A Desobediência de um Líder


Há alguns meses Deus tem me levado a estudar sobre a vida de Moisés, e me deu dois estudos sobre ele; Moisés - o homem, mas manso da terra; e O líder que Deus chama. Dias atrás recebi uma palavra de Deus, me mandando atentar para a vida de Moisés, e tenho feito isso. E pela sua infinita misericórdia me deu este estudo glorioso que é sobre a desobediência de um homem de Deus. Não um homem comum, mais um líder; com seu chamado comprovado e aprovado por Deus. Nunca devemos esquecer de quem éramos (passado), de quem somos (presente), e do que seremos (futuro) nas mãos de Deus, se realmente ouvirmos a Sua voz e a obedecermos, pois, de nada adianta só ouvirmos e não pormos em prática a palavra de Deus. Não adianta nada termos obedecido ontem, e hoje? Hoje, é um novo dia! Temos que obedecer de novo e todos os dias, obedecer sempre. Ezequiel diz no capitulo 33:13; “Quando eu disser ao justo que certamente viverá, e ele, confiando na sua justiça, praticar iniqüidade, não virão em memória todas as suas justiças, mas na iniqüidade, que pratica, ele morrerá”. Mas existem casos (como foi o de Moisés) que Deus julgou por aquele momento, e o que a pessoa fizer depois não mudará mais a sentença. Pois, há quem muito é dado muito será cobrado.

Em números 20:7-12, Deus mandou Moisés pegar a sua vara e ajuntar toda a congregação, porque Deus queria glorificar o nome Dele naquele dia. E Deus lhe disse: “Falai a rocha perante os seus olhos, e darás a sua água; assim, lhes tirarás água da rocha e darás a beber á congregação” (v. 8). Em seguida, logo após ouvir a palavra do Senhor, Moisés tomou a vara obedecendo ao que Deus lhe dissera. Mas na hora de pôr em prática a palavra de Deus, ele decidiu fazer da sua maneira, ele decidiu ferir a rocha, coisa que Deus não o havia mandado fazer. Observamos com essa atitude que, não adianta obedecermos em parte, como foi o caso de Moisés. Muitos obedecem à voz de Deus só até onde lhes é proveitoso, mas agem como querem. Só tem aparência de servos, mas no interior querem ser senhores de si mesmos, e dos outros também. Note que Moisés pegou a vara e foi, mas na hora de executar a ordem, a coisa mudou de direção. Quantos começam bem, colocando a palavra de Deus acima de tudo, e hoje, observamos vários líderes caídos e fora da direção. Pensam que estão na direção porque estão vivendo do passado, de pregações do passado, das experiências do passado, de renúncias que fizeram no passado. Mas e hoje? Como estão? Cadê a palavra da revelação que não tem mais os alcançado? Vivem como os sinos que ressoam mais não tem mais unção. Esse foi o caso de Moisés, Deus no passado o havia mandado ferir a rocha, ele feriu e o milagre aconteceu. Só que agora era diferente, Deus o mandou somente falar a rocha.

Moisés se apegou ao passado, porque tinha ferido a rocha uma vez resolveu ferir de novo; só que desta vez, fez sem a direção de Deus, e pagou muito caro por isso. Tem gente que se apega somente às experiências do passado, e se esquecem que a cada dia, Deus tem novas experiências para nos dar. Portanto, se a tua vida está sendo movida pelos feitos do passado, desperta! Deus quer te dar experiências novas, agora, hoje!

Porque Deus mandou Moisés falar à rocha, e não feri - lá? Na simbologia bíblica a rocha é Cristo. A primeira vez que Deus mandou Moisés ferir a rocha (Ex 17:1-7). Deus queria que esse ato simbolizasse o sacrifício expiatório de Cristo lá na cruz; pois lá na cruz Ele foi ferido pelas nossas transgressões (Is 53). Quando Deus diz pra Moisés falar à rocha é porque a rocha já havia sido ferida antes. Moisés desobedeceu, e desobedeceu feio, pois Deus jamais suportaria ver a rocha (seu filho) ferida duas vezes. Cristo foi ferido uma única vez, portanto não era mais necessário, Moisés ferir a rocha novamente. Nessa segunda vez ele feriu a rocha duas vezes, ou seja, ele estava confirmando a sua sentença, pois, dois é o número da confirmação, e com isso foi confirmado que, por esse ato de desobediência, ele não entraria na terra prometida.

