Estudo Bíblico O Clamor do Desesperado


Salmos 130:1-6
"Das profundezas a ti clamo, ó Senhor! Senhor, escuta a minha voz! Sejam os teus ouvidos atentos à voz das minhas súplicas. Se tu, Senhor, observares as iniqüidades, Senhor, quem subsistirá? Mas contigo está o perdão, para que sejas temido Aguardo o Senhor; a minha alma o aguarda, e espero na sua palavra. A minha alma anseia pelo Senhor mais do que os guardas pelo romper da manhã; sim, mais do que aqueles que esperam pela manhã."
 
O salmista Davi quando escreveu este salmo, estava passando por uma grande aflição. Não que o mesmo não era merecedor, pois estava passando pela vara corretiva de Deus. As coisas iam de mal a pior em todos aspectos da sua vida, parecia que Deus o havia abandonado, não somente com sua família mais o seu reino estava um caos. Ele enfrentou quantidades massacrantes de aflições, enfermidades, tragédia atrás de tragédia, um reinado tumultuado. Os problemas eram tão grandes, que ele não acreditava que iria sobreviver. E clamou: "Livra-me, ó Deus, pois as águas entraram até a minha alma. Atolei-me em profundo lamaçal, onde se não pode estar em pé; entrei na profundeza das águas, onde a corrente me leva" (Salmos 69:1-2).
 
Para o cristão não a nada mais terrível do que se sentir abandonado por Deus. Jesus sentiu este drama quando estava na cruz e disse: "Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Mateus 27:46" Davi se viu da mesma maneira e no Salmo 22:1 ele sentiu as dores do desamparo "Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Por que te alongas das palavras do meu bramido e não me auxilias? Mesmo sabendo, pois é uma afirmativa que Deus não desampara ninguém. Davi acreditava que Deus o havia abandonado por causa do pecado - o que era um pensamento insuportável. Suplica ao Senhor: "Não me leve a corrente das águas e não me sorva o abismo, nem o poço cerre a sua boca sobre mim" (Salmos 69:15). Ele estava dizendo, "Ó Senhor, por favor não permita que eu desça tão fundo a ponto de lá não poder mais sair!"
 
À medida que todas estas ansiedades caíam sobre Davi, seu coração se enchia do temor de Deus. Ele confessa: "Lembrava-me de Deus... e o meu espírito desfalecia..." (77:3). Esta é uma declaração embaraçosa. Por que deveria Davi estar tão preocupado, se todas as lembranças das obras de Deus em sua vida lhe haviam dado alegria e felicidade? O que poderia, agora, lhe preocupar?
 
Davi estava angustiado porque todos seus pensamentos estavam concentrados em como Deus iria tratar seu pecado. Ele sentia a vara do Senhor sobre a carne, as flechas da verdade penetrando na alma com ferocidade: Davi estava em falta com Deus, e Deus estava cobrando um perfeito arrependimento de seu servo.
 

Os desesperados de nosso dias

Nos dias de hoje existem inúmeras pessoas que estão na situação de Davi, ou quem sabe muito pior. O sofrimento físico é algo que podemos suportar, pois a medicina tem uma solução mesmo que seja paliativa. Vamos ao médico o mesmo avia uma receita, mesmo que seja um remédio amargo, mas a dor se vai. A angustia da alma? Somente Jesus pode curar. Tem muitas pessoas que amam a Deus freqüentam as igrejas, tem paz dentro de suas casas, vivem em paz com a família, no emprego, tudo vai bem, mas sua alma é um vazio só. Escutam milhares de sermões de justiça, por ano lêem diariamente a Bíblia, e passam horas em oração. Porém têm pecado contra as bênçãos de Deus. Como? Porque têm um pecado que os assedia e que nunca foi tratado.

O tratamento do pecado

Com o passar do tempo, o pecado lhes corta a comunhão com Jesus. E agora o Espírito Santo está apontando seu hábito, trazendo-o à tona diante deles. E está avisando: "Basta! Este pecado tem que sair. Não aceitarei que permaneças nele. A partir de agora te darei um prazo-limite. Estou te expondo o teu pecado - mas logo poderá ser exposto ao mundo!" Quando estes cristãos entram na Casa do Senhor, eles não conseguem sequer levantar o rosto. E choram como Davi chorava: "Meus pecados são tão numerosos que não podem ser contados! A iniqüidade se apoderou tanto de mim, que não consigo levantar meu rosto aos céus!" É preciso que você acorde para a situação! Você caiu num buraco negro, cheio de atitudes ímpias. E a situação não desaparecerá sozinha. Se você não agir, ela irá se agravar até que um de vocês finalmente mate o casamento, ou até sua própria vida. Desperte agora Há pecado no seu casamento, ou na sua vida! Recorra ao medico dos médicos - Jesus, e tua vida vai mudar.

| Autor: Pastor Jandiro A Silva | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!