Estudo Biblico sobre os Descendentes de Judas


Lucas 22:1-6

Percebemos no texto bíblico, que havia uma trama para prender e matar Jesus em Jerusalém, mas como aqueles líderes religiosos iriam pegá-lo? (v.2) “Então Satanás entrou em Judas...” (v.3) Isso não é forte? O texto não diz que um demônio entrou nele, mas o próprio Satanás!

Judas foi um dos doze apóstolos escolhidos por Jesus e recebeu junto com os outros, “autoridade para expulsar demônios”. (cf. Lc.6:13-16) Ele andou lado a lado com Jesus e era o que tomava conta da bolsa com dinheiro. (cf. Jo.13:29) No entanto, ele roubava dinheiro da bolsa. (cf. Jo.12:6)

Ao ler a frase “Então Satanás entrou em Judas...”, três questões vêm à minha mente:

• Por que Judas, que havia recebido poder para expulsar demônios, não expulsou Satanás?
• Por que Satanás fortaleceu o desejo de Judas para trair Jesus, se isso representava a sua própria derrota?
• E Deus, não viu tudo isso?

1. Os “descendentes de Judas” sempre trocam Jesus pelos seus interesses pessoais.

Judas foi um apóstolo que quase sempre passava despercebido. Ele não criava problemas, mas como nós já observamos, ele era ladrão – Judas amava dinheiro. Ele amava o poder e os prazeres que o dinheiro podia comprar. Judas seguiu Jesus, mas por motivos errados. Peço que você leia comigo o que diz Paulo: 1 Antigamente, por terem desobedecido a Deus e por terem cometido pecados, vocês estavam espiritualmente mortos. 2 Naquele tempo vocês seguiam o mau caminho deste mundo e faziam a vontade daquele que governa os poderes espirituais do espaço, o espírito que agora controla os que desobedecem a Deus. 3 De fato, todos nós éramos como eles e vivíamos de acordo com a nossa natureza humana, fazendo o que o nosso corpo e a nossa mente queriam. Assim, porque somos seres humanos como os outros, nós também estávamos destinados a sofrer o castigo de Deus. (Ef.2:1-3 NTLH)

Judas não lutava contra si mesmo ou seus desejos e nem contra o inimigo de sua alma, pois andava com Cristo por motivos errados. Judas, como qualquer outro ser humano não era inocente, pois Satanás não aprisiona inocentes. Satanás trabalha com poder sobre as paixões pessoais. Judas era ladrão! Judas, por finalidades próprias, procurava manter um relacionamento falso com Jesus e os apóstolos. Ele traiu e trocou Jesus por trinta moedas de prata. (cf. Mc.26:15)

Quantos “descendentes de Judas” existem na Igreja hoje em dia? Certos pastores renomados nos Estados Unidos cobram até $ 300.000,00 para pregar três dias! Os da Europa são mais baratos, pois o Evangelho está em baixa por lá. O preço deles é “bem menor”! Cerca de $50.000,00 a $100.000,00 dólares! Como esses homens, no dia do Juízo, responderão a Jesus que disse: Vocês receberam sem pagar; portanto, dêem sem cobrar. (Mt.10:8 NTLH)

Esses são os “descendentes de Judas” que durante sua vida, fazia a vontade daquele que governa os poderes espirituais, em vez de lutar contra ele e expulsá-lo! Todos os que seguem a Jesus por interesses pessoais, sejam pastores ou não, são os “descendentes de Judas”.

