O único Deus que nunca falhou


         Vivemos em uma época onde a idolatria tem imperado. As pessoas já não agradecem mais ao Deus verdadeiro (o da Bíblia) e sim aos falsos deuses, que são confeccionados por mãos e idéias humanas. Se fossemos contar o número de deuses pagãos que existe no mundo, com certeza seria milhares de milhares, pois só na Índia existe mais de trinta e três mil deuses. Todos os deuses pagãos não passam de uma idéia que o próprio satanás (o deus deste século) colocou na mente das pessoas para criarem esses deuses, pois na verdade quem está por trás dessas falsas divindades é o próprio diabo. O incrédulo tem a necessidade de ter algo físico, visível, palpável para “crer”. Observe que o povo de Israel criou um falso deus, o bezerro de ouro, e o adoraram como se nunca tivesse conhecido o verdadeiro Deus. Que absurdo! Um povo que tinha o verdadeiro Deus, agora descera ao fundo do poço. Fora as outras idolatrias que eles se renderam a elas, como: Neustã, a serpente de bronze, que Deus mandou Moisés levantar, afim de que todos que fossem mordidos pelas serpentes, olhassem para ela e fossem curados. Veja só! O que Deus criou pra ser benção na vida do homem, o próprio homem a tornou em maldição. A estola sacerdotal de Gideão, o povo começou a adorar.
         Os amonitas tinham seus deuses, dentre eles, moloque o deus do sacrifício infantil. Moloque era um ídolo horrendo, metade homem e metade boi. Sua estátua era toda de bronze, tinha os braços compridos, a fim de receber as criançinhas dos seus tolos adoradores. Os seus sacerdotes o recheavam de produtos inflamáveis, aqueciam-no, e com o deus todo esbraseado, aos rumores de tambores, e incentivados por satanás os amonitas vinham e colocavam os seus filhinhos nas mãos de moloque. Covarde e barbaramente, assim eram assassinadas milhares de crianças amonitas. Não pense você que isso ficou no passado. Hoje em dia, ainda existem crianças oferecidas a moloque pelos seus próprios pais. E algumas religiões tribais ainda adoram seus deuses, oferecendo-lhes suas crianças. Que absurdo! Essa prática maligna é totalmente reprovada pelo o verdadeiro Deus.
         Os egípcios tinham seus deuses. Deuses esses que Deus manifestou juízo contra eles, quando enviou as pragas, e todos foram envergonhados, e falharam. Todos esses povos terem os seus deuses até que era compreensivo, devido ao fato de que eles não tinham o conhecimento da Palavra de Deus. Mas para o povo de Israel era inadmissível, pois tinham visto coisas tremendas da parte de Deus, desde a abertura do mar, onde passaram a seco, até todas as maravilhas que Deus operou no deserto, não lhes deixando ter falta de nada. Mas há quem muito é dado muito será cobrado, veja hoje a verdadeira situação de Israel, tudo isso que eles têm vivido hoje, é só o começo da cobrança de Deus.
         Mas o meu objetivo com esse estudo, é mostrar para todos os povos, O único Deus que nunca falhou. Deus pessoal, Deus que ama e se preocupa com o ser humano ao ponto de entregar o seu único filho, para morrer em uma cruz pelos nossos pecados. Deus que não explora, que não aceita sacrifícios humanos, pois ama aqueles a quem Ele criou. Os deuses da índia, dos amonitas, dos cananeus, dos egípcios, e dos demais povos que rejeitam o senhorio de Cristo, todos esses falharam, desprezaram os seus seguidores. Prova disso é a situação de miséria em que se encontra a Índia, onde crianças têm morrido de fome, e eles não comem a vaca, porque para eles é um deus. O Deus da Bíblia é o único que nunca falhou. Livrou a Daniel quando estava na cova dos leões, livrou Sadraque, Mesaque, e Abdnego, quando estavam na fornalha de fogo ardente, pois ele era o quarto homem. Livrou o seu povo da escravidão do Egito, fez maravilhas extraordinárias, fez e continua fazendo, pois não muda, Nele não há sombra de variações.
         Em I Rs 18:21-39. Fala-nos de Elias quando desafiou os profetas de Baal com as seguintes palavras:
 
