É Preciso Renascer


A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o Reino de Deus. Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo. João 3:3,7.

O Novo Nascimento não é uma mera mudança exterior, não é uma simples mudança de vida, nem esforçar-se para ter uma vida melhor. O Novo Nascimento é muito mais que caminhar até o pastor e apertar-lhe a mão. É uma obra sobrenatural de Deus no espírito do homem, é uma maravilha transcendente. Todas as obras de Deus são maravilhosas. O mundo em que vivemos está cheio de coisas que nos surpreendem. O nascimento físico é uma maravilha; mas, de vários pontos de vista, o Novo Nascimento é mais extraordinário. É uma maravilha da Graça, da sabedoria, do poder e da beleza divina. É um milagre realizado em nós, sobre o qual podemos estar pessoalmente conscientes. É uma maravilha interna e eterna. Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne. Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis. Ezequiel 36:26-27.

O Novo Nascimento é a linha divisória entre o céu e o inferno. Aos olhos de Deus há somente dois tipos de pessoas nesta terra: aquelas que estão mortas em pecados e aquelas que andam em novidade de vida, ou seja, renascidas em Cristo. No âmbito físico, não há um estado entre a vida e a morte. Um homem ou está morto ou está vivo. A faísca de vida pode estar muito fraca, mas enquanto ela existe, a vida está presente. Se a faísca se apaga por completo, ainda que você vista o corpo com roupas bonitas, este não passa de um cadáver. Isso também acontece no âmbito espiritual. Ou somos santos ou pecadores, espiritualmente vivos ou espiritualmente mortos, filhos de Deus ou filhos do diabo. Em vista deste fato solene, quão significativa é a pergunta: Eu já cri em meu Novo Nascimento em Cristo? Se a resposta é não, e se você morrer nesta condição desejará nunca haver nascido. O perverso será arrancado da sua tenda, onde está confiado, e será levado ao rei dos terrores. Jó 18:14.

Muitos pensam que o Novo Nascimento é ser batizado, ou ser membro da igreja, ou líder, ou elogiado! Mas isso não é o Novo Nascimento. Se não houver certeza evite evasivas, mas peça ao Senhor que lhe dê a certeza do Novo Nascimento. “Todo o que pede recebe”. O Senhor Jesus Cristo apresenta muitos obreiros sensacionais que naquele dia serão condenados por não terem Nascido de Novo. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade. Mateus 7:22-23.

Que adianta práticas fantásticas de religião e não entrar no Reino de Deus? O importante é ter a certeza plena do seu Novo Nascimento em Cristo. Foi o próprio Senhor quem declarou que o Novo Nascimento é o único meio de ver o Reino de Deus e entrar nele. Então, o importante é renascer e entrar no Seu Reino. Qualquer religião que não resulte a entrada no Reino de Deus é uma fraude. E quantas pessoas estão iludidas, embora sinceras, com tanta religiosidade, sem entrar no Reino de Deus tendo que ir inapelavelmente para o inferno. Os perversos serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem de Deus. Salmos 9:17.

Há somente duas condições, e cada homem está incluído numa delas: a condição de vida espiritual e a de morte espiritual. Uma é a condição de justiça, a outra, de pecado; uma é Salvação, a outra, condenação. Uma é inimizade, na qual o homem tem inclinações contrárias a Deus; a outra é amizade e comunhão, pelas quais os homens andam com Deus em obediência, não desejando ter intenções opostas à vontade dEle. Uma condição é chamada trevas, a outra, luz. Pois, outrora, éreis trevas, porém, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz (porque o fruto da luz consiste em toda bondade, e justiça, e verdade), provando sempre o que é agradável ao Senhor. Efésios 5:8-10.

