Graça e Fé em Jericó


Efésios 2:8 contém o resumo mais completo do plano de salvação encontrado na Bíblia. "Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus." Há duas palavras chaves aqui: graça e fé.

A graça inclui tudo o que Deus tem feito pela nossa salvação. Inclui o sangue de Jesus (Efésios 1:7), a revelação do evangelho (Efésios 3:8), o amor de Cristo (Efésios 3:19) e seu sacrifício na cruz (Efésios 5:25). A graça é tudo o que Deus tem feito para nos salvar.

A fé inclui tudo o que o homem faz em resposta ao evangelho. É por isto que Jesus considerava a crença como uma obra (João 6:29). Nossa fé é muito menos significativa do que a graça sem limite de Deus, mas ainda assim é essencial à nossa salvação. Ela inclui nossa confissão de que Jesus é Senhor (Romanos 10:9-10), arrependimento de nossos pecados (Lucas 13:3,5), batismo para a remissão de pecados (Atos 2:38; 22:16) e a contínua fidelidade a Deus (Hebreus 12:1-2).

A conquista de Jericó nos oferece uma ilustração clara de graça e fé em ação. Deus "entregou" a cidade de Jericó aos israelitas (Josué 6:2,16). Isto era graça. Ele deu ao povo instruções específicas para que marchasse em volta da cidade 13 vezes, e para que gritasse quando os sacerdotes tocassem as trombetas. O povo então teria que avançar e "tomar" a cidade (Josué 6:20). Isso era fé.

Depois de tomarem posse de Jericó, não havia dúvida de que fosse um dom gratuito de Deus. Deus fez muito mais do que os israelitas fizeram. Mas se eles tivessem se recusado a marchar ou a tocar as trombetas ou a gritar, os muros não teriam caído. Não há dúvida de que a salvação seja um dom não merecido de Deus. Mas se nos recusarmos a confessar, a arrepender-nos e a sermos batizados, não entraremos na cidade eterna prometida.

|  Autor: Dennis Allan  |  Divulgação: estudosgospel.Com.BR |