O Espetáculo


“E toda a multidão que se ajuntara a este espetáculo” Lucas 23.48

Introdução: Um grande acontecimento foi o que ocorreu; sim, sem sombra de duvida foi o espetáculo; bem disse o servo de Deus São Lucas em suas palavras, e a multidão se ajuntou para ver, uns com alegria, por velô, outros muito surpreso, outros não entendiam o por que de tudo aquilo, e enquanto outros se lamentavam e choravam, também existia uns que ficavam vendo de longe sem se aproximar com receio, mas, no entanto, também não deixavam de ver aquele grande espetáculo. Agora eu pergunto: Que espetáculo foi este? Foi um espetáculo que ajuntou reis, principes e governadores, também ajuntou soldados a generais, também ajuntou a classe média da época e os pobres; sim todos vieram ao espetáculo; se ainda não conseguiu entender qual foi este espetáculo, acompanhe pela palavra de Deus (Bíblia Sagrada), e conheça para sua alegria e Salvação em Jesus Cristo o Filho de Deus.

UM ESPETÁCULO QUE UNIU REIS DORAVANTES SEPARADOS

“E no mesmo dia, Pilatos e Herodes entre si se fizeram amigos; pois dantes andavam em inimizade um com o outro” Lucas 23.12

A magnitude deste espetáculo, foi capaz de unir reis que estavam separados, pois, eles mesmos; os que teoricamente eram aptos para julgar entre o certo e o errado não souberam o que fazer ou que decisão tomar; e diante deste impa-se foi necessário se unirem para poderem julgar aquela que seria a maior de suas decisões, pois, estava diante deles o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. Agora eu pergunto: Como saberiam julgar o Santo? Ou ainda: Como saberiam julgar alguém que estava acima deles em autoridade? A verdade é que se uniram e mesmo assim não souberam, e a decisão mais sensata para um, foi dar ordem para que o réu fosse surrado e escarnecido (Lucas cap 23 v 12), e para o outro, foi pegar uma bacia de água e lavar a suas mãos dizendo ao povo “A decisão e de vocês estou inocente” (Mateus 27.24).

TROUXE FELICIDADE PARA ALGUNS

“E também os príncipes zombavam dele, dizendo: Aos outros salvou, salve-se a si mesmo, se este é o Cristo, o escolhido de Deus” Lucas 23.35

Os príncipes e sacerdotes que presidiam as sinagogas estavam plenamente satisfeitos, pois, aquele homem o qual eles estavam a três anos procurando de alguma forma destruí-lo, finalmente estava vencido. Mas, eu vos pergunto: Qual era a razão de tanto ódio? A razão foi a mesma que continua até os dias de hoje; a religiosidade sem o amor verdadeiro, e o viver de aparência julgando em seus corações que Deus o Pai será conivente com a aparência de piedade, quando na verdade somos pessoas invejosas, avarenta e mesquinhas; veja o que disse o Senhor Jesus a respeito deles:

- Eram hipócritas

“Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo honra-me com os lábios, Mas o seu coração está longe de mim;” (Marcos cap 7 v 6)

- Preferiam condenar que perdoar

“Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra esta mulher” (João cap 8 v 7)

- Não se alegravam ao velo curar no dia de Sábado, pois, quebrava a religiosidade deles
“E, estava ali um homem que tinha uma das mãos mirrada; e eles, para o acusarem, o interrogaram, dizendo: É lícito curar nos sábados?” (Mateus cap 12 v 10)

E disse o Senhor Jesus:
“E ele lhes disse: Qual dentre vós será o homem que tendo uma ovelha, se num sábado ela cair numa cova, não lançará mão dela, e a levantará? Pois, quanto mais vale um homem do que uma ovelha? É, por conseqüência, lícito fazer bem nos sábados. Então disse àquele homem: Estende a tua mão. E ele a estendeu, e ficou sã como a outra.E os fariseus, tendo saído, formaram conselho contra ele, para o matarem” (Mateus cap 12 v 11-14).

Sim, para os príncipes e principais sacerdotes este era um momento de muita alegria, e tudo que estava acontecendo com o Senhor Jesus era para eles um espetáculo muito prazeroso de se ver, sem contar no fato de poder zombar e dizer:

“Aos outros salvou, salve-se a si mesmo, se este é o Cristo, o escolhido de Deus” (Lucas cap 23 v 35).

ALGUNS NÃO ENTENDIAM

Entre os espectadores, um grupo seleto que não podia entender e aceitar o que estava acontecendo, pois, estes haviam deixado tudo para seguirem o Senhor Jesus “Eis que nós deixamos tudo e te seguimos” (Lucas 18 v 28). E agora que direção tomar? Pois, o Mestre estava sendo chicoteado, blasfemado e condenado a morte como um malfeitor, tendo que carregar uma cruz nas principais ruas de Jerusalém, este que tempos atrás foi aclamado pelo povo, agora era xingado de bandido, mentiroso, de falso cristo e tantas injurias; como entender? Como aceitar? Sim, eu penso que uma expectativa pairava no ar, e que os discípulos desejavam que Deus envia-se seus santos anjos para livrá-lo daquela cruz, e da sentença de morte, mas, isto não aconteceu, e a sentença de morte contra o rei Jesus foi validada, sim ele morreu por causa de meus e teus pecados, pois, diz as Escrituras Sagradas: “Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados” (Isaias cap 53).

