Os 'Salmos da Busca de Deus' refletem a mais profunda e mais premente necessidade que o homem pode conhecer. Uma vez que corações honestos tem conhecido a Deus, a satisfação de nossas necessidades físicas e mesmo emocionais não serão mais suficientes para nos contentar. Deus, na verdade, colocou a eternidade dentro de nossos corações, e os homens iluminados pela verdade anseiam com todo o seu ser por 'andar' com seu Criador.
Amados, cá está a mensagem de Deus não apenas para Jeremias, mas para todo pastor e obreiro cristão que alguma vez tenha sido chamado por Ele. Ele está nos dizendo - 'Não deixe que ninguém lhe derrube! Não há motivo para que fique confuso diante dos homens. Eu lhe disse que estou consigo; Eu disse que és uma fortaleza inexpugnável. Então, não há razão para esgotamento, não há razão para desistir...'. 'Isso me foi no coração como fogo ardente, encerrado nos meus ossos; já desfaleço de sofrer, e não posso mais desistir' (Jeremias 20:9)
Como venceremos nossos inimigos se não estivermos revestidos de toda armadura de Deus? Para todo cristão Deus tem providenciado este equipamento e é direito nosso vesti-lo. O cristão deve apropriar-se conscientemente do poder que o Senhor tem colocado à sua disposição para fazer parte deste grande exército. Revestir-se de toda a armadura de Deus é recomendação divina para vencermos inimigos espirituais que nos cercam por todos os lados objetivando levar-nos ao total fracasso.
A confiança é fundamental em nossa relação com Deus; não há substitutos para ela. Os muitos anos de destacado compromisso com Deus não puderam evitar a ira do Senhor quando Asa confiou em si mesmo, e não nele. A fé é um elemento fundamental em nossa relação com Deus; sua importância é quase impossível de enfatizar excessivamente. 'Confia no Senhor de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas'
As vezes não falta muita coisa a ser feita para que Deus possa moldar seu coração segundo Sua vontade, apenas que desçamos, logo quando a Palavra de Deus veio a Jeremias, Ele disse - 'Desce à casa do oleiro', precisamos ser mais humildes, e dependentes de Deus, pois só Ele tem capacidade de mudar a nossa vida.
Outro item que pode ser considerado um retardador de bênçãos é a murmuração. Isso desagrada a Deus profundamente, pois por causa disso, o povo ficou quarenta anos no deserto, já pensou nisso? Uma coisa que eu aprendi é a não questionar a vontade de Deus, mesmo que não a entendamos, é melhor deixar Deus agir ele sabe muito bem o que faz. Tem uma frase que eu gosto muito que diz assim - 'Não coloque um ponto de interrogação (?) onde Deus já colocou um ponto final (.).'
As palavras creram e confiava (João 2:23 e 24) vêm da mesma palavra grega. O texto diz, basicamente, que muitas pessoas creram em Jesus, mas Jesus não creu nelas. Entendemos, não da palavra usada, mas do comentário explicativo, que Jesus não confiou nessas pessoas porque percebeu que sua fé foi superficial, rasa e passageira. Ele não deseja a nossa fé superficial e meramente intelectual. Ele quer a fé que se demonstra na submissão total à sua vontade por amor.
A fé cristã não é uma mera coleção de doutrinas – um apanhado de verdades. O cristianismo é uma ampla afirmação que abrange cada aspecto de cada doutrina revelada, mas é centrada no evangelho de Jesus Cristo. E, como a pregação apostólica deixa claro, o evangelho é a prioridade. Que o poder da cruz e a vitória da tumba vazia permeiem cada púlpito, cada banco de igreja e cada coração cristão – e que as Boas Novas do evangelho sejam recebidas com alegria por pecadores necessitados do Salvador.
Infelizmente, pela falta de distinção entre pecados públicos e pessoais, concílios e igrejas apelam para o não cumprimento de Mateus 18 em casos de denúncias feitas contra seus pastores, para travar administrativamente processos disciplinares contra os mesmos. Presenciei diversos casos de denúncias feitas contra pastores que haviam cometido faltas notórias e que foram arquivadas por seus concílios sob a alegação de que os passos de Mateus 18 não haviam sido cumpridos.
Deus, na sua soberania, é descrito em todo contexto bíblico como um ser fiel. Esse título o condiciona como o único ‘ser’ que preenche todo o qualquer atributo qualitativo, dando-lhe total credibilidade em tudo quanto é, faz e deseja que venha a se realizar em favor dos seus servos. No primeiro ato falho do homem para com Ele, Deus se vê sem outra alternativa senão iniciar uma série de promessas e trabalhar para torná-las possíveis e realizáveis, no intuito de proporcionar a humanidade o retorno a sua comunhão. Três, entre tantas outras promessas, são destaques nas Escrituras, e revelam que Deus tem um tempo certo para cumprir suas promessas.
Algumas pessoas acreditam que as religiões mundiais o islamismo, o cristianismo, o hinduismo, etc. são, apenas diferentes, mas igualmente boas maneiras de adorar a Deus. Elas dizem que o hinduismo é o caminho de Deus para os orientais; que o islamismo é o caminho de Deus para os árabes; e que o cristianismo é o caminho de Deus para as civilizações ocidentais, etc. Realmente, se os homens pudessem ser salvos pelo islamismo, o hinduismo, o budismo, o taoismo ou qualquer outra coisa, Jesus não precisaria ter sido crucificado.
Na vida passamos por momentos diversos. Momentos difíceis e momentos fáceis, momentos felizes e momentos tristes, e isso nos abala o psicológico. O ser humano está preparado somente para viver em tempos fáceis e felizes, situações de normalidade que não fogem ao cotidiano. Esses problemas são os mais diversos, quer seja na vida sentimental, quer seja na vida profissional, financeira, ou mesmo na área espiritual, precisamos de uma saída, uma apenas que nos leve a um lugar seguro. Então - O que devemos fazer, para onde devemos ir, quando não há uma saída visível?