Piadas em Línguas Estranhas


Sou um defensor das línguas e prefiro chamá-las como diz a Bíblia, Novas Línguas, pois “línguas estranhas” em alguns casos não passam de estranhas mesma.

Peço licença aos nossos irmãos tradicionais, os que não falam em línguas, para corrigir com vara esses cristãos zombeteiros, que se dizem serem pentecostais, mas que estão habituados a contar lorotas de frases em línguas que ouviram e que inventaram somente para desmoralizar.

Por desconhecimento de certos pentecostais, ao receber o batismo com o Espírito Santo e começarem a falar em Novas Línguas, não desenvolvem aquele dom como um idioma especial do Espírito Santo, ficando o tempo todo repetindo uma determinada frase, que de tão repetitiva que se fala, pode ser imitada por outras pessoas e que vira tema de piadinhas em certos ambientes cristãos, citaremos abaixo alguns exemplos de algumas dessas gracinhas que circulam no Brasil de norte a sul.

Jesus pediu para não usar de repetições vãs nas orações, como dizer 30 vezes a palavra Senhor em 3 minutos de oração.

Fale língua de maneira correta, não é certo fazer um balbuciar de línguas como que fosse dezenas de lalalalalalala ou de lililililili. As línguas é um idioma celestial, dado pelo Espírito Santo, portanto todo o idioma humano tem uma estrutura, uma forma, uma simetria, um desenvolvimento, isso vale para o dom das línguas.

O tom, o som, a voz, dessas línguas deve ser em altura agradável ao que esta por perto, não pode assustar ao que te ouve, pois diz a Bíblia que as línguas servem de sinal aos infiéis (1 Co 14.22). Então essa língua deve ser falada de maneira audível, pública, não cubra a tua boca com a tua mão, para que ocorram dois outros possíveis milagres: que o infiel a receba como um sinal e que o outro irmão possa interpretar essas línguas, que é outro dom do Espírito.

Lembre-se que ademais do dom de falar em línguas tem outro dom que faz parte do pacote que é o “Variedade de Línguas” isto é, elas podem ser diferentes, sem que você diga hoje ou falar diferente. A diferença esta na freqüência, na modulação, no ritmo, nas frases. Aquele que fala em línguas esta consciente e ouve as suas próprias palavras, algumas de forma tão belas, gostosa de falar.

Não da tempo para memorizar, não precisa memorizar, não passa pelo raciocínio nem pelo pensamento de como formar uma palavra ou uma frase, simplesmente é um caudal é um rio de água viva que flui e que o nosso espírito fala, usando nossas cordas vocais.

Queremos pedir que um grande favor, se você conhece pessoas que se deleitam em dar gargalhadas, repasse este artigo via e-mail e peça para não continuar usando essas brincadeiras, que tem um tom de zombaria, e que não permita a sua memória captar novas freses para seguir compartilhando as piadas nos círculos de amizade.

Usando o humor clássico, faz muito bem tanto ao que conta como ao que houve, pode ser aplicado nas pregações, como meio de aumentar a atenção do auditório, mas deve estar longe da nossa essa forma de alegrar-se, com frases de línguas estranhas mal pronunciadas ou que se assemelham a outras coisas pejorativas.

Dentro de cada um adulto existe uma criança, que faz tão bem a saúde emocional, dar cabida vez em quando a essa criança com expressões de alegria, mas não com piadas irreverentes, que banalizam a espiritualidade e a decência.

Observando as religiões não cristãs no mundo, não encontrei nelas piadinhas dos seus credos, dos seus ministros, dos seus ritos, ademais não se dividem, mas no cristianismo está cheio piadas, zombarias, chacotas e mofas.

O Espírito de Deus que produz no crente a capacidade de conversar com Deus não com palavras formadas pela alma, mas no espírito, estaria sendo ridicularizado, satirizado, com piadas de pessoas imprudentes.