OUTROS SE LAMENTAVAM E CHORAVAM

“E seguia-o grande multidão de povo e de mulheres, as quais batiam nos peitos, e o lamentavam” Lucas 23.27

Lamentações e choro eram o que muitos faziam; tenta imaginar os muitos que outrora enfermos e agora curados, vendo aquele que os curou sofrendo injustamente, ou aqueles que foram por ele acolhidos com amor e respeito, e por Ele foram chamados de irmãos, irmãs e mães; quando disse: “Todo aquele que faz a vontade de meu Pai se constitui meu irmão, irmã e mãe” (Mateus cap 12 v 50), sim; como não se lamentar em ver o seu Mestre amoroso e gentil, sofrendo sem merecer! Mas, para estes que se lamentava por seu sofrimento e agonia, após apanhar dos soldados e carregar a cruz que não era Dele, Ele disse: “Não choreis por mim, chorai antes, por vós mesmos e por fossos filhos” (Lucas cap 23 v 28). Meus queridos, o Senhor Jesus chama a nossa atenção nesta passagem, pois, o que adianta se entristecer por ver a agonia do Senhor, e não olhar para minha vida, e enxergar que meus caminhos não estão perfeitamente de acordo com a palavra de Deus! Sim, meus dias estão se findando e em breve me apresentarei diante do Deus todo poderoso Pai de nosso Senhor Jesus Cristo; como então me apresentarei a Ele? Cristo está dizendo: Se lamente pela sua situação; clame a mim! Creia no meu sacrifício por você e pela humanidade inteira; arrependa-se dos seus pecados para que venha em sua vida o tempo de refrigério veja: “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor” (Atos cap 3 v 19)

A AGONIA INTENSIFICOU-SE, E ELE CLAMOU

“E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” Mateus 27.46

Enquanto era dado até as condenados o direito de olharem para Ele, ou melhor, de verem o espetáculo, o Senhor Jesus em sua agonia não conseguia ver Deus o Pai, e nem perceber seu clamor sendo ouvido. Mas, por que Deus o Pai não lhe atendeu? Porque o Senhor Jesus horas antes na vigília da noite, rogou ao Pai e dizendo: “Pai passa de mim este cálice, todavia, não faça a minha vontade, mas a sua” (Lucas 22 v 42), e a vontade de Deus estava sendo cumprida naquele instante, pois, ali estava o “Cordeiro vindo de Deus para tirar com seu sangue vertido o pecado do mundo” (João cap 1 v 29). Deus não havia desamparado seu Filho, não, Ele estava reconciliando com sigo os filhos que Ele havia perdido através da morte do Senhor Jesus veja: “Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo” (2 Coríntios cap 5 v 19).

O ESPETÁCULO TEVE SEU FINAL

“E, clamando Jesus com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isto, expirou” Lucas 23.46

Para todos os espectadores o e espetáculo finalmente chegara ao seu final, sim; que alegria para todos aqueles que desejaram sua morte, e que triste lembrança para os que o amava, todavia, em vida o Senhor Jesus deixou aos seus discípulos uma promessa “Eu serei entregue aos homens, serei cuspido, serei escarnecido e morto, mas, ao TERCEIRO DIA EU RESSUCITAREI” (Lucas cap 9 v 22 ; Marcos cap 10 v 34). Para os espectadores havia acabado ali, o fim chegou, mas não para o Senhor Jesus, pois, Ele foi ao inferno venceu a morte e tomou a sua chave; a partir dali o Senhor Jesus tornou-se Senhor de todas as coisas “Eu foi morto, mas estou vivo, e tenho a chave da morte e do inferno” (Apocalipse cap 1 v 18), disse o Apostolo Paulo “Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas” (Efésios cap 4 v 10). Deus o Pai exaltou o seu Filho Jesus Cristo, o fazendo Senhor de todas as coisas veja:

“Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome;Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai” Filipenses 2.9-11

Após a sua Ressurreição Ele ao aparecer aos seus discípulos e disse: “É me dado todo poder nos céus e na terra” (Mateus cap 28 v 18), para surpresas de seus inimigos visíveis e invisíveis (no caso invisível os demônios), o Mestre estava vivo, e num período de quarenta dias foi visto por muitas testemunhas com muitas e infalíveis provas (Atos cap 1 v 3), até o momento que foi recebido no céus em sua GLORIA E MAJESTADE, sim; o Salmista viu esta visão a centenas de anos atrás quando disse:

“Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos, ó entradas eternas, e entrará o Rei da Glória. Quem é este Rei da Glória? O SENHOR forte e poderoso, o SENHOR poderoso na guerra. Levantai, ó portas, as vossas cabeças, levantai-vos, ó entradas eternas, e entrará o Rei da Glória. Quem é este Rei da Glória? O SENHOR dos Exércitos, ele é o Rei da Glória” Salmos 24.7-10

O Rei entrou no céus, após, vencer o pecado, o inferno e a morte e sujeitou todas as coisas debaixo de seus pés. Se você tem duvida de quem é este Rei da Gloria o seu nome é JESUS O FILHO DE DEUS.

Comentário final: Meus amados, eu poderia fazer agora muitas conclusões, mas quero deixar que o Santo Espírito te ajude a concluir este texto.

Autor: Ev. Eli Hudson
Via: www.estudosgospel.com.br

Ev. Eli Hudson
Ev. Eli Hudson é casado pai de três filhos; tem exercido o Ministério Pastoral na Igreja Assembléia de Deus M. Perus; foi o pioneiro na fundação do trabalho no Bairro do Pretória (Bairro carente na periferia da cidade), Franco da Rocha - SP pela Igreja que responde, seu exercício no ministério é marcado pela pregação e ensino isto; nas Igrejas, nas Rádios, nas Praças, nos Presídios e atualmente na Radio Nova Estação (comunitária), na freqüência 87,5 FM das 15:00 as 16:00 horas ou por meio do Site: www.radioestacaofm.com.br
Também, está envolvidos em projetos Sociaias na Entidade Filantropica Azarias Ceifa o qual exerce a função de conselheiro Fiscal.

 
E-mail: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.