A Fé Não Fingida


Tema: 2 Timóteo cap 1 v 5
“Trazendo à memória a fé não fingida que em ti há, a qual habitou primeiro em tua avó Lóide, e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também habita em ti”

Introdução: Quando falamos de fé a primeira coisa que nos vem em mente é: qual o tamanho desta fé; será uma fé pequena ou será uma grande fé; entretanto o Apostolo Paulo ao se dirigir a Timóteo em sua segunda carta fez menção da fé não fingida, pois disse a Timóteo: “trago a memória a fé não fingida que há em ti”. O que Paulo quis dizer a Timóteo com isto? Existe fé fingida? E o que Deus quer nos falar por meio desta revelação? Atentemos ainda para as palavras de Paulo, pois disse: “Esta fé habitou no coração da sua avó, habitou no coração da sua mãe e habita em ti”. A fé não fingida é a fé capaz de resistir ao tempo, é a fé que atravessa as gerações, está fé supera o ardor no deserto por décadas, está fé sobrevive no coração daquele que a possui diante de guerras, diante dos terremotos e nunca para diante de algum gigante que a desafia. Sim queridos, é sobre está fé não fingida que Deus por meio de Paulo nos revelou que pelas Escrituras Sagradas, e com a ajuda de Deus pelo seu Espírito desejo falar-lhes.

ESBOÇO:

• A BASE
• A FÉ QUE ATRAVESSA AS GERAÇÕES
• A FÉ QUE RESISTE AO TEMPO – DOIS EXEMPLOS
• A FÉ QUE NÃO SE ABALA
• A FÉ FINGIDA
• CONCLUSÃO

• A BASE

As primeiras coisas que preciso saber acerca da fé são:
- A fé não surgiu do acaso, pois, Deus Jesus é o autor e consumador da fé (Hebreus cap 12 v 12);
- A fé também é um dom do Espírito Santo (1º Coríntios cap 12 v 9);
- A fé só passará a habitar em meu coração no momento em que, eu parar para ouvir as palavras de Deus (Romanos cap 10 v 17);
- Deus é eterno, logo a fé por Ele foi criada desde a eternidade para seus eternos propósitos, pois diz: O Justo viverá da fé (Hebreus cap 10 v 38); Aquele que crê será salvo (Marcos cap 16 v 16) e ainda diz: “Todo o que vive e crê em mim nunca morrerá” (João cão 11 v 26).

• A FÉ QUE ATRAVESSA AS GERAÇÕES

Paulo nos disse que servia a Deus desde seus antepassados (2º Timóteo 1 v 3). Como isto pode ser? Isto é através da fé genuína que foi plantada nos corações de seus antepassados, onde atravessou as gerações até que veio habitar também em seu coração. Logo Paulo estava dizendo: esta fé que habita em mim, me faz crer no Deus eterno como os meus pais um dia creram, sendo assim, por esta fé eu já sirvo a Deus antes que eu nascesse, ou seja, o eterno Deus já me via o servindo. Tão logo, Deus estava dizendo a Timóteo que a mesma fé que fez sua avó e sua mãe servi-lo com fidelidade, agora estava em Timóteo para que ele também viesse a servir com fidelidade e diligencia.

Queridos os céticos dirão que isto não passa de uma cultura religiosa passada de pais para os filhos e não de fé, mas como explicar o fato de pessoas nascidas em lares não cristãos, e que viveram boa parte de suas vidas sem o conhecimento de Deus, praticando e fazendo tudo que vai ao contrario as Leis divinas, todavia, no momento que param para ouvir a voz de Deus e a genuína fé foi plantada em seu coração, esta pessoa passa a viver e a andar com Deus, sendo que as suas ações e atitudes, são agora dirigidas pela direção divina com base na revelação das Sagradas Letras; em suma, esta pessoa passam a viver do mesmo modo, que viveu Abraão, Isaque e Jacó nossos pais na fé; homens estes que não andava por aquilo que se via, mas andavam por aquilo que o Eterno Deus lhes falava, crendo que aquele que prometeu é fiel para cumprir (Jeremias cap 1 v 12). Logo queridos, está mesma fé que habitou em Abraão, Isaque e Jacó tem atravessado as gerações, pois, Deus o Pai em seu Filho Jesus é o seu autor e consumador e o Espírito Santo é o seu Administrador, sendo assim Ele (Deus), quer delegar a ti a fé que te fará viver como nossos antepassados um dia viveram para que venhamos também o servir como eles o serviram.

