A Árvore do Bem e do Mal e a Árvore da Vida


Texto


08. Então plantou o Senhor Deus um jardim, da banda do oriente, no Éden; e pôs ali o homem que tinha formado.
09. E o Senhor Deus fez brotar da terra toda qualidade de árvores agradáveis à vista e boas para comida, bem como a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal.
16. Ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim podes comer livremente;
17. mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dessa não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.  Gn 2: 8,9 e 16,17

INTRODUÇÃO

         Toda palavra que procede da boca de Deus é alimento para sustento de nossas vidas. Sabemos que o homem foi criado para ser eterno, mas pelo pecado se tornou um ser mortal. é por isso que sofremos tanto quando perdemos um ente querido, pois a morte incomoda o espírito que é eterno, deixando nossas almas atribuladas e depressivas. Mas por que isso aconteceu? Como pode uma atitude ter causado tanto mau a toda a humanidade? Como Deus se sentiu sendo traído por seu amigo?
         Sempre digo que o que me leva a buscar as mensagens e ter revelações do trono de Deus para alimentar as ovelhas que a mim são confiadas, são as perguntas que nascem em meu coração, pois sei que somente Deus, o Eterno de Israel pode me respondê-las. Assim venho trazer mais uma mensagem a todos os amados amigos e irmãos, sedentos pela palavra de Deus.

AS DUAS ÁRVORES

         Árvore é uma planta lenhosa e de grande porte, pois embora não exista uma definição consensual, ela costuma se estender a uma altura mínima de seis metros na maturidade. Elas têm ramos secundários o que as distingui das palmeiras e coqueiros, por isso são chamadas árvores. Entre outros atributos elas caracterizam-se por terem raízes enterradas, caule lenhoso do tipo tronco, formando ramos bem acima do solo. Comparadas a outras espécies as árvores vivem muito mais, tendo algumas sequóias que chegam a cem metros de altura. Existem algumas árvores ainda em pé no monte das oliveiras que segundo os cientistas tem cerca de mais de 2.000 anos de idade.
       

O COMEÇO DE TUDO

         Bereshit bara Elohim et hashamayim veet haarets - No princípio criou Deus os céus e a terra.
         Vayomer Elohim - E disse Deus:
         Em seis dias Deus cria todo o universo e o homem, no sétimo Ele descansa, mas não que Deus tenha fadiga, mas isso para nos mostrar que mesmo Ele parou para observar a beleza dos feitos de suas mãos, mas que na verdade foi feito pela sua fé, pois sete vezes veremos descrito na bíblia a seguinte fraze: “Vayomer Hashen – Disse Deus”. Sim! Ele, nosso amado Deus criou todas as coisas e no capítulo 1, verso 31, pela sexta vez aparece a palavra BOM, dizendo que Jeová viu que tudo quanto tinha feito era bom, mas no original hebraico se lê muito bom, e não somente bom.
         A Bíblia relata que Deus criou o homem a sua imagem e semelhança, e a isso podemos dizer que ao nos vermos no espelho podemos contemplar a imagem de Deus, e é de se mencionar que a bíblia diz que:
         “Deus não está de braços encolhidos para que não possa abençoar; Deus tem a terra como estrado para seus pés; os olhos de Deus percorrem toda terra; Deus livra seu povo com mãos fortes; que os ouvidos de Deus estão atentos aos nossos chamados; que nossas orações são como incenso agradável às narinas de Deus”. Então sabemos que realmente somos a imagem de Deus. Mas e quanto a ser a semelhança de Deus? O que vem a ser isso para nós?
         A palavra é semelhança e não iguais a Deus. Então veja. A bíblia relata que Adão teria colocado os nomes de todos os animais. Agora como você entende que ele teria visto a baleia, como ele teria observado a águia, e o que dizer do urso polar, e dos pingüins, e os animais que não pertenciam ao habitat do oriente médio. Claro que Adão tendo a semelhança de Deus ele poderia se locomover, talvez alçar vôos e subir nas mais altas montanhas ou descer nas profundezas do mar.
         Essa comunhão entre Deus e Adão não foi curta como pensamos, mas EU CREIO, que possa ter durado até 14.000 anos e vou explicar. Os judeus têm como regra desde os primórdios que um homem ao chegar aos treze, quatorze anos, ele faz uma cerimônia chamada BARMITZVÁ, que quer dizer filho do mandamento. E a bíblia relata que um dia para Deus pode ser como mil anos e mil anos como um dia. Assim sendo que até a idade de quatorze anos se tem o menino como inocente, Adão só poderia ser enganado após sua maioridade espiritual. Por isso satanás teve que esperar até que Adão chegasse a essa idade para conseguir seu intento.
         Quando Adão peca, desobedecendo a Deus, ele perde a semelhança de Deus e não a imagem de Deus. E isso se deu quando ele, Adão come da árvore do bem e do mau.

