O propósito de Deus para a pregação


"Muitos são os planos no coração do homem, mas o desígnio [propósito] do Senhor, esse prevalecerá." Pv. 19.21

O propósito de toda pregação precisa ser a transformação de vidas, uma mensagem que não muda a vida das pessoas, não é uma pregação bíblica! A pregação embora que parecida jamais pode ser comparada a um discurso ou uma aula de retórica.

Uma mensagem Bíblica não deve focar os planos dos homens, e sim os propósitos de Deus, porque estes vão prevalecer.

Veja bem este texto, o propósito da pregação é transformar a vidas das pessoas:

"E Ele (Cristo) designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres, com o fim de preparar os santos para a obra do ministério, para que o corpo de cristo seja edificado, até que todos alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da plenitude de cristo.” Ef. 4.11-13 (NVI).

O texto é bem claro que os profetas, pastores e mestres, receberam dons para edificar o Corpo de Cristo, levar o povo a maturidade, promover a unidade da fé e atingir a plenitude de Cristo, isto é transformar a vida das pessoas. Se isto não estiver acontecendo tem algo errado, não com a Bíblia (porque ela é a perfeita Palavra de Deus), mas com o pregador, que deve reavaliar seu estilo de pregação e sua vida.

Deus não entregou a você a sua Palavra simplesmente para pregar, o pôs como pregador dela com o fim que você alcance maturidade para sua vida e para os que te ouvem. Isto é, que aconteça transformação de vidas. Ele não foi dada apenas para ampliar seu conhecimento, mas que você a viva e pratique.

Importante:

Veja o propósito da pregação é o mesmo propósito da Bíblia, há em ambos um propósito corporativo para pregação e para o ensino.

"A finalidade desse conselho é aumentar [em todos os crentes] o amor que vem de um coração puro, de uma consciência limpa e de uma fé verdadeira. algumas pessoas se desviaram dessas coisas e se perderam em discussões tolas." I Tm. 1.5,6 (BLH)

"Assim nós anunciamos cristo a todos. aconselhamos e ensinamos a cada um, com toda a sabedoria possível, para trazer todos à presença de Deus, como pessoas espiritualmente adultas e unidas com cristo." Cl. 1.28 (BLH)

Você pode observar claramente nos dois textos acima, que o propósito da Bíblia é o mesmo da pregação, é que a vida das pessoas sejam transformadas e não simplesmente que aconteça conhecimento Bíblico.

Você então pode me perguntar: Como acontece esta transformação de vida? Através da Aplicação, veja:

"Assim será a Palavra que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia." Is. 55.11

Veja o que Dr. Bruce Wilkson disse sobre a importância da aplicação:

"Se as pessoas não estão compartilhando sua fé em sua igreja, se elas não estão tendo um momento diário à sós com Deus, se elas não estão vivendo vidas em comunhão com Deus, então você precisa mudar o seu estilo de pregação. Você obviamente não está vendo vidas transformadas através da Palavra de Deus. Portanto, qual é o problema? O problema não é com a Palavra. O problema é o seu estilo de pregação!"

Qual é o maior desafio da pregação?

Declarar verdades eternas que nunca mudam e aplicá-los em um mundo que está em constantes mudanças. Veja vida de Davi, foi um grande exemplo:

"Davi, pois, tendo servido ao propósito de deus em sua geração." At. 16.36 (NVI)

"Da tribo de Isacar havia 200 chefes - todos eles eram homens que conheciam bem os fatos daquele tempo, e sabiam qual o melhor caminho para Israel seguir." 1 Cr. 12.32 (BV)

A questão é que independente do tempo e da história o conteúdo jamais vai mudar, todavia a maneira como você prega precisa estar em constante mudanças.

Lendo a Revista Veja do dia 21 de janeiro de 2004, me deparei com a seguinte reportagem que me chamou muito a atenção: “A Kodak queima o filme”, este é um ótimo exemplo das constantes mudanças que nosso mundo atravessa. “Aperte o botão que nós fazemos o resto” com este slogan a pioneira Kodak na produção de câmeras com filmes portáteis revolucionou o mundo da fotografia doméstica. O seu fundador, na época um jovem de 34 anos escriturário de um banco, George Easteman em 1888 iniciou nos EUA com sua família na cozinha de sua casa a poderosa Kodak. Hoje a Kodak, inventora da câmera portátil é a 144º maior empresa norte-americana com faturamento de U$12,8 bilhões por ano. Em um comunicado seco, a empresa anunciou que até o final do ano estará encerrando a produção de câmeras analógicas nos EUA, Canadá e Europa. Interessante, não? E sabe por que? Neste último natal a cada 10 câmeras vendidas nos Estados Unidos, 6 eram digitais. Uma empresa que decidiu não ficar para trás somente por uma tradição de ser pioneira. Acredito que mesmo sendo um exemplo comercial, podemos tirar muitas lições para nosso ministério. Pense bem, a inventora da câmera com filme, mudou para câmera digital porque percebeu que o mundo e a preferência das pessoas também mudaram, ela mudou também. O mesmo aconteceu com a IBM que na década de 50 abandonou as máquinas registradores e investiu nos computadores, muitos acharam na época uma loucura. Hoje o mundo todos conhece os resultados desta decisão.

Esta notícia nos mostra um fato muito natural, que muitos relutam em aceitar, quem deseja continuar falando as pessoas vai precisar estar constantemente se reciclando e atualizando.

Ou você muda e se atualiza, ou simplesmente vai ficar falando sozinho, ninguém vai parar para ouvir um pregador que se tornou “jornal de ontem”, ninguém mais lê!

Veja esta importante declaração do grande reformador protestante do século XVI, Martinho Lutero: fez:

"Se você prega o evangelho em todos os aspectos com a exceção dos assuntos que dizem respeito aos seus tempos - você não está pregando o evangelho."

Você precisa pregar de forma contemporânea, simplesmente porque estamos vivendo nesta era, estamos no século XXI, na era chamada pós-modernidade, fomos chamados por Deus para alcançar estas pessoas. Gente que está na era da internet, da comunicação via satélite, da fibra ótica, tempo que os adolescentes de 12 anos falam ao telefone celular, como nós quando crianças brincávamos no quintal das nossas casas conversando de forma bem natural. Este novo mundo altamente tecnológico que precisamos alcançar com a mensagem bíblica que não pode mudar, este é o grande motivo de uma pregação contemporânea.

Lamentavelmente existem pregadores na atualidade tentando pregar nas línguas originais do grego koinê do primeiro século da era cristã, para um povo que nem português fala direito, com linguagem teológica do século X, com liturgia e música do século XVI, com vestimentas do século XIX e tentando comunicar no século XXI, fica difícil não?

Autor: William Newton Bernardin


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!