Libertando-se da Maldição Financeira


Malaquias 3:11 “E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos”.

A essa altura não se tem mais o que esconder, a maldição vem quando a pessoa toca no que não lhe pertence. O diabo nem sempre foi diabo, mas antes era um Querubim do Senhor, se tornou diabo porque quis para si a posição que é de Deus. Adão perdeu as condições perfeitas de se viver por que quis para si o que era de Deus. Até Davi, que era segundo o coração de Deus, pecou e teve perdas em sua vida e em sua família quando quis para si não o que era de Deus, mas o que era do seu próximo, mais precisamente a esposa.

Bom, o caso é que se apoderar do que não lhe pertence, caracteriza um roubo. O profeta Malaquias, aliás Malaquias significa “mensageiro de Yavé”, esse mensageiro foi usado pelo Senhor para explicar para o povo o porquê das coisas estarem indo mal nos dias deles, o porquê da miséria dominar suas vidas. Tudo o que conseguiam estava simplesmente desaparecendo de suas mãos. Essa é a situação deles, vejamos.

Ageu 1:6 “Semeais muito, e recolheis pouco; comeis, porém não vos fartais; bebeis, porém não vos saciais; vesti-vos, porém ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o num saco furado”.

Coincidência? Ou essa é a situação de muitas pessoas nos dias de hoje? Já na época de Malaquias e Ageu, que são profetas que surgiram depois do exílio, naquele tempo a situação já era tão parecida com a de hoje. As pessoas semeiam muito, mas colhem pouco; comem, mas não se fartam; bebem, mas não se saciam; se vestem, mas não se aquecem e o salário simplesmente desaparece. A pessoa não sabe onde foi parar o dinheiro, parece que simplesmente foi devorado.

Por que será que a casa deles está se destruindo? Quem estará roubando sua prosperidade? Pode parecer estranho, mas são eles mesmos. Eles pegavam seu dinheiro, sua colheita e faziam aquilo que parecia ser o mais natural, levavam tudo para casa e acabavam desprezando a casa do Senhor.

Ageu 1:8 “Subi ao monte, e trazei madeira, e edificai a casa; e dela me agradarei, e serei glorificado, diz o SENHOR”.

Deus já está dando a solução para o povo dizendo: “Edifiquem a minha casa! E então eu me agradarei, e serei glorificado”. O problema é que as pessoas gastam muito dinheiro em sua própria casa, mas, não têm coragem e nem fé para investirem na casa do Senhor. Já naquela época as pessoas pegavam seu salário, seus rendimentos, suas fazendas e investiam tudo em si mesmo.

Por exemplo: Alguém compra uma TV LCD em 24, 36 vezes, e paga uma parcela alta, mas não tem amor, nem coragem e nem fé o suficiente para fazer o mesmo pela obra do Senhor. Mas se ela não faz também pelo Senhor, ela está fechando o céu sobre si mesmo e logo a pessoa, sem a bênção do Senhor, estará endividada. Então entrará no ciclo de derrota financeira, por causa da maldição do devorador, que devora tudo o que a pessoa conquista por causa da infidelidade com o Senhor.

Quando essa pessoa descobre o que está acontecendo ela diz: “O que? Eu estou roubando a Deus? Imagina! O Dinheiro é meu, sou eu quem trabalho!” Mas para isso o profeta Malaquias, o Mensageiro de Yavéh, diz na profecia:

Malaquias 3:8-9 “Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação”.

Em que alguém rouba a Deus? Nos dízimos e nas ofertas, observe que não é só no Dízimo que alguém rouba a Deus, mas também nas ofertas alçadas.

E isso vai trazer para a vida da pessoa uma maldição em sua vida financeira, que é o que lemos em Ageu.

Ageu 1:9-11 “Esperastes o muito, mas eis que veio a ser pouco; e esse pouco, quando o trouxestes para casa, eu dissipei com um sopro. Por que causa? disse o SENHOR dos Exércitos. Por causa da minha casa, que está deserta, enquanto cada um de vós corre à sua própria casa. Por isso retém os céus sobre vós o orvalho, e a terra detém os seus frutos. E mandei vir a seca sobre a terra, e sobre os montes, e sobre o trigo, e sobre o mosto, e sobre o azeite, e sobre o que a terra produz; como também sobre os homens, e sobre o gado, e sobre todo o trabalho das mãos”.

A pessoa se apodera do que pertence a Deus, e sem que ela perceba entra um devorador em sua vida, e começa a acabar com os seus frutos. Deus assopra o seu dinheiro e não sobra nada, o céu retém o orvalho, e as arvores não frutificam, nem trigo, nem mosto e nem azeite. O trigo representa o pão, o mosto é o vinho e o azeite é a unção. A pessoa infiel, que rouba o Senhor, faz isso por que não conhece a Palavra ou porque não tem temor do Senhor. O pão, o vinho e o azeite te lembram alguma coisa? A santa ceia, onde comemos o Pão e tomamos o vinho do Senhor e recebemos a unção do Espírito para prosseguirmos. Mas de acordo com a profecia de Ageu, sem a fidelidade do povo não haverá pão, vinho e azeite! Mas sabe por que Deus não deixa faltar o Pão o vinho e nem a unção dele?

Malaquias 3:6 “Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos”.

Na verdade a maldição existe, mas lembre-se, Deus tem uma vontade e o diabo também tem uma vontade, mas quem faz a vontade de um ou de outro somos nós. Deus te deixa escolher entre a bênção e a maldição. Aliás, Deus quer que você escolha a bênção. Você quer a bênção? Claro que quer, não é? Mas só tem um jeito de se libertar da maldição financeira: parando de roubar o Senhor.

Malaquias 3:9-11 “Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação. Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes. E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos”.

A única maneira de se repreender o devorador e ter os céus abertos é sendo fiel ao Senhor. Mas não se engane, não é apenas o dízimo, mas também as ofertas alçadas!

Deus garante que por causa disso Ele repreenderá o devorador, você vai frutificar e nunca mais a sua vida será estéril. Deus vai trazer condições de você viver e ser abençoado!

Malaquias 3:18 “Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve”.

Se você hoje tomar a decisão de se libertar da maldição financeira sendo fiel a Deus, tome posse da tua vitòria, porque você vai viver a diferença em sua vida em nome de Jesus, e nunca mais será envergonhado.

Joel 2:22-27 “E vós, filhos de Sião, regozijai-vos e alegrai-vos no SENHOR vosso Deus, porque ele vos dará em justa medida a chuva temporã; fará descer a chuva no primeiro mês, a temporã e a serôdia. E as eiras se encherão de trigo, e os lagares transbordarão de mosto e de azeite. E restituir-vos-ei os anos que comeu o gafanhoto, a locusta, e o pulgão e a lagarta, o meu grande exército que enviei contra vós. E comereis abundantemente e vos fartareis, e louvareis o nome do SENHOR vosso Deus, que procedeu para convosco maravilhosamente; e o meu povo nunca mais será envergonhado. E vós sabereis que eu estou no meio de Israel, e que eu sou o SENHOR vosso Deus, e que não há outro; e o meu povo nunca mais será envergonhado”.

Tome hoje a decisão de ser fiel, faça votos ao Senhor e com toda certeza acabará a vergonha sobre a tua vida. Deus dará um tempo novo para você em nome de Jesus

Autor: Pr. Bruno Domingues