Estudo Bíblico Tentação


Mt 26:39-41: E, indo um pouco adiante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passa de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres. E, voltando para os seus discípulos, achou-os adormecidos; e disse a Pedro: Então, nem uma hora pudestes vigiar comigo?. vigiai e orai , para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.

Esse versículo contém dois grandes princípios a serem seguidos para se obter vitória sobre a tentação.

1- DEVEMOS VIGIAR.

Isso nos permite detectar a tentação ainda no princípio, quando é mais fácil resistir. Também a não nos expormos a situações que poderiam nos conduzir ao erro, como namorar no escuro, andarmos com más companhias, deixarmos de ler a bíblia, lermos literatura impura, sites pornográficos, filmes eróticos, novelas...

Vigiar também é não dialogarmos com a tentação, não dando lugar a ela. Por exemplo: Digamos que uma mulher, que gosta muito de chocolate branco, esteja fazendo regime, alguém lhe dê uma grande barra de chocolate branco antes de ela sair para trabalhar e ela coloque o mesmo na bolsa. Após poucos minutos ela começa a "dialogar" com a tentação: "- E se eu comesse um pedacinho do chocolate? Não! pensa ela, estou de regime e não posso comer chocolate". Após alguns minutos ou horas aquele pensamento retorna frequentemente e ela, já não tão decidida, começa a ceder lentamente: " Mas só um pedacinho talvez não faça tão mal assim". Pouco depois ela já estará arranjando uma saída: "mas eu poderia ir pra casa à pé, queimando as calorias que adquirisse comendo um pedacinho de chocolate, e talvez não engordasse com isso", pensa ela agora já não tão certa de que realmente o melhor é não comê-lo. O restante da estória é previsível, ela comerá toda a barra do chocolate, irá para casa de carro, quebrando o regime e prometendo a si mesma que não mais andará com chocolate na bolsa e assim o fará... até ganhar outra barra de chocolate.

Não podemos "dialogar" com a tentação, pois quando o fazemos começamos a perder a luta contra ela. Certa vez um homem casado me falou de sua vizinha, muito jovem, que o abordava sempre, querendo ir para a cama com ele e ele recusava, por ser crente. "Ela tem um corpo!", disse ele. "Se eu não fosse crente..." Ele já tinha "sentado na mesa de negociação" com o pecado, e o resultado vocês já sabem: ele adulterou e por pouco seu casamento não foi desfeito. No "diálogo" com o pecado sempre saímos perdendo. Vigiar é não dar lugar à tentação. Não é resistir, mas fugir dela. Por isso a bíblia nos manda fugir da prostituição ( 1 CO 6:8 ), FUGIR DA IDOLATRIA ( 1 CO 10:l4 ), FUGIR DA AVAREZA ( 1 Tm 6:11 ). Mas quanto ao diabo a bíblia nos manda resistir, e ele é que foge ( Tg 4:7 ).

Às vezes nós nos achamos fortes, e começamos a dar lugar à tentação. Pensamos: A bíblia diz: "Não veio sobre vós tentação sobre-humana; mas Deus é fiel, e não deixará que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar"( 1 Co 10:13). Pois eu lhe digo: Existe sim tentação além das suas forças, desde que você não vigie.

Às vezes a tentação é tão forte que não conseguimos nem evitá-la. Sabemos que se passarmos por tal lugar seremos tentados, prometemos a nós mesmos não passar por lá e, quando mal percebemos, já estamos lá, e talvez seja tarde demais para orarmos de todo coração. Não pense que você vai resistir, pois você não vai. A tentação é mais forte que você! Você é fraco! Por isso que Paulo diz: Aquele que pensa estar em pé, veja que não caia"( 1 Co 10:12 ). "Antes esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha a ser reprovado. (1 Co 9:27). Porque quando estou fraco, então sou forte ( 2 Co 12:10).