“Até quando coxeareis entre dois pensamos, se o Senhor é Deus segui-o, se Baal, segui-o, e todo povo se calou”.  I Rs 18:21-39

        Mas Elias lançou um desafio: O Deus que responder com fogo esse será Deus. E os profetas de Baal aceitaram. Observe que até esse episódio, o povo confiava cegamente em Baal, ao ponto de aceitarem um desafio, porque eles acreditavam que Baal era Deus. Não é assim que temos visto em nossos dias? Pessoas cegas com a mente escravizada, defendendo com unhas e dentes os seus deuses. O catolicismo defende Maria com unhas e dentes, e te pergunto: onde está Maria? O budismo defende Sidarta Gautama (o Buda) com unhas e dentes, e te pergunto: onde ele está agora? Os hindus defendem Mahatma Ghandi com unhas e dentes, e te pergunto: onde ele está agora? O espiritismo defende Allan Kardec com unhas e dentes, e te pergunto: onde ele está agora? Os mulçumanos defendem com unhas e dentes a Maomé, onde ele está? Onde estão agora todas essas pessoas que são adoradas como deuses? O que eles podem fazer pelos seus seguidores? Nada, absolutamente nada, pois estão todas mortas. Mas o nosso Deus é o único que jamais falhou, está vivo, morreu, mais venceu a morte, pois ao terceiro dia ressuscitou, e está sentado à direita do pai, e intercede por nós, e nos deu poder para desfazer todas as obras dos falsos deuses. Até hoje tentam achar a sepultura de Jesu, mais não encontram. Tentam achar os seus restos mortais, mais não encontram, e jamais encontrarão; Pois o anjo disse a Maria:
 
“Porque buscai o vivente entre os mortos? Não está aqui, mas ressuscitou”. (Lucas 24:5, 6).

