Samuel chegou imediatamente depois que Saul sacrificou, sem ter autoridade para isso, e reprovou a presunçosa ação do rei. Saul explicou seu terrível apuro e sua necessidade do auxílio de Deus contra o inimigo avassalador. Ele concluiu sua defesa com uma lembrança da situação: 'e forçado pelas circunstâncias, ofereci holocaustos' (1 Samuel 13:12).
Que linda história de amor! Gomer representa todos nós que desconhecendo a alegria da Salvação, nos voltamos para deuses e deuses em busca de felicidade, sem contudo, obter paz. Oséias, representa Cristo que através do sacrifício expiatório, nos resgatou do mercado de escravos para uma vida abundante.
Quando estamos no deserto, Deus nos revela que as tentações são um exercício necessário para a maturidade emocional e espiritual. Somente tem uma vida de vitória quem tem esperança em Deus. É falsa a idéia popular de que "a esperança é a última que morre". Para quem entende o significado espiritual dos desertos a que estamos sujeitos a esperança jamais se extingue.
O ato de fazer uma roupa para se cobrir  ilustra muito bem o pensamento de achar que está fazendo o melhor para Deus, na tentativa de ser aceito assim como está.
Vejamos essa palavra definida pelo Dicionário Escolar da Língua Portuguesa: Síndrome é uma reunião de sinais e sintomas provocados por um mesmo mecanismo. E que mecanismo é esse?
'E me farão um santuário, e habitarei no meio deles. Conforme a tudo o que Eu te mostrar para modelo do Tabernáculo, e para modelo de todos os seus pertences, assim mesmo o fareis.'  Êxodo 25:8 e 9
Quando falamos de fé e de reino de Deus, precisamos nos despojar dos nossos conceitos humanos e carnais para poder entender estes 'mistérios'. Deus nos mostrará que quando somos fortes estamos fracos e quando estamos fracos e que somos fortes.
Com Abraão, aprendemos não somente o que deve ser feito diante de situações onde somos postos à prova, mas também, atitudes que devem ser evitadas. Convido você para juntos estudarmos e conseqüentemente aprendermos algumas valiosas lições com a vida deste grande homem de Deus, do episódio de seu chamamento até a triste jornada de Moriá. 
O vaso precisa se encher de todo o precioso conteúdo determinado pelo Senhor. Precisamos que Deus ocupe todos os espaços da nossa vida. Assim, não seremos vazios nem cheios de coisas ruins.