Fico muito feliz em saber que tenho Dono - não sou um pária, um aborto, um desprezado, sou filho de Deus, propriedade exclusiva de Deus. Ninguém pode reclamar autoridade sobre o barro tirado do barranco e trazido para a Casa do Oleiro! O Senhor suja suas mãos em mim, enquanto me faz e refaz para sua glória! Fica com as mãos enlameadas, mas não me despreza, nem me amaldiçoa... O que sinto é que um leve sorriso se desenha em Sua Face quando me vê tomar a forma que Ele, antes da fundação do mundo, decidiu me dar!
Herodes, o rei fantoche, mandou degolar a João no cárcere. Então chegaram os seus discípulos, levaram o corpo e o sepultaram. Depois foram anunciá-lo a Jesus” (10-12). Qual seria a reação de Jesus? Uma explosão de raiva? Não! Amaldiçoaria Herodes? Nem pensar. Em vez disso, Jesus retirou-se para o lugar onde tivera Seu primeiro encontro com João, depois de adulto. Naquele momento de dor, Jesus preferiu o silêncio e a solidão. Era a hora de revelar Sua outra face. E sabe qual foi a resposta de Jesus a Herodes?
Essa passagem Bíblica é bem curiosa, ainda mais se lembrarmos que foi justo nesse período que o pequeno Davi venceu o gigante filisteu chamado Golias. Não ter ferreiros, poderia ser um entrave, um problema para os incrédulos. Para o povo de Deus, pelo contrário, deveria ser a oportunidade de glorificar ao Senhor e foi justo o que fez Davi.
O mundo está cansado de um discurso religioso de amor ao próximo que não se efetiva na prática. Jesus atacou severamente a hipocrisia religiosa através da parábola do bom Samaritano. Esta parábola mostra-nos assim que o cristão é chamado a envolver- se como servo. Fomos chamados para servir, e nossa vida só encontra significado quando olhamos para o nosso próximo desta maneira.
É realmente impossível separar temporalmente. Respirar é a definição de estar vivo. Então, temporalmente não separamos os dois. Mas, logicamente, você respira e, então, torna-se vivo? Não. Porque antes de você fazer alguma coisa você tem que estar vivo. Assim é com a fé. A definição de uma pessoa que nasceu de novo é uma pessoa que acredita no Evangelho de Cristo, mas você precisa ter recebido vida antes de acreditar.
Dentre os clichês açucarados que se ouvem em nossos dias, um que ouço frequentemente é que Jesus foi morto por ser excessivamente inclusivo e gentil. Dizem que ele foi crucificado por acolher os excluídos. Que foi assassinado por andar com prostitutas e mestiços. Que foi morto porque era tão corajosamente amoroso que seus inimigos não podiam mais aguentar isso. A verdade é que os fatos da história – os quais os escritores dos evangelhos tentam explicar batendo na mesma tecla – é que Jesus foi crucificado por seu comportamento semelhante a Deus e as alegações ultrajantes de sua divindade.
'Jesus estendendo a mão, tocou nele e disse: Sim! Eu Quero. Você está curado. No mesmo instante a lepra desapareceu.'  Conforme a lei em vigor naquela época para os judeus, este ato teria o efeito de deixar Jesus ritualmente imundo. Impureza ritual nem sempre envolvia pecado, e sabemos que Jesus não pecou. O ponto importante que a cura do leproso na Galileia mostra é que Jesus tomou sobre si a impureza dos homens para poder purificá-los. Para as multidões que acompanhavam o trabalho de Jesus nessa fase do seu ministério, foi uma ilustração viva do propósito de sua encarnação.
Por que eles não conseguem simplesmente sair da depressão? Eles não estão confiando em Deus? Um cristão não deveria ser feliz? Eles não devem estar se esforçando o bastante. Eles não devem estar exercitando sua fé em Deus.  Eles estão encalhados na descrença. Eu não posso falar para uma pessoa deprimida 'sair dessa', assim como eu não posso falar para uma pessoa com dor de cabeça para 'sair dessa'. Simplesmente não funciona desse jeito. Não cometa o mesmo erro que eu. Não julgue o deprimido, cuide dele.
O jejum é simplesmente uma indicação externa de uma sinceridade interna. O clamor, que é a oração do cristão na mais escura noite da sua experiência é - 'Senhor, não sei o que fazer, mas sei que posso contar com a tua ajuda'. A palavra Judá significa 'louvor' , pois o ato de louvar mostrava a confiança de que Jeová iria entrar realmente com a providência, pois Deus reina entre o povo e faz grandes coisas em seu favor.
Sempre que há doença ou sofrimento na vida de alguém, a pessoa geralmente expressa o desejo de saber até quando vai continuar.  Queremos saber quando o alívio virá a nós. O Salmo 13 tem sido identificado como o salmo Até quando? por causa deste grito por alívio.  A frase Até quando? é usada quatro vezes no início da primeira estrofe.
Em Atos 9.26, somos informados que ao retornar a Jerusalém, os cristãos não acreditavam que Saulo houvesse mesmo se convertido. Tinham receio de que fosse uma armadilha! Esta história nos ajuda a entender quais são as verdadeiras marcas que demonstram a conversão de uma pessoa a Jesus. Encontrar-se com Jesus, como Saulo encontrou-se, produz a marca das mudanças de comportamento, testemunhar com coragem também é uma marca de uma verdadeira conversão e a comunhão com a Igreja, a Família de Deus, é uma outra importante marca de uma conversão verdadeira. 
Se virmos nós mesmos como 'santos', então começaremos a ver nossos pecados sob uma nova luz.  Se nós somos mesmo os 'santos', então os pecados que cometemos são mais profundos, sérios e significativos desvios do chamado de Deus do que nós jamais percebemos. Nosso pecado, em um sentido, é mais hediondo porque está sendo feito por aqueles que tem agora uma nova natureza e identidade. E é essa 'dissonância cognitiva' entre nossas identidades enquanto santos e nossas ações pecaminosas que nos levam ao arrependimento.


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!