        Maria, Buda, Gandhi, Maomé, Kardec, estão mortos, e seus restos mortais encontram-se em suas sepulturas. Mas o único Deus que já mais falhou venceu a morte, e é fiel ao povo que se chama pelo o seu nome.
         Essa é a grande diferença - o único Deus que nunca falhou, está vivo, e os deuses citados estão mortos.
         Voltando ao episódio de Elias com os profetas de Baal, os servos de Baal clamaram, clamaram até o meio dia, e Baal não lhes respondeu. E o profeta Elias zombando deles dizia: “Clamai em alta voz, porque ele é um deus pode ser que esteja falando, ou que tenha algumas coisas pra fazer, ou que intente alguma viagem, porventura dorme e despertará”. E passou do meio dia e eles começaram a se cortar com facas, e Baal não estava nem aí, e não lhes respondeu. Que decepção para aquele povo! Levaram a sua vida toda confiando em um deus que não se importava com eles, que não dava à mínima pra eles. É isso mesmo que o diabo quer: que o povo seja destruído, se matem, se odeiem, sejam perdedor, pois ele veio pra “roubar matar e destruir”, mas o Deus que nunca falha veio nos dar vida, e vida em abundância.
         Aqueles profetas ficaram decepcionados, desiludidos, envergonhados, pois o seu deus falhou. Não é isso que tem acontecido em nossos dias? Pois em nossos dias um deus que tem imperado sobre o povo que se diz “crente” é o deus dos objetos ungidos, das campanhas e correntes da prosperidade, é um deus egoísta e injusto, que precisa de dinheiro do povo para lhes “abençoar”, e os mercenários que servem esse deus diz para o povo: Dá o teu tudo, você nasceu pra prosperar! Se você não está recebendo, é porque não está dando o teu dízimo. É porque não tem “fé” e começa enganar o povo. Quantas pessoas estão desiludidas e envergonhadas, pois clamaram ao deus dos objetos ungidos e não foram ouvidas, tal qual os profetas de Baal.
         Quantos dessas organizações dos objetos ungidos procuram o pastor da nossa igreja, e dizem: pastor perdi, 5, 10, 15, 20, 25 anos da minha vida. Dentro dessas denominações, perdi tudo que tinha; vendi casa, carro, tudo para ofertar. Depositei tudo na campanha da fogueira santa de Israel, e não tenho mais nada, são os vizinhos que estão dando um copo de leite para os meus filhos não morrerem de fome. Temos visto isso com freqüência acontecendo todos os dias. Agora essas pessoas estão desiludidas com o deus dos objetos ungidos, que até então pensavam que era verdadeiro. Mas para essas pessoas ainda resta uma chance, se arrependerem e irem de encontro ao único Deus que nunca falhou. Que jamais nos abandona, que nos ama, não pelo o que temos de bens matérias (pois é dele o mundo, e tudo o que nele há.) mas nos ama pelo que somos. E Ele nos criou para louvor de Sua glória. Para os profetas de Baal não lhes restaram mais nem uma chance. Portanto, se você ainda está nesse lugar, cujo deus é o dos objetos ungidos, campanha, corrente, só das coisas terrenas, fuja disso! Ainda há tempo para você! Pule da morte para a vida! E deixe que somente o único Deus que nunca falhou tenha domínio sobre a tua vida.
         Elias clamou, orou e pediu fogo do céu. O Deus que nunca falhou, que não abandona aqueles que confiam somente Nele e na sua Palavra, o respondeu. Caiu fogo do céu, e consumiu todo o holocausto, e todo o povo gritou “só o Senhor é Deus, só o Senhor é Deus”. Mas agora era muito tarde para os profetas de Baal. Isso quer dizer que antes eles tiveram tempo e rejeitaram, pois o nosso Deus não é injusto, jamais condena alguém que é inocente. Elias ordenou que todos fossem mortos a espada, e assim aconteceu. Repito, ainda há tempo pra você largar à idolatria moderna, a rosa ungida, o sal ungido, a água do rio Jordão, o cajado de Arão, o sabonete vermelho para lavar a alma, e outras coisas mais. Abandona isso e corra para o verdadeiro Deus que não precisa do teu dinheiro, pois ele disse: Meu é o ouro, minha é a prata diz o Senhor Ag 2:8.
        O Deus que respondeu com fogo, é o verdadeiro Deus, o único que nunca falhou, e jamais falhará, e não deixa os seus servos envergonhados, nem confundidos. Todos os dias lançamos desafios contra esses falsos deuses, e para honra e glória do Senhor, Ele tem nos respondido. E temos visto pessoas livres das garras do diabo. Não se iluda, nem todo lugar que tem rótulo de igreja, Deus está. Pois o próprio Jesus disse:
 
“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor entrará no reino dos céus, mas todo aquele que faz a vontade do meu pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E, em teu nome, não fizemos muitas maravilhas? E, então, lhes direi abertamente: Nunca vos conheci, apartai-vos de mim vós que praticais a iniqüidade” (Mt 7:21-23).

        Observe que são pessoas que pensavam que serviam a Deus, só porque falavam em seu nome. Portanto, o meu desejo é que, o Deus da Bíblia, o único que nunca falhou, liberte o teu entendimento, e que verdadeiramente sejais livres.
 
“Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (Jo 8:32).
 
Disse Jesus: “Eu sou o caminho, a verdade, e a vida, e ninguém vem ao pai se não por mim” (Jo 14:6).

        Portanto, não existem atalhos, o único caminho é Jesus. O único Deus que nunca falhou.

Autor: Cristina M.Silvano de Andrade


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!