Ovelhas Ameaçadas


Os perigos são muitos, inclusive dentro do aprisco.

O rebanho do Senhor nem sempre se encontra nos pastos verdejantes ou nas águas tranquilas (Sl.23.2). O vale da sombra da morte também faz parte do caminho (Sl.23.4). Para as ovelhas, frágeis como são, o ambiente é quase sempre desafiador. Até no meio do rebanho podem ocorrer situações de risco e conflito. As ovelhas mais gordas representam incômodo para as magras e fracas (Ez.34.20). O bode incomoda muito com sua hostilidade. Além disso, existe o assédio faminto de lobos, ursos e leões. Como se tudo isso não bastasse, as ovelhas são prejudicadas também pelos mercenários, os falsos pastores (João 10.12).

Podemos comparar as ovelhas gordas citadas por Ezequiel àqueles irmãos que só pensam em si. Querem todos os benefícios e oportunidades, não se importando com os crentes mais fracos, carentes ou novos na fé.

“Ora nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos” (Rm.15.1).

BODES, OS FALSOS IRMÃOS

“Quando, pois vier o Filho do homem na sua glória, e todos os anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; e diante dele serão reunidas todas as nações; e ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos bodes” (Mt.25.31-32).

Bodes e ovelhas encontram-se juntos muitas vezes, mas não pertencem à mesma família. Dependendo da ocasião, frequentam os mesmos lugares, principalmente os pastos e apriscos. Chegam a fazer parte dos mesmos rebanhos e parecem seguir o mesmo pastor.

Existem entre eles muitas semelhanças: o porte, a pele, alguns hábitos, inclusive alimentares. Tal similaridade pode sugerir a existência de parentesco, o que não é verdade.

Apesar das semelhanças, ovelhas e bodes são espécies distintas, têm naturezas diferentes, e simbolizam dois tipos de pessoas (Mt.25.32).

Ovelhas, carneiros e cordeiros são uma espécie. Cabras, bodes e cabritos são outra. O verdadeiro cristão (ovelha) tem a natureza de Cristo (cordeiro). O comportamento de bodes e ovelhas é semelhante em condições tranquilas, mas na hora da dificuldade as diferenças aparecem. As reações são muito diferentes. No meio da provação é que o caráter de cada um se manifesta de modo mais evidente.

A ovelha é dócil, submissa, sociável, e produz lã. O bode é rebelde, independente, agressivo, fedorento e dá chifradas. Não é por acaso que, em muitos contextos, o bode simboliza Satanás.

A profecia de Daniel a respeito do Império Grego nos ensina sobre a natureza do bode: um animal furioso, que ataca o carneiro, lança-o por terra e pisa sobre ele (Dn.8.5-8).

O texto de Mateus 25.32-46 nos ensina que uma das características do bode é a falta de amor. Ele não toma iniciativas a favor do seu próximo.

Não é responsabilidade da ovelha retirar o bode do meio do rebanho, mas ela pode identificá-lo para se proteger. Nem todos os que estão dentro da igreja são filhos de Deus. Como Jesus disse: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus” (Mt.7.21). O apóstolo Paulo também identificou esse tipo de pessoa e alertou a igreja a este respeito (IICo.11.26; Gal.2.4).

Tal advertência é especialmente útil para os servos e servas de Deus que buscam um relacionamento. Devem tomar cuidado com aqueles que, dizendo-se irmãos, querem induzi-los ao pecado.

“Mas agora vos escrevo que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com esse tal nem sequer comais” (ICo.5.11).

Jesus disse que bodes e ovelhas serão separados no dia do juízo (Mt.25.32). Ovelhas entrarão no repouso, mas os bodes irão para o tormento eterno.

MERCENÁRIOS, OS FALSOS PASTORES

Além dos bodes, lobos, ursos e leões, o mercenário ou falso pastor é grave ameaça contra a ovelha. Como ela poderá se defender dele? Este costuma ser o seu maior risco, pois nele deposita sua confiança e amor.

Quantas vezes já foi dito que o Diabo veio matar, roubar e destruir? A afirmação é derivada do texto de João 10.10. Entretanto, o versículo diz que o "ladrão" faz essas coisas. Tudo bem que se aplique, por princípio, ao Diabo, mas Jesus estava se referindo aos líderes ladrões, conforme se compreende pelos versos 1 e 8.

Ele estava falando aos fariseus, citados um pouco antes, em João 9.40. E hoje, quantos líderes ladrões existem? Muitos. E estão matando, roubando e destruindo as ovelhas de Cristo. Muitos são aqueles que usam a bíblia e pregam o evangelho, mas com o único propósito de se enriquecerem com o nome de Jesus.

Um líder mau e negligente expõe o rebanho a todos os perigos mencionados. Ele mesmo pode ser o maior de todos os predadores. Isto ocorre quando o seu interesse é apenas pessoal, buscando explorar a ovelha de todas as formas possíveis. Não satisfeito com o leite e a lã, chega a matá-la para devorar sua carne (Ez.34 e Jr.23). É o caso daqueles que exigem todo sacrifício da ovelha e nem querem saber se ela terá, no dia seguinte, uma casa para morar.

Proteja-se dos maus obreiros e reconheça os verdadeiros pastores, fiéis, dedicados, que colocam o bem-estar das ovelhas acima dos seus interesses pessoais, que estão prontos para servir às ovelhas e não explorá-las.

Autor: Pr. Anísio Renato de Andrade