• A FÉ QUE RESISTE AO TEMPO – DOIS EXEMPLOS

A palavra de Deus nos dá inumeráveis exemplos desta fé genuína, mas dentre tantos exemplos venho citar dois; sendo o primeiro o exemplo de Calebe e o segundo o de um paralitico curado pelo Senhor Jesus.

O exemplo de Calebe

O texto Sagrado registrado em Números (capítulos 13 e 14), nos diz que Calebe foi um dos doze espias enviado por Moises para conhecer a terra que em breve os israelitas possuiriam (Números 13 v 6), mas ao termino de quarenta dias de espionagem quando regressaram os doze espias que também eram príncipes escolhidos de Israel, invés de trazer um relatório trouxeram dois relatórios observem:

1º Relatório

Chegaram os espiam e disseram: “Fomos à terra a que nos enviaste; e verdadeiramente mana leite e mel, e este é o seu fruto” (Números cap 13 v 27), o fruto era tão grande que registra o texto que antecede a este que era necessário dois homens para carregar um cacho de uva, como também as outras frutas a saber: romãs e figos (Números cap 13 v 23).

2º Relatório

Disseram: Não se alegrem pelo tamanho dos frutos que estão vendo (grifo meu), pois, o povo que habita nesta terra é poderoso, ali existem os gigantes filhos de Enaque, e ainda disseram esta terra consomem seus moradores e não podemos vencê-los, pois somos como gafanhotos aos seus olhos (Números cap 13 v 28-29;31-33). Diante deste segundo relatório Josué e Calebe se manifestaram e animaram o povo observem:

“Então Calebe fez calar o povo perante Moisés, e disse: Certamente subiremos e a possuiremos em herança; porque seguramente prevaleceremos contra ela. E Josué, filho de Num, e Calebe filho de Jefoné, dos que espiaram a terra, rasgaram as suas vestes. E falaram a toda a congregação dos filhos de Israel, dizendo: A terra pela qual passamos a espiar é terra muito boa. Se o SENHOR se agradar de nós, então nos porá nesta terra, e no-la dará; terra que mana leite e mel. Tão-somente não sejais rebeldes contra o SENHOR, e não temais o povo dessa terra, porquanto são eles nosso pão; retirou-se deles o seu amparo, e o SENHOR é conosco; não os temais ” (Números cap 13 v 30; cap 14 v 6-9).

Mas os israelitas não creram nem aceitaram as palavras de Josué e Calebe, preferindo assim, aceitar as palavras dos dez espias que diziam: Levantemos um líder e vamos embora para o Egito (Números cap 14 v 2-4). As conseqüências da falta de fé para Israel foram trágicas, pois, Deus se irou de tal maneira que jurou que toda aquela congregação que fosseacima de vinte anos não entraria na terra prometida, mas tão-somente seus filhos abaixo de vinte anos é que entraria. E como castigo a eles peregrinaria quarenta anos no deserto até que todos os que fossem acima de vinte anos viessem a morrer, só então Deus cumpriria a sua promessa aos israelitas (Números cap 14 v 21-23; 29-30; 31-34). Olhemos agora para a palavra de Deus dirigida a Calebe, porquanto disse: “Porém o meu servo Calebe, porquanto nele houve outro espírito, e perseverou em seguir-me, eu o levarei à terra em que entrou, e a sua descendência a possuirá em herança” (Números cap 14 v 24; 30).

