Estudo Bíblico sobre Mãe do Bem Mãe do Mal


Quando falamos a palavra "Mãe" logo nos vêm a imagem de uma mulher carinhosa, segurando seu bebê, e muitas vezes alimentando-o com seu próprio leite.
 
A Bíblia está repleta de histórias de mães que lutaram por seus filhos. Rebeca lutou por Jacó por amá-lo mais que Esaú (Gen 27). Joquebede (mãe de Moisés) salvou a vida do bebê Moisés quando Faraó com seu furor queria diminuir o número de bebês meninos para que assim pudesse diminuir a comunidade masculina de "Hebreus" no Egito. Ora, se no Egito nascessem mais meninos Hebreus que Egípcios, o que aconteceria se estes "meninos" crescessem em maior número que os Egípcios? Seriam um povo mais forte e poderiam insurgir-se contra os "anfitriões". Por isto Faraó ordenou que os bebês de sexo masculino fossem mortos. Mas Joquebede escondeu de Faraó o bebê Moisés, colocando-o em um cesto de vime e deixando-o no rio Nilo. Como já conhecemos a história Bíblica, a filha de Faraó achou o bebê e o adotou! Tudo por causa do zelo de uma mãe!
 
Muitas mulheres são exaltadas na Bíblia por terem sido excelentes mães. Por que não mencionar Maria, Mãe de Jesus? Não poderia ter sido uma mulher mais valorosa, pois o próprio Deus Pai a escolheu para que gerasse o Senhor da vida.
 
Gosto muito de uma música Americana que diz "Mary, did you know?" (Maria, tu sabias?). Esta música coloca uma incógnita sobre o fato de Maria saber quem realmente era o seu bebê. Uma frase que mexe comigo sempre que ouço esta música é "Maria , tu sabias?... que quando tu beijas o rostinho dele (de Jesus, ainda bebê) estás beijando a face de Deus?". Que lindo não é?
 
O amor de mãe é algo lindo e respeitável. Minha mãe sempre foi uma grande mulher. Lutadora, ética, sempre temente a Deus. Prezava muito por nossa educação. Agradeço muito a Deus por ter colocado ela como minha mãe e agradeço a ela por hoje ser servo do Deus Altíssimo!
 
Mas apesar de existirem estas mulheres valorosas, abençoadas por Deus pela sua maternidade, existem aquelas que amaldiçoam "o fruto do seu ventre".
 
Na Roma antiga, muitas mulheres levavam seus bebês recém nascidos, porém indesejados, e os abandonavam nos bosques e florestas, para que lá, por sua própria sorte, morressem ou por ataque de animais selvagens, ou por fome, sede e picada de insetos. Que triste fim aquelas crianças levaram! Posso imaginar que nosso Senhor Jesus, conhecendo o futuro, e como milhões, bilhões de crianças morreriam em guerras, em abortos, e em abandonos maternais, como Ele se sentiu a ponto de dizer
 
"...Deixai vir a mim a criancinhas e não as impeçais, porque das tais é o Reino dos céus!" (Marcos 10:14)
Se por um lado há mães que dão suas vidas pelos filhos, por outro há mães que dão seus filhos para que possam "viver em paz". Estas são as "mães do mal". Mulheres que desprezam os filhos, os abandonam, e não desempenham assim o papel que Deus lhes deu neste mundo.
 
Não precisamos ir a Roma Antiga para ver filhos sendo abandonados. Basta abrirmos o jornal e vemos mães abandonando seus filhos; espancando (como foi o caso daquele bebê de quatro meses que foi espancado pelo pai e pela mãe em Abril/2009); mães que jogam seus bebês no rio (como foi o caso daquela mãe em Minas Gerais, em 2008); enfim, posso citar casos e casos como estes.
 
Se você é mãe, e cometeu algum ato cruel contra seu filho, ainda há tempo para arrepender-se de tal ato cometido. Deus a ama muito e quer que você se redima de qualquer ato que você tenha cometido contra seu filho ou sua filha. Se seu filho ou filha a aceita, então faça as pazes hoje mesmo. Se ela ou ela não a perdoa, mas você realmente arrepende-se de todo seu coração, então peça perdão a Deus, e Deus a perdoará, pois Deus é Misericordioso e tem prazer em perdoar aos que o buscam com arrependimento. Mas Deus também pode tocar no coração do seu filho ou filha para que a perdoe. Peça com seu coração aberto ao Senhor e Ele o fará, ainda que demore um pouco.
 
Quem sabe você consiga reconciliar-se com seu filho ou filha antes do dias das Mães?
 
Meu desejo é que você, Mãe, seja abençoada ricamente por nosso Deus.
|  Autor: Márcio C. Rossi Bettecher  |  Divulgação: estudosgospel.com.br |

 


Estudos Biblicos e Artigos para o dia da mães