Não Troco o Meu Tesouro Por Nada!


Texto: Mateus 6.19: "Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam.".

INTRODUÇÃO:

Todas as pessoas possuem algum tipo de tesouro. O tesouro de cada um é formado por aquilo a que damos mais valor. Por exemplo: para alguns, o tesouro é o emprego; para outros, o tesouro é o filho, esposa, etc. Também há pessoas que atribuem mais preferência por objetos caros, como imóveis, carros de luxo, etc. Para comerciantes e empresários, o tesouro é a empresa de onde tiram suas riquezas.

Não há nada de errado em valorizar alguns tesouros terrenos. Mas, precisamos estar atentos para o tesouro indestrutível, que o ladrão não rouba, a traça não corrói, e a ferrugem não consome.

Esse tesouro é tão importante, que as hostes celestiais estão em guerra permanente para impedir que o adversário consiga roubá-lo dos escolhidos de Deus.

1. O crente sincero, possui um tesouro no céu (e também na terra).

Veja o que o Sr. Jesus promete em Mateus 19.29: "E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou terras, por amor do meu nome, receberá cem vezes tanto e herdará a vida eterna.". Note que o tesouro no céu não extingue os benefícios na terra.

O detalhe que muita gente ignora, é que a promessa do tesouro é restrita aos crentes FIÉIS. Jesus não se compromete com crente meia-sola. O compromisso é com o crente fiel.

O texto que antecede essa promessa, revela muitas lições para nós:

Mateus 19.25: "Os seus discípulos, ouvindo isso, admiraram-se muito, dizendo: Quem poderá, pois, salvar-se?"

Notamos que os discípulos, mesmo estando com a confiança de quem participa diretamente do ministério de Jesus, demonstram preocupação com a própria salvação.

A sequência do diálogo mostra pelo menos duas informações fundamentais para a garantia do tesouro:

Mateus 19.26: "E Jesus, olhando para eles, disse-lhes: Aos homens é isso impossível, mas a Deus tudo é possível.".

Eu aprendo com Jesus que a salvação pode ser tremendamente difícil para alguns crentes (aqueles que querem salvar-se). Mas tembém pode ser tremendamente fácil para muitos pecadores (aqueles que querem deixar Deus salvá-los).

A confirmação desse entendimento está nos dois versículos seguintes, quando os discípulos insistiram:

Mateus 19.27-28: "Então, Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Eis que nós deixamos tudo e te seguimos; que receberemos? E Jesus disse-lhes: Em verdade vos digo que vós, que me seguistes, quando, na regeneração, o Filho do Homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel.".

Verdadeiramente, quem segue a Jesus é portador da promessa!!!

2. Quem tem tesouro precisa estar atento com ele.

O assunto é tão importante, que o apóstolo João profetiza em Apocalipse 22.11-12: "Quem é injusto faça injustiça ainda; e quem está sujo suje-se ainda; e quem é justo faça justiça ainda; e quem é santo seja santificado ainda. E eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo para dar a cada um segundo a sua obra.".

Quanto algum mau-elemento descobre alguém que possui um tesouro, desperta sua cobiça e prepara toda sorte de estratégias para roubar aquele tesouro.

De início, o mau-elemento vai tentar usar de sutilezas, entupindo os ouvidos do outro com ideias depreciativas (tentando fazer a pessoa desvalorizar seu próprio tesouro para comprar barato). Veja o que diz Provérbios 20.14: "Nada vale, nada vale, dirá o comprador, mas, indo-se, então, se gabará.".

Não conseguindo comprar por valor irrisório, o mau-elemento passa a tentar induzir a pessoa a perder o direito de receber o tesouro.

Por fim, ele passa às estratégias mais violentas como roubar e matar (João 10.10).

É interessante ver como as pessoas lutam com tanta dedicação para defender seus tesouros terrenos ao mesmo tempo que negligenciam pelo tesouro mais precioso (a garantia da vida eterna).

- Tem gente que vive tão distraída em relação ao seu tesouro, que nem percebe que ele está se perdendo diante de seus próprios olhos.
- A boa notícia está na parte final de Mateus 19.26 (mas a Deus tudo é possível).
- Se estão tentando te convencer que teu tesouro não vale nada, saiba que tudo que deus te dá é bom.
- Se estão tentando de induzir ao erro, saiba que até jesus passou por isso, mas resistiu e venceu (Mateus 4.3-10).

3. Quando não consegue roubar, o ladrão tenta trocar teu tesouro por algo de menor valor.

Esse é o ataque mais perigoso e também o de maior frequência. A fórmula é a mesma. O ladrão envia seus mensageiros para convencer ao dono do tesouro que tem algo melhor.

Veja que foi isso que ele fêz com Jesus em Mateus 4.9, quando diz: "Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares.". O que estava em jogo ali era o tesouro de Jesus. Sorte nossa que Jesus, resistiu à proposta.

O antídoto para esse tipo de ataque está em 1 Coríntios 15.33: "Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes.". Quem consegue imaginar Jesus em uma rodinha de "amigos", comentando como foi o culto, ou falando mal do pastor.".

É assim que muitos crentes acabam se desviando da igreja e, pouco a pouco, se afastam também da posse de seu maior tesouro.

Num dia qualquer, a pessoa se vê participando de um encontro de crentes que não estão fazendo nada de útil. Logo começam a comentar sobre alguma notícia que ouviram. Ninguém tem como confirmar a notícia, mas parece que é verdade.

Aos poucos, o coração de alguns vai esfriando e o desejo ardente de anunciar ao mundo que Jesus salva o pecador vai sendo substituído por uma espécie de amargura na alma.

Quando se dá conta, é mais um ex-crente corrompido pelas más conversações.
- O crente com seus bons costumes corrompidos, tende a sofrer recaída na prática do pecado.
- O crente contaminado pelo pecado é atacado pela sensação de culpa e pela vergonha.
- A vergonha vai impedi-lo de voltar ao caminho.

Pronto, lá se foi mais um tesouro, roubado pelos inimigo.

CONCLUSÃO:
Lutar para defender nossos tesouros terrenos, é obrigação nossa.

Mas o tesouro nos céus só pode ser defendido pelo próprio Deus, e a única coisa que podemos fazer nesse sentido é apresentar-mo-nos diante de Deus da mesma forma que os discípulos, em Mateus 19.27: "Então, Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Eis que nós deixamos tudo e te seguimos; que receberemos?".

Para os seguidores FIÉIS, vem a resposta de Jesus, em Mateus 19.28: "Em verdade vos digo que vós, que me seguistes, quando, na regeneração, o Filho do Homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel.".

Eu não troco meu tesouro por nada desse mundo, nem de mundo algum!
Além do mais, todo tesouro que eu tenho na terra, eu ponho nas mãos de deus.

Se Deus foi capaz de restituir em dobro, tudo que Jó tinha perdido, também será poderoso para garantir meu tesouro.

| Autor: Pr. Carlos Ribeiro | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!