Queridos a fé genuína habitava no coração de Calebe, e a prova disto; esta no fato de sua fé nas promessas de Deus ao seu respeito não haver desvanecido pelo tempo, pois mesmo passado quarenta anos no deserto, e mais cinco anos de guerra contra os moradores das terras de Canaã, Calebe chegou junto a Josué sucessor de Moises e diz: “O Senhor Deus disse através de Moises que a terra onde eu pisei seria minha e de minha descendência e agora estou com oitenta e cinco anos e ainda estou tão forte como dantes, e os gigantes que habitam ali eu os expulsarei”(Josué cap 14 v 6-12). Prestemos à devida atenção as palavras de Calebe “A minha força que tenho hoje comoitenta e cinco anos é a mesma que eu tinha aos quarenta anos tanto para fazer guerra, quanto para entrar e sair de qualquer lugar” (Josué cap 14 v 10). Como isto pode ser? Pode ser por meio da fé genuína que habitava em Calebe, esta confiança em Deus foi testada por quarenta e cinco anos de espera, e o resultado não seria outro, pois, Deus o autor da fé cumpriu em Calebe sua promessa.

O exemplo do paralitico

O apostolo João em seu Evangelho registra no capitulo cinco, que havia em Jerusalém, um tanque chamado Betesda, este tanque era visitado por um anjo de Deus de tempos em tempos, e quando este anjo vinha, ele agitava as águas e a primeira pessoa que entrasse nas águas na hora de sua agitação era curada de qualquer enfermidade (João cap 5 v 2-4). Entretanto havia ali um paralitico que estava aguardando sua vez de ser curado a trinta e oito anos (João cap 5 v 5).

Notem a fé não fingida que habitava no coração deste paralitico, pois, ninguém quando as águas eram agitadas o jogava nas águas, pois, o egoísmo humano é latente mesmo na hora da dor, também é verdade que este homem era conhecido pela a maioria das pessoas, e sua história era comentada; trinta e oitos anos! Talvez alguém sentisse pena dele, mas na hora que via as águas agitada pelo anjo de Deus, corria antes de qualquer outro e o paralitico sempre ficava para traz. Sim, queridos mais uma vez a fé não fingida estava sendo provada pelo tempo. Mas para a alegria daquele que possui tal fé não fingida, o autor da mesma, a saber, Jesus o Cristo, foi até o tanque e procurou o paralitico e lhe disse: “Queres ficar são?”. Aquele homem contou-lhe: Senhor já faz trinta e oito anos que estou esperando minha cura,grifo meu, diante da fé não fingida daquele homem; fé esta resistente ao tempo o Senhor Jesus lhe disse: “Levanta toma a sua cama e anda e na mesma hora o homem já não era paralitico, pois, levantou tomou sua cama e andou para gloria de Deus nosso Senhor” (João cap 5 v 6-9).

• A FÉ QUE NÃO SE ABALA

Disse o Salmista “ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares. Ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza. Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo. Deus está no meio dela; não se abalará. Deus a ajudará, já ao romper da manhã (Salmos 46:2-5).

A fé não fingida não se abalará quando os montes começarem a tremerem, não se perturbará quando o mar ficar bravio e rugir em suas fortes ondas, pois a fé não fingida olhará e verá a morada do Altíssimo cujo rio de Deus corre alegrando tal cidade, sim esta fé; verá Deus no meio dela (cidade), todas as manhãs em seu socorro. Queridos! Nós somos a cidade de Deus e a habitação do seu Espírito (1º Coríntios cap 3 v 16), e ainda diz o nosso Salvador: “Todo aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, pois esta água se fará em seu interior uma fonte que jorra para vida eterna” (João cap 4 v 14), logo queridos o autor e consumador da fé habita em nós pelo seu Espírito Santo, que é o portador e administrado da fé, e Ele (o Espírito Santo), reparti a cada um como quer (1º Coríntios cap 12 v 9; 11). Como então nos abalaremos?

Atentemo-nos ainda para o grande exemplo de Jó; homem em cuja vida habitava a fé não fingida, que mesmo diante de tantas dores e angustias, pela perda dos filhos, perda dos bens terrenos e pela perda da sua própria saúde e como se não bastassem os seus amigos o acusavam achando que todo aquele mal que lhe sobreveio fosse por causa dos seus pecados (leia o livro de Jó). Entretanto, vemos que toda aquela acusação pelos seus amigos não era verdade, pois, o próprio Deus testificava de Jó, pois disse: “Este homem é integro, é reto, é temente a mim e se desvia do mal” (Jó cap 1 v 8). Jó não sabia o que estava ocorrendo no mundo espiritual, todavia, sua fé em Deus; a fé não fingida clamou dentro do seu interior e disse: “Eu sei que meu redentor vive, e que por fim se levantará” (Jó cap 19 v 25).

