Estudo Bíblico O que significa a união conjugal de Salmo 45.10-11?


“Ouve, filha; vê, dá atenção; esquece o teu povo e a casa de teu pai. Então, o Rei cobiçará a tua formosura; pois ele é o teu senhor; inclina-te perante ele” (Salmo 45:10-11). Qual o significado destes versículos?

Precisamos começar com uma pequena explicação do Salmo 45, para depois compreender esta passagem poética.

Como freqüentemente acontece em mensagens proféticas, este Salmo evidentemente aplica-se a duas personagens. Provavelmente tenha sido escrito em honra do casamento de um rei de Israel ou de Judá e estende a Jesus, conforme a citação em Hebreus 1:8-9. Ao longo da história, têm surgido várias sugestões em relação à ocasião original do Salmo. Alguns sugerem o casamento de Salomão com a filha do Faraó (1 Reis 3:1), ou de Salomão com uma princesa sidônia (veja 1 Reis 11:1-5). Outros sugerem o casamento de Acabe com Jezabel (1 Reis 16:31). Ainda outros acham mais provável o casamento de Jeorão, um descendente de Davi, com Atalia, filha de Acabe e Jezabel e, por isso, descendente dos reis de Sidom (2 Reis 8:16-18,25-26).

Mas a citação de uma parte deste Salmo em Hebreus 1:8-9 nos leva a uma aplicação ao reino messiânico. Assim, a figura comum do casamento para descrever a relação do Senhor com seu povo é usada aqui para profetizar sobre a glória da igreja de Jesus Cristo.

Neste Salmo, o Rei é elogiado por sua beleza, coragem, glória, etc. (1-5). A citação em Hebreus 1:8-9 claramente aplica os versículos 6 e 7 ao Messias, e serve para reforçar a doutrina da divindade de Cristo. O rei aparece em toda a sua glória, acompanhado pela rainha adornada de ouro (8-9).

O casamento mostra a dedicação da noiva (o povo de Deus) e o amor do marido (Cristo, o Rei). Da mesma maneira que uma noiva deixa os pais para morar com o marido, esta formosa noiva esquece de seu povo e entra no palácio do Rei. Nisto, ela mostra a lealdade ao Senhor, deixando para trás as coisas do reino das trevas (Colossenses 1:13) e se inclinando em submissão ao seu marido. Habitando com ele no palácio real, ela é abençoada para sempre (veja Efésios 5:25-27; Apocalipse 19:7-8; 21:2). O versículo 11 diz que ele cobiça ou deseja a beleza dela, usando a intimidade do casamento para descrever o amor do Senhor para seu povo purificado (Efésios 5:27-28).

O casamento é a relação mais especial entre seres humanos. Vários autores bíblicos usaram esta figura para nos mostrar um pouco da bênção da comunhão com Deus.

| Autor: Dennis Allan | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!