O Altar de Acaz


Acaz, com 20 anos de idade, sucedeu Jotão, que fora um rei exemplar para todo o povo. Se observarmos que Jotão reinou durante 16 anos, concluímos que Acaz teve bons exemplos durante sua infância e juventude. Porém, vemos que ao assumuir a direção do reino, Acaz praticou cosas terríveis, afastando-se de Deus e, na qualidade de líder, exerceu a mesma má nfluência sobre a nação.

Neste texto, abordaremos os principais erros cometidos por este monarca, e procuraremos fazer um paralelo com os dias hodiernos da igreja. E deste modo, cremos, poderemos evitar cometer os mesmos erros.

Encontramos o primeiro erro em II Reis 16:2-3, onde lemos que ele não fez que era reto perante o Senhor como o fez Davi. Antes, andou nos caminhos dos reis de Israel. Não adianta nos iludirmos, sempre estamos querendo imitar alguém, sempre queremos fazer como alguém faz... Por isso o apóstolo Paulo nos exorta a sermos imitadores de Deus (EF 5:1). E a esta altura, é necessário que nos perguntemos: _Quais pessoas têm sido nosso referencial? Quem e o que tem sido nosso modelo??

O segundo erro de Acaz foi que quando se sentiu ameaçado pela Síria e por Israel, enviou mensageiros ao rei da Assíria para pedir ajuda, mas a narrativa bíblica aponta o fato de que para obter esta ajuda, Acaz tomou os bens preciosos da Casa de Deus, e da casa do rei e os enviou ao rei assírio.

OS RISCOS DE QUANDO SAQUEAMOS A CASA DE DEUS

Normalmente, ouro tipifica santidade e prata tipifica justiça... Acaz cometeu um grande erro quando, em troca de proteção, tirou o ouro e a prata da casa de Deus e de sua casa. Acaz tirou a santidade e a justiça do templo!

Quando permitimos que a Casa de Deus, nossa casa, nossa vida,... seja saqueada de valores espirituais essenciais à sobrevivência espiritual da Igreja, estamos, com certeza, à beira de um grande abismo espiritual e moral, cujo resultado será a apostasia e o culto pagão (II Reis 16:7-8).

E nossa congregação? Temos permitido que sejam retirados nossos valores espirituais por motivos aparentemente justos e necessários?? Isto constitui-se num erro grave e gerador de conseqüências desastrosas... O socorro da Igreja permanece sendo o Senhor! Foi com esta confiança inabalável que muitos tornaram-se verdadeiros herdeiros do galardão eterno. Os relatos das Escrituras sempre nos mostram o Senhor reprovando as alianças em busca de proteção, feitas com quem quer que seja...

Aproveitemos este momento (não para discutirmos se Deus aprova ou não), para abordarmos a questão das alianças requeridas pela política secular, onde diversos líderes cristãos têm se engajado; é recomendável que o façam à luz de II Cor 11:1-3, mais especificamente com base no verso 3. Se for necessária a remoção de bens espirituais, tais como a santidade e a justiça, o amor e a verdade; CUIDADO! Isto irá nos apartar da simplicidade e pureza devidas ao Senhor Jesus Cristo.

UMA PAUSA PARA FALAR DE ALTARES...

Altares sempre fizeram parte da existência humana... Os significados dos altares são profudos: Seu significado literal é "lugar de matança, lugar de sacrifício"...

Mas podemos interpretar o altar como o lugar onde ofertas e sacrifícios serão apresentados a Deus. Constitui-se no "local de encontro" entre Criador e criatura, entre Deus e o adorador! Porém, é necessário lembrar que os cultos idólatras e pagãos também possuem os seus altares...

E agora podemos discutir o terceiro erro de Acaz e seus desdobramentos na vida de todo o reino.

Conforme a aliança com Acaz, o rei assírio subiu contra Damasco, capital da Síria, e prevaleceu contra ela, e com a reação natural dos "vencedores", Acaz foi encontrá-lo naquela cidade, e lá chegando, viu um altar pagão, usado para sacrifícios a ídolos e deuses pagãos... O líder de Judá, povo escolhido de Deus, lança mão da planta e do modelo daquele altar e o envia ao sacerdote Urias, o guardião das verdades reveladas por Deus.

