Estudo Bíblico A Sepultura dos Salvos



“De sorte que fomos sepultados com Ele pelo batismo, na semelhança da sua morte” (Rm. 6;4).
Sepulta-se alguém, depois que é constatada a sua morte. Aconteceu um caso na Europa, de terem sepultado uma pessoa que havia falecido. Meia hora depois passava beirando o cemitério um carroceiro que ouvia uma voz desesperada pedindo socorro. Aproximando-se da sepultura, percebeu que a voz vinha de lá chamando pelo nome de parentes. O referido carroceiro mais que depressa, foi avisar a família do falecido; porém, não lhe deram crédito. Ao ser o seu corpo exumado, constatou-se que estava de bruços. Este fato causou repercussão. E mais curiosamente, entre amigos que bebiam, um deles tendo bebido muito se embriagou e adormeceu. Lá pelas tantas querendo levantar-se bateu a cabeça de baixo da cama; e batendo com o braço esquerdo sentiu que era uma parede, batendo com outro braço percebeu que havia outra parede na cabeceira. Então se pôs a gritar, imaginando ter sido sepultado vivo.

O batismo cristão tem o símbolo de sepultamento. E o batizado deve ter tido morte espiritual para o pecado. Paulo, abordando este assunto em Romanos 6 diz “Considerai-vos mortos para o pecado e vivos para Deus”. Diante disto, ele recomenda que o crente deva ter morrido para as coisas mundanas; e deva ter tido a experiência de conversão genuína a Deus; para assim poder ser sepultado pelo batismo por imersão; pois se assim não for, estará sendo sepultada uma pessoa viva para o pecado. E recomenda o apóstolo: “Portanto não reine o pecado em vosso corpo mortal; uma vez que o pecado não pode mais ter domínio sobre o vosso corpo”. Visitando algumas vezes cadeias, encontramos varias pessoas encarceradas, que haviam sido batizadas por imersão. Como entender isto, estarem no lugar destinados para os transgressores? A resposta clara é: foram batizadas sem conversão.

O mesmo apóstolo em Cl. 3;1 diz:
“Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus”. Cl 3.1

Fica claro que não se trata da ressurreição do corpo, pois esta acontecerá no dia geral da ressurreição. O apóstolo está querendo dizer que assim que houve morte para o pecado, houve também ressurreição (o novo nascimento). A morte é uma referência à espiritual, que herdamos do nosso pai Adão. Na conversão genuína, acontecem duas coisas: antes éramos mortos para Deus, e vivos para o pecado; assim que houve a conversão, houve também a inversão: vivos para Deus e mortos para o pecado. É interessante observar a linguagem do apóstolo que diz, “Se fomos plantados juntamente com Ele na semelhança da Sua morte, também o seremos da Sua ressurreição”. Duas palavras bem distintas: sepultados e plantados.

Em I Cor; 15; 37 diz:
“E quando semeamos, não semeamos corpo que há de nascer, mas o simples grão, como de trigo, ou doutra qualquer semente”. I Cor 15.37

E nos versos 43 e 44 diz:
“Semeia-se em ignomínia, ressuscitará em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscitará com vigor. Semeia-se corpo animal, ressuscitará corpo espiritual”.
Como o leitor pode perceber, o símbolo é maravilhoso. Diante do exposto, não se pode admitir uma pessoa não convertida, não morta para o pecado, ser batizada. Por isto, dizemos que o crente que é convertido, no batismo simboliza a sua morte e a sua sepultura. Você distinto leitor, que foi batizado antes de ter morrido para o mundo, como fica esse seu batismo? Pense bem. Procure o seu pastor e converse com ele. E que Deus o ajude.


| Autor: Pr Timofei Diacov | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!