Não conheço uma pessoa batizada com o Espírito Santo, que flui nele as novas línguas, como idioma de comunicação diretamente com Deus, onde o inimigo de Deus não pode entender que use estas mesmas línguas em momentos frívolos, jocoso, para rir e zombar. O verdadeiro crente que fala em línguas ele desfruta desse dom com intimidade e comunhão com Deus.

Penso que tais pessoas que brincam com coisas sérias, sagradas estão encaixadas dentro de um texto de Jeremias 9.5-8 que diz:

"Cada um zomba do seu próximo, e não falam a verdade; ensinam a sua língua a proferir mentiras; cansan-se de praticar iniqüidade. Vivem no meio da falsidade; pela falsidade recusam conhecer-me, diz o Senhor. Flecha mortífera é a língua deles; falam engano; com a boca fala cada um de paz com o seu companheiro, mas no seu interior lhe arma ciladas."

A Bíblia diz que uma mesma fonte não pode jorrar água doce e água salgada.

Será que uma pessoa que vive contando esse tipo de piadas é batizada com o Espírito Santo? Como pode ele zombar de outras pessoas, sendo que ele também fala?

A Bíblia também diz para não entristecer ao Espírito Santo, como não estará ele ofendido pelo baixo calibre de algumas piadas de línguas estranhas e sempre de duplo sentido, algumas chegando até ao ponto da vida sexual.

Este escárnio na igreja tem crescido assustadoramente chegando ao ponto de popularizar-se e ser tratado como algo absolutamente comum.

Vejamos alguns exemplos:

1. RETÉTÉ: Essa expressão vulgar e pobre é usada até por pregadores famosos e certos pastores de igrejas. Trata-se de uma forma ridícula de se falar do mover do Espírito (ou de movimentos feitos por homens) em alguns cultos. E de onde se origina o termo RETÉTÉ? Trata-se de uma maneira banal de imitar uma "língua estranha" Virou neologismo pentecostal. É utilizado das seguintes formas: O culto, a vigília, a oração, etc. hoje vai ser (ou foi) um verdadeiro RETÉTÉ. Aquele pregador (ou irmão) é do RETÉTÉ. O RETÉTÉ de Jesus...

2. PLÁ: Trata-se de outra forma ridícula de se falar do mover do Espírito, e de imitação verbal de línguas estranhas. Eu sou do plá. Tu és do plá. Ele é do plá. Nós somos do plá. Vós sois do plá. Eles são do plá...

3. MANTU: Se enquadram nas mesmas definições já citadas acima.

4. LABASSUREONDERRÁ: Acredite, o termo chegou ao ponto de virar música evangélica.

Para finalizar, embora não esgotei os termos nem o assunto, peço respeito aos senhores pastores e pregadores, que deveriam estar dando bom exemplo ao rebanho, acabam por ocupar lugares de honra na roda dos escarnecedores Salmos 1.1

Apelo para os irmãos, irmãs, obreiros e blogueiros sérios, de bom senso, que ainda tem temor a Deus, para combater veementemente tais atitudes, pois só promovem zombarias e escândalos para o Evangelho de Jesus.

“Raça de víboras! Como podeis vós falar coisas boas, sendo maus? Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca. O homem bom, do seu bom tesouro tira coisas boas, e o homem mau do mau tesouro tira coisas más. Digo-vos, pois, que de toda palavra fútil que os homens disserem, hão de dar conta no dia do juízo. Porque pelas tuas palavras serás justificado, e pelas tuas palavras serás condenado." (Mateus 12.34-37).

Autor: Pr. Teófilo Karkle


Pr Teófilo Karkle
Pr Teófilo Karkle, é Pastor e Missionário no Chile desde 1991.
Também exerce seu Ministerio como Escritor, Radialista, Conferencias Internacional e Professor de Teologia.
 
E-mail: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
Centro de Alegria - Santiago do Chile