Mas Deus disse a Davi: "Tu não edificarás casa para minha habitação... o Senhor te edificaria uma casa. Há de ser que, quando teus dias se cumprirem, e tiveres de ir para junto de teus pais, então farei levantar depois de ti o teu descendente, que será dos teus filhos, e estabelecerei o seu reino.... O confirmarei na minha casa e no meu reino para sempre, e o seu trono será estabelecido para sempre" (1 Crônicas 17:4-14).
As nossas crises não apanham Deus de surpresa. As nossas crises não abalam o trono de Deus. Deus reina. Os céus governam a terra. Deus dirige a história. Quem dirige os destinos da humanidade não são os poderosos, mas o Todo-Poderoso.
Temos que ser cuidadosos para evitar qualquer tentação de conformarmos o nosso Evangelho às modas de hoje ou aos desejos de homens carnais. Não temos o direito de deturpar, de suavizar a sua ofensa nem de civilizar as suas exigências radicais, para o tornarmos mais atraente a um mundo caído ou a carnais membros de igrejas.
Não fujamos de tal compromisso, sou eu, é você, somos nós quem Deus quer e vai usar para fazer a sua obra. Alguém pode contestar e dizer: quem somos nós para tal tarefa? Achas que és muito diferente de Gideão?
A viúva, na sua inexperiência de nova convertida, não sabia o valor da botija de azeite que ela tinha em casa. Era só uma em quantidade, mas uma porção dobrada em unção. Esse azeite que outrora estava guardado, escondido, desvalorizado, agora precisava ser derramado, revelado para o arrempedimento dos seus próprios pecados.
Paulo chama esta sede e fome de concupiscências da carne, que são desejos, cobiças por algo, alguém, alguma coisa que venha a satisfazer o ser.
Três tipos de crises mundiais forçam a unidade das nações: a crise ambiental, o terrorismo internacional e as crises econômicas. Nesse sentido, alguém declarou: 'Estamos sendo arrastados em direção à nova ordem mundial, empurrados pela histeria climática, esmagados pelas finanças'.
Hoje, ano de 2011, não quero ser nenhum pouco polêmico, oportunista ou até mesmo sensacionalista, em afirmar que os pastores estão voluntária ou involuntariamente, repetindo o ato de Jim Jones, mas desta vez com um terrível 'envenenamento espiritual'.
Quem procurou lógica nas palavras do Mestre, não encontrou. Deus escolheu a loucura da pregação para resgatar os corações, e para compreender Sua mensagem é necessário ter um espírito humilde.
Clamarei ao Deus Altíssimo, ao Deus que por mim tudo executa. Ele dos céus me envia o seu auxílio e me livra; cobrem de vergonha os que me ferem. Envia a sua misericórdia e a sua fidelidade. Salmos 57.2,3