O Princípio da Cruz


Is. 53:4-5 '4 Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as nossas dores; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. 5 Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

O castigo que nos trouxe a paz estavas sobre ele ( Jesus Cristo ). O que nos trouxe a paz?
R= O CASTIGO - Ele trocou sua paz por nosso castigo.

Is. 52:10 '10 O Senhor desnudou o seu santo braço à vista de todas as nações; e todos os confins da terra verão a salvação do nosso Deus.'

O Senhor desnudou o seu santo braço. Despiu-o da sua Glória , e a pôs, sobre nós, e tomou nosso castigo e pôs sobre Ele. (Is. 53:10 – todavia agradou ao Senhor moe-lo, fazendo-o enfermar (doença). Tendo em vista o princípio da cruz, nós podemos exclamar que somos mais que vencedores. Pois tribulação alguma, jamais pode ser comparada com a graça recebida por Jesus na cruz.

Pois foi por Ele Ter sido castigado, que nós temos paz. Qual seria o ambiente das nossas vidas, sem Jesus Ter sido castigado por nós ? – Com certeza não seria de paz , pois foi o castigo que nos trouxe a paz.

Paz no lugar de castigo.

Uma visão de maturidade que Jesus quer que tenhamos. Que é valorizar o que somos em Cristo, e o que temos alcançado, e o que vamos alcançar. Ao invés de ficar num canto chorando.

Quem quer alcançar uma maturidade espiritual. Tem que saber que o único caminho é se tornar servo (servir aos outros).

Mas há algo interessante em servir ou amar o próximo ; vamos ver a parábola do “Bom Samariatano” Lc. 10:25-37 '25 E eis que se levantou certo doutor da lei e, para o experimentar, disse: Mestre, que farei para herdar a vida eterna? 26 Perguntou-lhe Jesus: Que está escrito na lei? Como lês tu? 27 Respondeu-lhe ele: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo. 28 Tornou-lhe Jesus: Respondeste bem; faze isso, e viverás. 29 Ele, porém, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: E quem é o meu próximo? 30 Jesus, prosseguindo, disse: Um homem descia de Jerusalém a Jericó, e caiu nas mãos de salteadores, os quais o despojaram e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto. 31 Casualmente, descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e vendo-o, passou de largo. 32 De igual modo também um levita chegou àquele lugar, viu-o, e passou de largo. 33 Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou perto dele e, vendo-o, encheu-se de compaixão; 34 e aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando nelas azeite e vinho; e pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem e cuidou dele. 35 No dia seguinte tirou dois denários, deu-os ao hospedeiro e disse-lhe: Cuida dele; e tudo o que gastares a mais, eu to pagarei quando voltar. 36 Qual, pois, destes três te parece ter sido o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores? 37 Respondeu o doutor da lei: Aquele que usou de misericórdia para com ele. Disse-lhe, pois, Jesus: Vai, e faze tu o mesmo.'

- Amar o próximo ou servir (não é só ficar sorrindo , procurando ser amigável). Mas é Ter compromisso com a Justiça.

1º Ponto de destaque de um servo:

V.30 (30 Jesus, prosseguindo, disse: Um homem descia de Jerusalém a Jericó, e caiu nas mãos de salteadores, os quais o despojaram e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto.) O próximo tem que necessitar de ajuda.

Ex. ( Jesus não serviu os faríseus, porque eles se julgavam perfeitos).

Ex. ( Jesus disse : Eu vim para os doentes, os necessitam. ) . Pois os sãos não necessitam de médicos.

2º Ponto de destaque

V.33-34 '33 Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou perto dele e, vendo-o, encheu-se de compaixão; 34 e aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando nelas azeite e vinho; e pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem e cuidou dele.

- Você tem que sentir capacidade em ajudar ( tem que Ter confiança que pode ajuda-lo).

- Se renunciar por um menos favorecido ( servir).

É complicado tentar ajudar alguém que aparenta não precisar. Você não se sentirá capaz para ajudar.

3º Ponto de destaque.

- Só olha para traz , quem já está na frente (e pode se ver no flagelo de quem está lá atrás).

- Estar familiarizado com lutas , provações e renuncias, ajuda muito. V 34 (34 e aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando nelas azeite e vinho; e pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem e cuidou dele.) – O samaritano sabia cuidar das feridas. E conhecia os perigos do caminho.

2 Cor. 1:3-4 (3 Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus de toda a consolação,/4 que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, pela consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus.) Que aprendemos a consolar os outros com a mesma consolação que somos consolados por Deus. Jesus suportou a cruz por nós, porque precisávamos compreender o princípio da cruz, é sinal de maturidade.

E é o que o Senhor quer que aconteça conosco : que cresçamos . Até que todos cheguemos a unidade da fé, do pleno conhecimento do filho de Deus, a perfeita varonilidade, a medida da estatura da plenitude de Cristo. Ef. 4:13.

|  Autor: Valqueris Tentemplis Martins  |  Divulgação: estudosgospel.com.br |