2. Os “descendentes de Judas”, por interesses pessoais, fogem e confundem o Evangelho de Cristo.

Satanás sabia que tanto a morte de Jesus como a Sua ressurreição, seriam a sua própria destruição. Jesus, ao iniciar o Seu ministério, foi tentado por Satanás no deserto da Judéia. (cf. Mt.4:1-11) Ele tentou que Jesus transformasse pedras em pães, a pular do topo do templo e obter domínio sobre o mundo de um modo fácil. Satanás disse a Jesus: Eu lhe darei tudo isso se você se ajoelhar e me adorar. (Mt.4:9 NTLH) Jesus lhe respondeu: Vá embora, Satanás! As Escrituras Sagradas afirmam: “Adore o Senhor, seu Deus, e sirva somente a Ele.” (Mt.4:10 NTLH)

O objetivo de tudo isso era para que Jesus não tomasse o caminho do sofrimento, sacrifício na cruz e morte. “Você é o Filho de Deus, use o poder que você tem para reinar e eu posso ajudá-Lo a conseguir isso, mas não vá para a cruz!” Satanás tentou tirar Jesus do caminho da cruz através de Pedro: Então Pedro O levou para um lado e começou a repreendê-Lo, dizendo: Que Deus não permita! Isso nunca vai acontecer com o Senhor! (Mt.16:22 NTLH) Então, Jesus virou-se e disse a Pedro: Saia da minha frente, Satanás! Você é como uma pedra no meu caminho para fazer com que eu tropece, pois está pensando como um ser humano pensa e não como Deus pensa. (Mt.16:23 NTLH) Na “minha opinião”, creio que Jesus estava dizendo que Satanás age em função dos nossos pensamentos e desejos para que os pratiquemos; assim, ele nos deixará confusos acerca dos pensamentos de Deus.

Então, por que Satanás entrou em Judas se sabia que todos os seus propósitos seriam derrotados na cruz? Já que ele não podia fazer com que Jesus mudasse de rumo, ele transformaria a crucificação de Cristo no pecado mais grave, mais feio e mais doloroso possível. Satanás, por meio de Judas, geraria seus “descendentes” que confundiriam o Evangelho, o amor, fé, pureza e missão da Igreja. Satanás, desse modo, faria um “estrago” no Evangelho e na missão da Igreja no futuro, por meio dos “descendentes de Judas”. Esses “descendentes de Judas” são facilmente vistos em nosso meio hoje em dia.

Como Satanás não pode parar Jesus, ele incluiria para dentro do seu processo os outros apóstolos e discípulos. Eles abandonaram Jesus e a missão que Dele haviam recebido, se intimidaram, negaram e fugiram “tentando voltar aos seus negócios”. Os que agem desse modo, após terem recebido a Verdade Divina em seus corações, também são “descendentes de Judas”!

3. E Deus? Por meio dos Seus desígnios, Deus estava gerando os “descendentes de Jesus”!

Os primeiros irmãos no livro dos Atos dos Apóstolos oraram assim: 27 De fato, Herodes e Pôncio Pilatos reuniram-se com os gentios e com os povos de Israel nesta cidade, para conspirar contra o teu santo servo Jesus, a quem ungiste. 28 Fizeram o que o Teu poder e a Tua vontade haviam decidido de antemão que acontecesse. (At.4:27,28 NTLH) Deus poderia “dominar” facilmente a Satanás, mas não o fez, porque a morte de Jesus era o Seu plano para nos trazer a salvação de um mundo pecaminoso. Depois, Ele nos transformaria em descendentes de Cristo.

A morte de Jesus mostrou o que a humanidade ama e o que ela precisa! Ela ama o pecado, o ódio e se for preciso, os homens se entregam a Satanás e a seus demônios em nome de Deus, para alcançar seus interesses pessoais. A morte de Cristo mostrou a condição caótica deste mundo.

Deus sabia tudo o que iria acontecer e poderia ter planejado parar tudo, mas não o fez. O próprio Deus em Cristo foi rejeitado, odiado, traído, negado, condenado, cuspido, chicoteado, zombado, perfurado, pendurado na humilhante cruz e assassinado. No corpo de Cristo, Deus aceitou o terror dos homens. Todos nós éramos como ovelhas que se haviam perdido; cada um de nós seguia o seu próprio caminho. Mas o SENHOR castigou o Seu Servo; fez com que ele sofresse o castigo que nós merecíamos. (Is.53:6 NTLH)

Mas Deus nos mostrou o quanto nos ama: Cristo morreu por nós quando ainda vivíamos no pecado. (Rm.5:8 NTLH) Ao terceiro dia Jesus ressuscitou cheio de glória; isto é, cheio de poder e perfeição! Da morte veio a vida verdadeira! Da humilhação veio a exaltação! Das trevas ressurgiu a Luz! O ódio só fez brotar o amor, perdão e aceitação àqueles que humildemente reconhecem seus erros e se voltam para Jesus.

