"Aqueles que se dedicam a Cristo como Senhor, e que um dia entrarão no reino do céu, hão de sofrer “muitas tribulações” ao longo do seu caminho."
Pois ele fez coisas maravilhosas, e, para os que aceitam a verdade com prazer, foi um mestre. Atraiu a si muitos judeus, e também muitos gregos. Foi ele o Messias esperado; e quando Pilatos, por denúncia dos notáveis de nossa nação, o condenou a ser crucificado, os que antes o haviam...
Apesar da minha fé, nunca obedeci totalmente aos Mandamentos de Cristo.
Paulo repreende os gálatas por terem-se afastado da verdade da justificação pela fé e diz-lhes que a experiência espiritual deles não tinha nenhuma conexão com a sua observação da Lei
Se dermos o dízimo em cumprimento à lei, só podemos dar dez por cento. Mais do que isso é transgressão da lei. Se contribuirmos com um valor proposto em nossos corações e conforme nossa prosperidade, podemos dar mais de dez por cento, ou menos, dentro dos critérios da Nova Aliança em Cristo Jesus. Vivemos sob a égide do Evangelho da Graça e não sob a escravidão da lei.
E, a respeito de ser mero religioso, não significa de fato estar tendo união com Ele.
A vida cristã, com quanto maravilhosa, nem sempre temos possibilidades de alcançá-la, ou mesmo tendo-a alcançada, de quando em quando nos são colocadas pedras enormes para nos criar dificuldades.
A Esperança de ver o Reino Messiânico, havia se diluído, visto ter sido Jesus aparentemente derrotado, não esboçando nenhuma reação.