O Movimento Pentecostal não é somente uma experiência, mas o resultado de uma profunda e bem amadurecida reflexão bíblica. A seguir, destacarei uma grande contribuição doutrinária dos pentecostais que, ao contrário do que supõem alguns desafetos, sabem produzir teologia de excelente qualidade.
Se o nosso Senhor Jesus é o Médico dos médicos, devemos levar as pessoas até Ele. Esta é uma grande lição para nós; levar as pessoas com qualquer tipo de enfermidades a Cristo. Na cura da sogra de Pedro, temos que tirar mais outra valiosa lição. Neste episódio, aprendamos sobre a completa e perfeita cura que o Senhor realiza. Cristo tomou aquela mulher enferma pela mão, ergueu-a do leito e, imediatamente, 'a febre a deixou'.
Quando falamos de fé a primeira coisa que nos vem em mente é: qual o tamanho desta fé; será uma fé pequena ou será uma grande fé; entretanto o Apostolo Paulo ao se dirigir a Timóteo em sua segunda carta fez menção da fé não fingida, pois disse a Timóteo - 'trago a memória a fé não fingida que há em ti'.
Essa expressão 'Leão de Judá' não aparece dessa forma na Bíblia. O único lugar que aparece uma expressão parecida, e que com certeza deu base a essa expressão, é em Apocalipse 5.5. Assim, o termo Leão de Judá é uma referência ao Messias Jesus Cristo. Mas por que a Jesus Cristo? Porque Jesus é descendente de Judá.
A Bíblia está cheia de ensinamentos práticos que usam os acontecimentos do dia a dia para ilustrar e reforçar importantes verdades espirituais. A palavra de Deus serve para nos guiar para a eternidade, mas o Senhor deixa o volante sob nosso controle. Decidimos em qual pista conduzir a nossa vida. A decisão de confiar em outros para nos guiar é nossa, e deve ser tomada com muito cuidado.
O que você está enfrentando hoje? Antes de tomar aquela decisão, vá até seu Pai amoroso e agradeça-o pela Sua maravilhosa promessa de ensiná-lo, guiá-lo e aconselhá-lo. Busque-o nas grandes e nas pequenas decisões. Então confie nEle e não fique aflito. Ele certamente cumprirá Sua promessa de guiá-lo em Seu momento perfeito.
Siló é o poder restaurador de Deus que se revela a humanidade na pessoa de Jesus Cristo. O santuário em Siló, na antiga Palestina, do tempo do profeta Samuel, foi destruído, mas Deus ergueu Outro Siló, muito maior! E as pessoas, não precisam se deslocar de uma cidade a outra , de um País a outro para chegar a Siló. Ele está ao alcance de toda pessoa que O busca em espírito e verdade.
É comum, depois de receber alguma bênção, agradecer pela 'graça concedida'. Normalmente, pensamos em alguma coisa especial recebida em resposta às orações da pessoa. Podemos nos surpreender quando encontramos alguns comentários de Paulo sobre a graça concedida.
Ao criar todas as coisas, Deus não somente produziu mas exigiu produtividade. Abençoado por Deus, o homem deve produzir e administrar a produção. Portanto, ser criativo e produtivo é uma maneira de refletir a imagem e a semelhança de Deus em nós. A vida de um cristão ou de um discípulo deve ser marcada pela produtividade espiritual.
Renascimento é mudar de pensamento e de atitude diante de Deus e da sociedade, mudar para melhor e não para pior, viver abundantemente na graça e comunhão com Deus, fora disso não há vida plena. Quando somos regenerados, somos perdoados e perdoadores, um novo ser renasce dentro de nós, uma nova mente surge conforme a mente de Deus.
A Bíblia Sagrada não nos dá conhecimento sobre a vida de Elias antes do inicio de seu Ministério. Elias aparece nas páginas das Escrituras em 1Reis 17.1 e de forma repentina, sem qualquer explicação, nem mesmo da sua genealogia, como é costumeiro fazer-se quando se trata, pelo menos, de personagens da história de Israel. É apresentado apenas como 'Elias, o tisbita, dos moradores de Gileade'.
O paralitico de Cafarnaum, estava doente por causa do pecado e foi primeiramente perdoado, em seguida curado da paralisia. Foi quando desceu pelo telhado, como um grão de trigo caindo em terra, morrendo para o mundo e escolhendo viver para Deus que recebeu libertação.