A imagem que temos da unção é de algo bastante concreto, palpável mesmo. A unção nada mais é do que o agir do Espírito Santo através dos seguidores de Jesus, homens comuns cheios de unção para realizar seus feitos extraordinários. Pregar o evangelho, libertar os oprimidos do diabo, e curar as almas. A concretude da unção do Espírito Santo se exterioriza em vários efeitos bastante visíveis.
Deus quer que prosperemos, e nós mesmos desejamos isto. Mas a prosperidade que experimentaremos do lado de fora, nas circunstâncias, está diretamente ligada à prosperidade que provamos do lado de dentro, na alma. João declarou a Gaio - 'Quero que você seja próspero… como é próspera a tua alma'.
Quando falamos em sangue, normalmente não nos sentimos confortáveis, mas a Palavra de Deus nos revela a importância dele. Especialmente quando ele se refere ao 'Precioso sangue de Cristo'. O sangue de Cristo é eterno, por isso Pedro nos revela que já era conhecido antes da fundação do mundo.
Jonas fora comissionado para pregar o arrependimento a cidade de Nínive. O profeta embarcou rumo a um destino oposto ao ordenado por Deus. E enquanto curtia sua viagem, deitado no porão do navio, Deus envia uma forte tempestade que abala a embarcação. Quantas vezes isso aconteceu conosco? Nos metemos em enrascadas por livre escolha e as pessoas ao nosso redor sofrem as consequências?
Quando o nosso riacho seca, a tendência é pensarmos como é que Deus pode me esquecer? Mas lá do meio do riacho seco, Deus nos diz - 'você está escrito nas palmas de minha mão. Você está diante de mim o tempo todo, eu não me esqueci de ti. O riacho secou porque eu tenho um compromisso não com o seu conforto, mas com a tua vida'.
Pessoas movidas pelo desejo de cooperar, conseguem descobrir o que cada um possui de melhor para trabalhar na igreja. As motivações desses crentes torna-os sempre disponíveis para o serviço cristão. São idealistas e dedicam-se com afinco ao Reino.
Apesar de ser um homem justo e temente a Deus, Deus permitiu que Satanás destruísse o rebanho, as posses, os filhos e  a saúde de Jó. Em um mesmo dia, Jó perdeu todos os bens terrenos. Que tenhamos sempre em mente que nada do que somos ou do que temos depende de nós, mas é uma concessão da vontade de Deus.
Jeremias dirigiu-se à nação de Judá num esforço final para salvá-la de um desastre nacional. O desrespeito à lei de Deus estava levando a nação à uma rua sem saída, para a extinção, e Jeremias tentou em vão chamar o povo ao arrependimento.
A vida de Nabucodonosor é a história do orgulho e da humilhação de um rei que durante sete anos sofreu de boantropia (insanidade em que a pessoa pensa que é um bovino). Ele viveu em humilhação, como um animal no campo, até que reconheceu que seu reino e poder vinham de Deus.
Buscar o auxílio do Espírito Santo quando somos perseguidos é extremamente necessário para desfrutar de uma verdadeira comunhão e longe do pecado. Então, o que devemos fazer com os nossos inimigos?
Existem três chaves bíblicas que podem nos auxiliar a sair das dívidas o arrependimento, a gratidão e o pacto com Deus. Mas é importante sair da teoria e colocar em prática essas chaves. Certamente Deus não te colocou aqui na Terra para viver endividado...
O olho de uma criança leva à luz e apreende objetos externos, com alguma distorção. Enquanto ela cresce, sua visão se amplia. Assim é com os olhos da fé. Num primeiro momento, a luz do conhecimento espiritual é fraca, e o bebê em Cristo é incapaz de ver de longe. Entretanto, a fé cresce cada vez mais aprofundada dentro dos mistérios divinos, até que venha finalmente a ser engolida na visão aberta.


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!