Moisés não somente desobedeceu a Deus, mas tentou receber a glória para si mesmo (v 10). E isso Deus jamais permitirá, pois, Ele não divide Sua glória com ninguém. Veja o que aconteceu com o rei Herodes; foi comido de bicho porque não deu a Deus a glória que lhe era devida. Cuidado! Se você acha que, o que você está fazendo é por mérito seu, é porque você está acima dos outros, tem mais conhecimento que os outros, manda e desmanda! Deus não divide a glória Dele com ninguém.

Observe que coisa interessante aconteceu, mesmo depois da desobediência de Moisés: Ele feriu à rocha que Deus não havia mandado, mas mesmo assim saiu água da rocha. Podemos pensar: Se ele desobedeceu, porque Deus permitiu que a água saísse da rocha? Porque a água saiu da rocha mesmo Moisés a ferindo? Porque o objetivo de Deus é o povo, o propósito e objetivo de Deus era para com o povo. O nosso Deus é justo. O povo não iria pagar! Não iria ficar com sede por causa da prepotência e vaidade de Moisés. Fica bem claro que o alvo de Deus era, é, e sempre será o povo. Com o líder Moisés Deus tratou pessoalmente.

Hoje em dia, muitos se acham o máximo, o tal, e nem percebem que não estão mais na direção de Deus; Deus só está contando com eles ainda por causa do povo sedento da Palavra. Só que a sentença dos tais, já está decretada diante de Deus. Pois, se tem uma coisa que Deus não tolera, é quando o homem se exalta a si mesmo. Com certeza, Deus trará todas essas coisas a juízo, como fez com Moisés, ele quis aparecer e com isso perdeu a benção. Observe que por um ato tão aparentemente simples, Moisés não alcançou a promessa de entrar na terra prometida. O apóstolo Paulo disse: “Temo que depois de ter posto muitos na carreira, eu mesmo não venha ser desclassificado” (I Cor.9:27). Esse foi o caso de Moisés, e tem sido o caso de muitos.

Moisés não perdeu a salvação, ele foi salvo, isso fica bem claro quando ele aparece com Elias na transfiguração. Não perdeu a salvação, mas perdeu a promessa; não desfrutou daquilo que Deus havia projetado para sua vida. Muitos podem até não perder a salvação, mas perdem a plenitude, a glória com que Deus queria usá-los aqui nessa terra. Eles estão vivendo as suas vidinhas fora da direção e estão crentes que estão abafando! Sabe quando perceberão que não estão mais na direção? Quando não verem se cumprir as promessas de Deus em suas vidas. Como foi o caso de Moisés que partiu desta terra, e não desfrutou da promessa que Deus o havia feito. Portanto, se você é um líder, que teve um chamado glorioso de Deus, cuidado! Moisés também o teve, e que chamado glorioso. Mas por um simples vacilo tão pequeno aos nossos olhos, mas gravíssimo aos olhos de Deus, não desfrutou da promessa.

Qual tem sido o teu vacilo? A tua queda? É a falta de amor? De perdão? É o fazer acepção entre os irmãos, os que dão um dízimo maior tem lugar de destaque na tua igreja? É a aliança com políticos? É não dar a Deus a glória devida? É exaltar-se a si mesmo? É afastar das atividades da igreja todos aqueles que não engoliram os teus caprichos? Ou é a inveja de verem os outros crescendo diante de ti?

Infelizmente, para Moisés não houve mais volta, ele chorou, clamou, ao ponto de Deus lhe falar: “Basta Moisés não me fales mais neste assunto” (Deut.3:26).

“Põe a tua boca no pó, talvez, para você ainda haja esperança”. “Volta ao primeiro amor”. (Lam 3:29;Apoc.2:4)

|  Autor: Cristina M.Silvano de Andrade  |  Divulgação: estudosgospel.com.br |


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!