Para o Deserto


Desde o êxodo, o deserto simboliza tentação e prova. Para em tudo ser semelhante a seus irmãos, Jesus teve um confronto com o diabo no deserto (estude Mateus 4:1-11; Lucas 4:1-13; Hebreus 2:14-18). Embora Jesus tenha sido tentado em tudo, nenhuma vez se rendeu. Seu exemplo nos mostra de que forma podemos vencer o diabo.

Satanás usou uma estratégia tríplice. Primeiramente, ele adequou as suas tentações àquilo em que Cristo pudesse mostrar-se vulnerável. Ele tentou a Jesus no seu ponto mais fraco -- tentou levá-lo a usar indevidamente o seu poder para fazer pão num momento em que se achava faminto. Em segundo lugar, Satanás citou as Escrituras. Isso revestia a tentação com uma camada fina de virtude. Sendo o próprio diabo um citador experimentado das Escrituras, devemos acautelar-nos de ingenuamente acreditar em qualquer pessoa só porque ela "conhece a Bíblia". Em terceiro lugar, na "tentação do reino", Satanás mostrou que estava disposto a oferecer qualquer coisa para ganhar a alma de Jesus. Se você tiver um preço pelo qual você venderia a sua alma, Satanás terá prazer em pagá-lo.

Jesus mostrou como vencer a tentação. Em primeiro lugar, ele citou a própria Escritura cada vez que deu uma resposta. Em tempos de crises, ter a palavra de Deus em nosso coração é que faz a diferença entre a vitória e o fracasso (Salmo 119:11). Em segundo lugar, Jesus não cedeu. Ele jamais fez o que sabia ser errado. Uma vez que Jesus em todo momento se recusou a pecar, Satanás decidiu por fim deixá-lo por um tempo. "Resisti ao diabo, e ele fugirá de vós" (Tiago 4:7).

Jesus mostrou o caminho à vitória sobre a tentação. Vamos segui-lo?

Autor: Gary Fisher