Urias, o sacerdote, colocado em tal função por um chamado divino, lastimavelmente não se posiciona ao lado da verdade. A Casa de Deus continuou a ser saqueada!

Por ordem e orientação de Acaz, o sacerdote edifica um altar conforme o modelo pagão...

Surge aqui a necessidade de avaliarmos algumas novidades que vêm sendo introduzidas na Casa de Deus.     De onde tem surgido os modelos de "alguns altares" que estão sendo edificados em nossa "Judá"? Não podemos ter a complacência de Urias, pois, a contemporização daquele líder espiritual resultou na ruína da nação.

Uma vez que o altar do pecado esteja dentro da Casa de Deus (a igreja), o povo irá ficar desenfreado. Compare com o ocorrido no deserto nos dias de Moisés. (Exo 32:25).

Deus abomina cultos realizados diante do altar de "Baal"! Ainda que se apregoe que é para o Senhor.

Quando Acaz voltou de Damasco, viu o altar... representava novidade, era diferente daquele que até então fora usado para o culto ao Deus Verdadeiro. Acaz chegou-se ao altar (talvez o "seu" altar...) e nele sacrificou. Naquele altar o rei ofereceu suas ofertas , prestou nele o seu culto... É importante dizer que estaremos às raias da apostasia se admitirmos que Deus, o único e verdadeiro Deus, recebeu aquele culto... Este foi o quarto erro de Acaz, crer que o homem pode prestar um culto verdadeiro a Deus fora do modelo do Espírito!

A esta altura deveríamos nos perguntar pelo verdadeiro altar da Casa de Deus. O altar que representa a genuina presença de Deus no meio de seu povo... Isto nos levará ao quinto erro de Acaz:

Acaz mandou tirar o altar que estava perante o Senhor, de diante da Casa do Senhor e o pôs ao lado do "seu" altar, também deu ordens para que os cultos fossem feitos sobre o "seu" altar.

E não parou por aí!

Uma vez removidos o ouro e a prata da Casa de Deus, não haverá limites para o pecado! Disse Acaz: _O altar de bronze ficará para minha deliberação posterior. (II Reis 16:15). Vemos aqui o homem decidindo a maneira de cultuar a Deus, e decidindo à sua maneira, e decidindo errado!

O que vemos a seguir é o sacerdote se rendendo às instruções "loucas" do rei; o rei cortando as partes do altar do Senhor segundo o seu desejo pecaminoso, e continuando a retirar os bens da Casa de Deus.

AS CONSEQÜÊNCIAS E A CAUSA PRINCIPAL DESTES ERROS

A mesma narrativa, porém em II Cron 28:19-25, afirma-nos que por causa de Acaz ter permitido o povo de Deus cair em dissolução, toda a nação foi humilhada diante de seus inimigos. Sendo que o verso 21 diz o porquê: Acaz tirou os bens da Casa de Deus, da casa do rei e da casa dos príncipes... removeu os verdadeiros valores espirituais, tais como santidade e justiça (o amor pela verdade), e a partir daí, veio a substituir o altar segundo o modelo dado por Deus. Substituiu a maneira e o local de se encontrar com Deus.

REENCONTRANDO O VERDADEIRO ALTAR!

Jesus Cristo é o nosso altar, Ele é o local e o modo de nos encontrarmos com Deus, Nele temos o modelo perfeito de culto a Deus. A Pessoa de Jesus Cristo jamais pode ser retirada de nossos cultos e nada deve ser colocado ao seu lado, ainda que seja dentro da Casa de Deus.

O apóstolo Paulo deu a seguinte instrução para Timóteo: "Entretanto o firme fundamento de Deus permanece, tendo este selo: O Senhor conhece os que lhe pertencem. E mais: Aparte-se da injustiça todo aquele que professa o nome do Senhor." (II Tim 2:19).

O culto segundo o modelo do Espírito é um culto que glorifica, em espírito e em verdade, o Nome e a Pessoa do Senhor Jesus Cristo!

O culto segundo o modelo do Espírito é um culto que leva o povo a adorar e também a servir a Deus, praticando a justiça, a misericórdia e a fé (coisas essenciais para quem busca o reino de Deus em primeiro lugar).

Autor: Edson de Lima


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!