culpados. Todos possuem esse sistema de aviso.

O propósito da consciência não é guiar você, porque a sua condição de confiabilidade varia. A Bíblia fala de uma consciência limpa e boa (1 Tm.1:19), culpada (Hb.10:22), corrompida ou suja (Tt.1:15). Além do mais, uma das marcas dos finais dos tempos é a consciência cauterizada ou morta, como que passada por ferro quente. (1Tm.4:1,2) Deus fala, grita e berra, mas as pessoas não ouvem a Sua voz.

Somente uma boa consciência, aquela que é influenciada pelo Espírito de Deus e Sua Palavra, é que é capaz de proteger sua vida. O alarme interior soa, você pára e ouve a orientação e recebe a proteção divina.

Apesar da falta de confiabilidade, mas sob a influência divina, a consciência o acusa:

- Quando ela diz que Jesus não é realmente o seu Salvador e Senhor.
- Quando ela diz que a Palavra de Deus não está sendo a base da sua conduta.
- Quando ela diz que você não tem um forte desejo de obedecer a Deus.
- Quando ela diz que você não orou antes de tomar decisões.
- Quando ela diz que sua vida não se alinha com a Palavra de Deus e o Espírito Santo.
- Quando ela diz que você é culpado por ter desobedecido a Deus.
- Quando ela diz que você não confessou o seu erro a Deus.

A consciência sempre o acusa, mas quem o dirige é o Espírito Santo e a Palavra de Deus.

O Espírito nos diz: Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. (Rm.12:2 NVI)

Tome atitudes certas:

- Não se amolde à consciência dos padrões e culturas deste mundo.
- Tenha uma firme disposição para ter uma mente renovada pelos princípios da Palavra de Deus.
- Agrade a Deus, buscando a Sua vontade em todas as áreas da sua vida e você será tremendamente beneficiado. Essa atitude reprogramará sua consciência aos moldes divinos e ela, se tornará limpa e forte.
- Conserve-se na fé que lhe foi dada por Jesus Cristo e mantenha sua consciência limpa diante Dele.
- Permita que o Espírito guie sua vida e não a sua consciência.
- Onde estiver, seja uma pessoa com uma influência positiva pelos moldes do Evangelho.

|  Autor: Pr. Walter de Lima Filho  |  Divulgação: estudosgospel.com.br |