Ter o Espírito Santo para a convicção e a conversão é uma coisa abençoada; e tê-LO a fim de ser capacitado para o serviço é outra também abençoada.
"Um dá liberalmente, e se torna mais rico: outro retém mais do que é justo, e se empobrece. A alma generosa prosperará, e o que regar também será regado" (Pv. 11:24, 25).
Quando estudamos as características do cristão, podemos observar os aspectos do seu caráter e de que maneira o simples fato de ser reconhecido como cristão se constitui num ministério individual estabelecido por Deus.
O texto de Pv. 6.16 a 19 relaciona sete coisas, atitudes, que desagradam o coração de Deus, ou que o Senhor odeia, aborrece, abomina e não tolera no meio do Seu povo.
Quando se toca o diapasão a uma superfície, consegue ouvir mais claramente seu som. Quando estamos em contato com Deus, a alegria dele ressoa em todo o nosso ser.
Quando falamos em vida, temos que pensar na morte. Na verdade, todos os seres vivos enfrentam a morte um dia, nem que seja como mera cessação de vida.
É dever do cristão controlar a televisão e não ser controlado por ela; a TV deve ficar a nosso serviço, sob nosso controle, e não nós a serviço dela e sob seu controle.
Para que serve a lei? Eis uma pergunta que preocupa muita gente. Após vários estudos a respeito da Lei (O Decálogo) somos levados a indagar: "por que observar mandamentos do antigo pacto"? Ou: "se vivemos no tempo da graça, por que observar as antigas leis"?
No final de Seu ministério, Jesus foi confrontado por um grupo de fariseus com a pergunta sobre qual seria o maior de todos os Mandamentos. Em Sua resposta o Senhor Jesus apresenta o resumo de toda a lei.
Quando Deus ordenou: "não cobiçarás" - não pretendia inibir os desejos do coração humano, mas, sim, orientar a nossa conduta para o bem. Aliás, os mandamentos não podem ser vistos como proibições, e sim, normas de vida que facilitam e aperfeiçoam a nossa caminhada.
"Jura dizer a verdade, somente a verdade e nada mais que a verdade". Esta frase ressalta a importância de se dizer a verdade e adverte o indivíduo sobre o perigo de um possível falso testemunho. É um juramento pela verdade.
A proposta divina para o homem é: "não furtarás", e quando Deus liberta o Seu povo, quer que o mesmo viva esta proposta, mostrando ao mundo um novo tipo de sociedade.


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!