Judas “gerou seus descendentes” e eles crescem numericamente de modo espantoso! Deus não irá deter esse crescimento, pois é uma escolha dos que fogem Daquele que morreu na cruz e querem pratica todo tipo de maldade. Eles chegam a transformar a Igreja em um negócio pessoal para ganharem dinheiro! Eles serão julgados no momento certo. Jesus disse acerca dos últimos dias: 12 A maldade vai se espalhar tanto, que o amor de muitos esfriará; 13 mas quem ficar firme até o fim será salvo. (Mt.24:12,13 NTLH)

Jesus também “gerou descendentes”, os que estão dispostos a vencer as influências do deus deste mundo. João escreveu: (...) o mundo passa, com tudo aquilo que as pessoas cobiçam; porém aquele que faz a vontade de Deus vive para sempre. (1 Jo.2:17 NTLH)

Associo à idéia do verso que nós lemos acima, uma verdade dita por Jesus que deveria fazer a humanidade tremer: (...) Pois muitos são convidados, mas poucos são escolhidos. (Mt.22:14 NTLH) Nós estamos aqui reunidos a convite do SENHOR, mas a quem Ele escolherá? Aquele que se esforça em obedecê-lo, que deseja fazer a Sua vontade e que crê no verdadeiro Evangelho de Jesus.

Um conselho final: 17 Meus irmãos, peço que tomem cuidado com as pessoas que provocam divisões, que atrapalham os outros na fé e que vão contra o ensinamento que vocês receberam. Afastem-se dessas pessoas 18 porque os que fazem essas coisas não estão servindo a Cristo, o nosso Senhor, mas a si mesmos. Por meio de conversa macia e com bajulação, eles enganam o coração das pessoas simples. (Rm.16:17,18 NTLH)

Cuidado, diz Paulo, pois como o Espírito de Deus entrou em Maria e gerou o Rei dos reis, o Maravilhoso Conselheiro, o Deus Forte, o Pai da Eternidade, o Príncipe da Paz que é Jesus, Satanás fará o mesmo! Ele, no momento oportuno, dominará os filhos da desobediência, para fazer o contrário do que Jesus é. Esse processo continuará até que o Anticristo seja gerado e governe este mundo pelo poder da sua maldade, pois o Anticristo será um dos “descendentes de Judas”.

Que Deus possa abrir nossos olhos para que sejamos a “descendência de Cristo” e para isso é necessário atentar seriamente ao conselho de Paulo: 1 Portanto, meus irmãos, por causa da grande misericórdia divina, peço que vocês se ofereçam completamente a Deus como um sacrifício vivo, dedicado ao seu serviço e agradável a ele. Esta é a verdadeira adoração que vocês devem oferecer a Deus. 2 Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a Ele. (Rm.12:1,2 NTLH)

Perceba que no final do verso 2, Paulo diz “aquilo que é bom, perfeito e agradável a Ele”. Quem é “Ele”? Deus! Os “descendentes de Cristo” agradam a Deus, querendo fazer a Sua vontade e os “descendentes de Judas”, agradam as paixões da sua carne, porque seguem o “deus” que seduz ao engano.

Os “descendentes de Judas” experimentarão um vazio mortal e a própria morte – a separação eterna de Deus. Os “descendentes de Jesus Cristo” terão a vida verdadeira. Pois quem põe os seus próprios interesses em primeiro lugar nunca terá a vida verdadeira; mas quem esquece a si mesmo por minha causa terá a vida verdadeira. (Mt.16:25 NTLH)

| Autor: Pr. Walter de Lima Filho | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!