Estudo Bíblico A Transfiguração de Jesus


Foi de tirar o fôlego! Pedro, Tiago e João estavam num monte com Jesus. Ele estava orando; eles, dormindo. Eles acordaram. E lá estava Jesus: radiante, refulgente, resplandescente, seu rosto brilhava como o sol e suas roupas estavam brancas como a luz. E lá também estavam Moisés e Elias em glória, conversando com Jesus. A proposta de Pedro de construir três tendas (uma para cada uma das figuras glorificadas), foi rejeitada quando Deus anunciou que Jesus era seu Filho. E depois acabou.

Pedro, mais tarde, escreveu: “Porque não vos demos a conhecer o poder e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo seguindo fábulas engenhosamente inventadas, mas nós mesmos fomos testemunhas oculares da sua majestade” (2 Pedro 1:16). Eles viram a verdadeira glória de Jesus. Tinha estado velada por sua carne, mas nesse episódio passou seu brilho por ela e Pedro jamais se esqueceu. Foi para ele, e poderia ser para nós, um baluarte de fé. Jesus era realmente o filho glorioso de Deus. Ninguém se compara a ele. Buda não se transfigurou; Maomé não ressuscitou; Confúcio não subiu aos céus. Todo homem deve ouvir a Jesus; ele é sobre todos!

Paulo, mais tarde, escreveu: “E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória” (2 Coríntios 3:18). O alvo do cristianismo é transformar o cristão na imagem gloriosa de Jesus Cristo. Ao contemplarmos Jesus por meio de sua palavra e à medida que Cristo vive em nós, começamos a demonstrar a vida, o caráter e a natureza do Cristo que habita em nós. A luz fulgurante de Cristo habitando em nós fará com que os homens glorifiquem ao Pai nos céus (Mateus 5:16). Que nós também sejamos transfigurados por Jesus.

Autor: Gary Fisher


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!