Na Queda, o homem se tornou desqualificado para aquilo que é bom. Nascido em iniqüidade e concebido em pecado, o homem é um “transgressor desde o ventre materno”. O homem pode ser civilizado, educado, sofisticado e religioso, mas no coração ele é “desesperadamente corrupto”. Tudo o que ele faz é desprezível aos olhos de Deus, porque nada que o homem faz procede do Amor de Deus e do propósito de glorificá-LO. Não pode a árvore boa produzir frutos maus, nem a árvore má produzir frutos bons. Mateus 7:18. Enquanto o homem não passar pelo novo nascimento em Cristo, ele é “reprovado para toda boa obra”. Na Queda, o homem adquiriu uma indisposição para o que é bom. Todas as ações da sua vontade caída, por causa da ausência de um principio correto do qual elas poderiam fluir e da ausência de um propósito correto para o qual elas se dirigiriam, são nada mais do que maldade e pecaminosidade.

Se deixarmos uma pessoa entregue a si mesma, e retirar dela todas as restrições impostas pela lei e pela ordem, verá que rapidamente ela descerá a um nível mais baixo do que o dos animais. Os homens vivem debaixo de uma camuflagem de boa gente, mas nós sabemos que não há ninguém bom. O pecado contaminou tanto o homem que suas afeições estão tão corrompidas que ele ama o que Deus odeia, e odeia o que Deus ama. A condição do homem é deplorável, e seu caso, desesperador. O homem não pode melhorar a si mesmo, porque é fraco. Ele não pode produzir a sua própria salvação, pois nele não habita bem nenhum. Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum, pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo. Romanos 7:18.

São bem poucos os que crêem que isso é verdade a respeito de si mesmos. Pelo contrário, dezenas de milhares de crentes professos enchem-se de vã e presunçosa confiança de que está tudo bem com eles. Enganam-se com esperanças de misericórdia, enquanto vivem fazendo sua própria vontade e agradando a si mesmos. Imaginam que estão aptos para o céu, enquanto a cada dia estão mais preparados para o inferno. O homem é uma criatura caída. Isto não significa que apenas algumas poucas folhas murcharam, mas sim que toda árvore apodreceu, da raiz até aos ramos. Desde a planta do pé até à cabeça não há nele coisa sã, senão feridas, e inchaços, e chagas podres, não espremidas, nem ligadas, nem nenhuma delas amolecida com óleo. Isaías 1:6.

A despeito das amáveis exortações dos amigos, as fiéis advertências dos servos de Cristo, os exemplos solenes de sofrimento, tristeza, enfermidade e morte, os quais vemos em toda parte, e a resolução da própria consciência, os homens ainda se rendem ao mal. O Senhor viu isso: E viu o SENHOR que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente. Gênesis 6:5

Dessa forma fica evidente a necessidade de uma mudança radical e revolucionária no homem caído, antes que ele possa desfrutar da comunhão com o Deus três vezes Santo. Irmãos, como alguém pode voltar-se para Deus sem um fundamento de mudança espiritual? Como alguém de natureza abominável e diabólica pode ser digno do Reino de Deus? A resposta é muito simples: Nascendo de Novo! E o Novo Nascimento é Deus por Sua Graça pelo Espírito Santo, em Cristo, tirando a nossa natureza perversa e velha e crucificando-a na cruz no corpo de Jesus Cristo conforme diz as Escrituras em Romanos 6:6 sabendo isto: que o nosso velho homem foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, a fim de que não sirvamos mais ao pecado.

As igrejas do Senhor estão muito prejudicadas por pessoas não renascidas. Sem remover a natureza podre do interior, ninguém deveria ser membro da igreja, pois o resultado é negativo e prejudicial. No Novo Testamento há uma figura para indicar o novNovo Nascimento que é despir-se do velho homem, e revestir-se do Novo. E nós só podemos nos despir do velho quando ganharmos a experiência de nossa morte com Cristo. Se você creu que foi morto na cruz com Cristo, você poderá se despir do velho e se revestir do novo. Efésios 4:22-24 no sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, e vos renoveis no espírito do vosso entendimento, e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade. Temos certeza que o Novo Nascimento é obra divina na experiência humana; Deus pode fazer isto em qualquer pessoa. Ore com interesse para que o Senhor realize este milagre em seu interior. Amém.

|  Autor: Claudio Morandi  |  Divulgação: estudosgospel.com.br |