A ÁRVORE DO BEM E DO MAL

         Após ter criado todas as coisas, Deus planta no meio do jardim duas árvores entre tantas outras que lá foram colocadas duas árvores e as chamou de A ÁRVORE DA VIDA e A ÁRVORE DA CIÊNCIA DO BEM E DO MAU.
         Mas o que vem a ser a árvore do bem e do mau?
         Creio que esta árvore tinha algo diferente em sua exuberância, algo de maior beleza chamava atenção quando Adão olhava para ela. Mas não era assim antes, claro, Adão era um inocente, uma pessoa que ainda não tinha atingido uma maturidade de vida e também é assim para conosco. Quando somos criança não conseguimos ver maldade em nada, tudo é somente alegria e brincadeira. Mas agora o menino Adão cresceu e começa a olhar para a árvore com outros olhos.
         Deus havia dito para Adão que da árvore da vida ele poderia comer, mas era para que nunca, jamais tocasse na árvore do bem e do mal. Por isso o primeiro pecado de uma criança que aprende a andar é a desobediência.
         Deus estava alertando seu filho que tocar naquela árvore era perigoso e isso lhe daria algo que iria se arrepender, algo muito ruim que era garantido pela comida do fruto da árvore da vida. Mas Adão não deu ouvidos a Deus e tocou e comeu do fruto daquela árvore e logo seus olhos foram abertos e viu que estava nu.
         A árvore do bem e do mal era um misto da essência do bem e do amargo do mau. Deus estava advertindo Adão para que não mesclasse o bem com o mal., pois logo que comeu daquela árvore Adão se tornou autoconsciente, pois o bem que havia nele agora não é mais puro, pois foi contaminado com o mal.
         Aquela árvore representava a pessoa maligna de satanás, que corrompe o bem e destrói o que é puro. Deus criou aquela árvore para mostrar para Adão, e toda a humanidade que alguém já provou da morte eterna e isso não é bom. Satanás já estava presente no contexto e Adão precisava saber como lidar com o inimigo e a obediência era o melhor caminho para a vitória. “As vezes fico pensando como seria tudo se Adão tivesse obedecido a Deus em tudo.”
         Esta árvore ainda esta em nosso meio e precisamos resistir aos seus apelos para que comamos de seus frutos, e veja que de frutos ela está cheia, pois oferece a todos o fruto da discórdia, da inveja, do egoísmo, do adultério, da lascívia, da desobediência, da fornicação, da hipocrisia, da idolatria e muitos e muitos outros, e agora eu chamo esta árvore de A ÁRVORE DO PECADO.

A ÁRVORE DA VIDA

         Deus sempre se mostra bondoso, misericordioso, longânime para com o homem. Talvez você já se tenha perguntado: Porque, se Deus sabia que o homem iria pecar, como o criou assim mesmo? Eu te digo que Ele não poderia temer a sua criação. Deus não seria intimidado por sua criação, mas ao desejar ter alguém que o amasse de verdade Ele sabia que o preço seria alto. Então Jeová plantou também a árvore da vida no meio do jardim.
         Existe uma mensagem que ministro a qual a tenho chamada de, “Os três conselhos”, e nesta ministração um dos conselhos é “Nunca seja curioso para aquilo que é mau, pois a curiosidade para o mal pode levar a morte”.   
         Creio que comendo todos os dias da árvore da vida, a qual era muito mais bela e seu fruto muito mais gostoso do que a árvore do bem e do mal, Adão passou a sentir em seu interior uma guerra onde ele se viu acostumado todos os dias com a árvore da vida e passou a não mais valorizá-la. E é sempre assim, nós quando adquirimos algo novo ficamos feliz e com o passar dos tempos logo já não valorizamos aquilo, como antes.
         Adão se sentiu acostumado a comer do fruto da árvore da vida todos os dias. E agora o fruto da árvore do bem e do mal lhe chamava a atenção. Se Adão não valorizava mais a árvore da vida, o criador Jeová ainda sabia o quanto ela o custava ou custaria. A árvore da vida era a personificação da pessoa de Jesus Cristo.
         Não estou colocando Jesus ao lado de satanás, ou no mesmo patamar, mas é notório que ambos estão no mesmo contexto, e a isso é incontestável. A árvore da vida foi colocada para que sempre se alimentasse dela, mesmo nas horas de penumbras, tristezas, horas que pensamos em desistir, horas em que tudo parece dar errado, ainda existe o fruto da árvore da vida.
         Deus sabia que Adão iria cair, mas mesmo assim Ele acreditava que poderia ser que se alimentando da árvore da vida Adão pudesse resistir às tentações de Satanás.

CONCLUSÃO

         Sei que muitos de nós neste momento estamos atravessando momentos difíceis e complicados, mas a isso quero lhes dizer que ainda há frutos na árvore da vida para alimentar toda a humanidade.
         Deus não poderia desprezar a pessoa de satanás, que outrora era chamado de Lúcifer, anjo de luz, querubim ungido, afogueado, agora estava banido do céu, sabe por que? Então eu te digo. Quando Lúcifer foi banido do céu creio que ele tenha dito a Deus a seguinte frase: “Tu ó Deus, nunca conhecerá um ser que te sirva como eu te servi, que te adore como eu adorei, que te louve como eu louvei, nunca!”. Então no mesmo momento Jeová responde: “Eu sou o que sou. Eu sou Deus e faço o que eu quero. Eu ainda terei alguém que me sirva como você não teve capacidade de servir, que me ame como você nunca amou, que me adore como você nunca conseguiu adorar, que me louve como você nunca soube louvar. Eu criarei o homem.”.
         Por isso quero encerrar esta mensagem dizendo que hoje muitos ainda estão a comer da árvore do bem e do mal, se enchendo daquilo que é abominável aos olhos de Jeová. Igrejas que se preocupam com arrecadação, que ainda olham para as pessoas vendo cifrão.
         Mas muitos estão a buscar do fruto da árvore da vida que tem nome e sobrenome, Jesus Cristo o Messias. Ele é a árvore da vida, que tem o fruto perfeito para que estejamos livres da morte. Coma hoje mesmo da árvore da vida, entregue sua causa nas mãos de Jesus, entregue sua vida para Ele e Ele mudará sua vida de uma vez por todas. Amém! E Deus te abençoe poderosamente.

Autor: Pr. Alexadnre Augusto Pereira


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!