Eu poderia colocar como subtítulo desta mensagem 'O Perigo de Ser Seduzido pela Falsa Doutrina'. Leia Apocalipse 2:18-19 e você verá que o próprio Cristo advertiu a igreja contra a doutrina de Jezabel.
O dom de discernimento de espíritos é a habilidade ou capacidade, dada por Deus, de se reconhecer a identidade (e, muitas vezes, a personalidade e a condição) dos espíritos que estão por detrás de diferentes manifestações ou atividades.
Alguém já disse que 'as vezes é preciso perder para ganhar'. Jesus perdeu a vida, mas ganhou  a minha vida e a sua. Ele perdeu a vida para ganhar o mundo.
A noite escura da alma pode ser vista como a agonia profunda da alma, o vale da sombra da morte, por onde quais cristãos ao longo da existência têm de passar.
O calor do fogo faz com que o ouro se derreta, tirando-o de seu estado bruto e duro. Ocorre, então, a separação entre o precioso metal e as outras substâncias que estavam nele incrustadas. Muitas delas serão consumidas pelo fogo. Outras serão removidas.
'Junto ao rio, às ribanceiras, de uma e de outra banda, nascerá toda sorte de árvore que dá fruto para se comer; não fenecerá a sua folha, nem faltará o seu fruto; nos seus meses, produzirá novos frutos, porque as suas águas saem do santuário; o seu fruto servirá de alimento, e a sua folha, de remédio' (Ezequiel 47: 1, 3-6, 12)
Quero iniciar este texto fazendo as seguintes perguntas: É possível a fé em Deus ser somente para os fracos? Que paralelo existe entre a humildade e a fraqueza? Você concorda que a fé em Deus é uma fraqueza no ser humano...
Homens pássaros são fugitivos, com asas, mas aprisionados. Não é uma contradição? Sim, claramente e não apenas contradição, mas condição. Perdemos a identidade quando escolhemos a fuga e não o refúgio
'Que farei para herdar a vida eterna?' foi a pergunta  que um intérprete da Lei fez a Jesus. O intérprete da Lei preferiu falar sobre como receber a vida eterna; Jesus lhe ordenou que fizesse o que era necessário para obtê-la.
Ciente das dúvidas e até das divisões entre cristãos da época sobre o valor do Velho Testamento, Paulo mostra que sua mensagem confirma, e não contradiz, as profecias antigas. O evangelho foi prometido anteriormente por Deus e fala a respeito de Jesus, o Filho de Deus.
É triste observar que muitas pessoas, de várias maneiras, tentam tirar Jesus do trono, negando a autoridade total dele. Digo “tentam tirar” porque, de fato, nenhum homem seria capaz de tirar o Ungido da posição que lhe foi dada pelo Pai (Salmo 2:1-6).


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!