Jesus 'teve necessidade de atravessar Samaria'. Havia em Jesus, uma necessidade de abençoar as pessoas e se Samaria não fazia parte da rota dos judeus, chagara a hora de ela entrar na rota de Jesus para que a animosidade, ódio e outros males fossem extirpados de entre aquele povo. Samaria é um lugar em nossas vidas que é rota para a benção, contudo desprezamos por sabermos que dará trabalho para ser atravessado. Então, vamos indo ao longe, por fora, evitando o encontro com Jesus. Vamos indo com o cântaro, ao poço, 'bebendo' as mesmas coisas de sempre.
Após admoestar os crentes filipenses que o tenham como modelo a ser imitado, Paulo os adverte quanto aos perigos daqueles a quem denomina de 'inimigos da cruz de Cristo'. Estudaremos, na aula de hoje, que esse não apenas devem ser evitados, mas também confrontados, por comprometerem a veracidade do evangelho. Ao final destacaremos que a perdição deles está prevista nas Escrituras, e que nós, os crentes em Jesus, estamos fundamentados em uma viva esperança, eterna que vem de Deus.
Preso, acusado de sedição e profanação, Paulo entra no navio sob os cuidados de um centurião, ele e mais alguns prisioneiros. Entre Cesareia e Roma acontece uma grande tempestade a qual Lucas, companheiro de viagem de Paulo, narra em cada pormenor. Momentos de desespero, dúvidas e sofrimento. Atos 27 e 28 é uma ministração eficaz sobre - tempo de adversidade. Deus nos ensina sobre vida e fé, ao som da tempestade
Este Evangelho trata dos discípulos e dos frutos que a Palavra de Deus desenvolve no mundo. Ele não fala da lei nem das instituições humanas, mas, como o próprio Cristo diz da Palavra de Deus, que ele próprio prega como semeador, pois a lei não dá fruto, tampouco as instituições dos homens. Porém Cristo estabelece aqui quatro tipos de discípulos da Palavra divina.
Será que Isaías, Jeremias, Daniel, Joel, Malaquias e outros profetas compreenderam o significado das suas mensagens? Pedro disse que estes profetas falaram o que Deus revelou, mas queriam entender! Deus oferece para você algo que os grandes profetas e até os anjos desejavam. Ele lhe oferece a oportunidade de conhecer a sua vontade e seu plano para obter a salvação em Jesus Cristo e viver eternamente em comunhão com seu Criador! Não perca esta oportunidade única!
Após aconselhar os crentes filipenses em relação aos falsos mestres, Paulo orienta os irmãos filipenses a perseguirem o alvo, em busca da maturidade cristã, seguido seu exemplo. Esse será o assunto da lição de hoje, os cristãos não podem viver na mediocridade. Destacaremos a importância de ir sempre adiante, e a saber lidar com as situações difíceis, na presença ou ausência dos pastores.
Falar de 'quatro leis espirituais', em 'decisão por Cristo', ou pedir às pessoas que 'aceitem Jesus', sem pregar a inclusão do pecador na morte e ressurreição de Cristo é diabólico. Sem a morte do velho homem, o homem continua pecador e a serviço ao Diabo na promoção do cristianismo diabólico, enchendo as igrejas de não regenerados. São pessoas que fazem o pior com a melhor das intenções. Mas o puro e verdadeiro cristianismo é Cristo, a cruz, a ressurreição e a santificação.
A beleza intrínseca e a sabedoria dos Salmos são claramente apresentadas neste solene salmo didático. Seu tema principal é que os ricos ímpios freqüentemente vencem na vida, enquanto os pobres e devotos freqüentemente sofrem. E emite uma nítida advertência àqueles que confiam nas riquezas. A futilidade de confiar na riqueza terrestre e nas posses materiais é graficamente ressaltada no Salmo 49.5-12. Riquezas terrestres não darão satisfação no dia mau. O salmista apresenta diversas razões convincentes para isto...
Neste artigo, mostraremos que o sermão evangélico não é uma mera peça de oratória; é mais do que isto: é uma forma de ensino que prima pela qualidade e pela excelência. Aliás, foi o método usado pelos santos profetas e apóstolos. E, hoje, todos os pregadores que fazem questão de realçar a pregação como ensino sistemático da Palavra de Deus, vêm colhendo abundantes resultados.
Fico muito feliz em saber que tenho Dono - não sou um pária, um aborto, um desprezado, sou filho de Deus, propriedade exclusiva de Deus. Ninguém pode reclamar autoridade sobre o barro tirado do barranco e trazido para a Casa do Oleiro! O Senhor suja suas mãos em mim, enquanto me faz e refaz para sua glória! Fica com as mãos enlameadas, mas não me despreza, nem me amaldiçoa... O que sinto é que um leve sorriso se desenha em Sua Face quando me vê tomar a forma que Ele, antes da fundação do mundo, decidiu me dar!
Herodes, o rei fantoche, mandou degolar a João no cárcere. Então chegaram os seus discípulos, levaram o corpo e o sepultaram. Depois foram anunciá-lo a Jesus” (10-12). Qual seria a reação de Jesus? Uma explosão de raiva? Não! Amaldiçoaria Herodes? Nem pensar. Em vez disso, Jesus retirou-se para o lugar onde tivera Seu primeiro encontro com João, depois de adulto. Naquele momento de dor, Jesus preferiu o silêncio e a solidão. Era a hora de revelar Sua outra face. E sabe qual foi a resposta de Jesus a Herodes?
Essa passagem Bíblica é bem curiosa, ainda mais se lembrarmos que foi justo nesse período que o pequeno Davi venceu o gigante filisteu chamado Golias. Não ter ferreiros, poderia ser um entrave, um problema para os incrédulos. Para o povo de Deus, pelo contrário, deveria ser a oportunidade de glorificar ao Senhor e foi justo o que fez Davi.


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!