• A FÉ FINGIDA

Bastará identificarmos a fé não fingida que saberemos qual será a fé fingida, pois a fé fingida NÃO CONSEGUE ATRAVESSAR AS GERAÇÕES, pois ela morre pelo caminho, a fé fingida NÃO RESISTE AO TEMPO, pois as promessas demoradas fazem enfraquecer o coração (Provérbios cap 13 v 12), e só conseguem resistir a demora da promessa os que possuem a fé genuína. A fé fingida SE ABALARÁ COM AS TURBULÊNCIAS DA VIDA, COM O RUGIR DAS ONDAS E PELA VIOLÊNCIA DAS TEMPESTADES.

Infelizmente hoje vemos uma multidão de pessoas que se julgar ter fé em Deus, entretanto, não conseguem transmitir a sua fé a seus próprios filhos, são pessoas que crêem em Deus, mas seus filhos quando não são ateus, são adoradores de Satanás. Isto não pode ser a fé genuína! Pois a fé genuína ela atravessa as gerações lembremo-nos das palavras de Paulo a Timóteo: “Timóteo está fé que habita em ti, já habitava no coração da sua avó, e da sua mãe” (2 Timóteo cap 1 v 5). Hoje vemos pessoas desmaiarem pelo caminho e deixarem de seguir a Deus Jesus, pelo fato de não verem Deus fazendo maravilhas em suas vidas na hora que eles querem; o nome disto é presunção. Como direi que a verdadeira fé habita em mim se eu não consigo esperar o tempo de Deus para que eu seja abençoado, lembremo-nos de Calebe! Sua promessa foi adiada por quarenta e cinco anos porem sua fé não esmoreceu e nem desmaio naquele deserto. Hoje vemos pessoas abaladas por tantas coisas quando na verdade Jesus Cristo nos disse: “Neste mundo tereis aflição, mas tendes bom animo” (João cap 16 v 33). Mas parecem que não queremos enxergar nas Sagradas Letras tais ensinos, visto que; não aceitamos passar por aflição alguma e depois dizemos que temos fé; que fé é esta?

CONCLUSÃO: Ao concluir este texto quero chamar a sua atenção para fé que em ti habita; será a fé não fingida? Ou será a fé fingida? Porventura a sua fé tem resistido ao tempo? Tem está fé penetrado no coração de seus filhos e familiares? A fé que em ti habita tem vencido as circunstâncias da vida sem ser abalada? Mas se porventura ao analisar a si mesmo e veres que a fé que há em ti é ilegítima; o que fazer? Não temas! Porquanto o Espírito Santo é o portador dá fé e se clamares ao Senhor Jesus o autor e consumador da fé, e passares a dar ouvido a Sagradas Escrituras (Bíblia Sagrada), o Espírito Santo fará que a fé genuína habite em você. E pela fé você terá a justificação e a paz com Deus o Pai “Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo” (Romanos cap 5v 1).

Autor: Ev. Eli Hudson
Via: www.estudosgospel.com.br

Ev. Eli Hudson
Ev. Eli Hudson é casado pai de três filhos; tem exercido o Ministério Pastoral na Igreja Assembléia de Deus M. Perus; foi o pioneiro na fundação do trabalho no Bairro do Pretória (Bairro carente na periferia da cidade), Franco da Rocha - SP pela Igreja que responde, seu exercício no ministério é marcado pela pregação e ensino isto; nas Igrejas, nas Rádios, nas Praças, nos Presídios e atualmente na Radio Nova Estação (comunitária), na freqüência 87,5 FM das 15:00 as 16:00 horas ou por meio do Site: www.radioestacaofm.com.br
Também, está envolvidos em projetos Sociaias na Entidade Filantropica Azarias Ceifa o qual exerce a função de conselheiro Fiscal.

E-mail: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.