Constantemente nos enganamos, dizendo: "Eu só vou passar por perto e provar que já estou livre! já estou forte! Já venci! MENTIRA! Você é fraco. Não se esqueça disso!. Conheci um ex - alcoolatra que sentava na mesa do bar com os ex companheiros de bebida e pedia um refrigerante para provar que estava curado. Preciso contar o resto da história? VOLTOU A BEBER.

SÓ VIGIA QUEM SE SENTE FRACO; SÓ CAI QUEM SE ACHA FORTE. A CARNE É FRACA!.

 
Sem o livramento de Deus não dá para resistir. A única forma de resistirmos é "andando no Espírito". ( Digo, porém: Andai no Espírito, e jamais satisfareis a concupiscência da carne Gl 5:16)

Tenho o hábito de orar antes de sair de casa, dizendo: Senhor, não me deixe desviar nem para a direita, nem para a esquerda. Preciso de Ti. Sou muito fraco. Isso me referindo não só a sexo, mas a ser honesto, paciente, bondoso, ter fé...
   

2- DEVEMOS ORAR

Só Deus pode nos dar força para resistirmos. De nós mesmos não conseguimos, por um único motivo: QUANDO ESTAMOS SENDO TENTADOS, ESTAMOS "DOIDOS" PARA PECAR. ( Se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e para ti será o seu desejo Gn 4:7)

Pecar é bom e nós queremos pecar. Se não quiséssemos não estaríamos sendo tentados, pois ser tentado significa exatamente querer fazer algo. Quando tentados nós oramos: "Senhor, me ajude, pois não quero fazer isso". MENTIRA! Queremos sim. A quem você está querendo enganar? Nós podemos enganar aos outros e até a nós mesmos, mas não podemos enganar a Deus!. Devemos ser sinceros com Ele, e ser sincero é orar assim: "Senhor, estou doido para pecar, fazendo aquilo que a Tua palavra diz que não devo fazer. Por outro lado, sei que não devo, por isso Te peço para me dar forças para que eu não faça o que quero, mas o que Tu queres". ( Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse faço. Rm 7:19 ).

GOSTAMOS DO PECADO. Só é tentado por drogas quem é viciado, só é tentado por sexo, quem gosta de sexo. Só é tentado por cigarro, quem fuma; só é tentado por bebida, quem bebe. Só é tentado por dinheiro quem precisa dele ( Duas coisas te pedi; não mas negues, antes que eu morra: afasta de mim a vaidade e a palavra mentirosa; não me dês nem a riqueza nem a pobreza; dá-me o pão necessário; para que, porventura, de farto te não negue e diga: Quem é o Senhor? Ou que, empobrecendo, venha a furtar e profane o nome de Deus. Pv 30:7-9).

Cristo nos deixou exemplo de como orarmos, quando tentados: " Pai, faça-se a Tua vontade e não a minha". Ele reconheceu que a Sua vontade era contrária à de Deus, e submeteu sua vontade à dEle. A Sua vontade era abandonar tudo. Quando Ele diz: O espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca", Ele estava pensando em Si mesmo e não em nós. Ele estava sentindo na pele essa fraqueza e precisou pedir ajuda.
   
Uma coisa que eu quero lembrar é que você foi sincero sim , cada vez que pediu perdão a Deus arrependido, após cometer aquele pecado que você já cometeu dez vezes. Você sinceramente se arrependeu dez vezes e talvez ainda venha a se arrepender outras tanta, se você não começar a vigiar a partir de hoje. Digo mais: mesmo você passando a vigiar você ainda poderá ter que pedir perdão outras tantas vezes, porque a carne é fraca e a santificação é um processo lento.

Outra coisa que eu quero lhe dizer é que Deus entende você e não quer que você seja escravo do pecado. Ele lhe perdoou sim todas as 10 vezes que você pecou contra Ele e pediu perdão, e está disposto a perdoar outras tantas, até que você seja liberto, pois Deus nunca desiste de você. Mas você precisa ser sincero com Ele e com você mesmo.

Apesar de tudo, as tentações têm o lado bom, que é nos mostrar o quanto dependemos de Deus. Ninguém há na terra que não seja tentado e as tentações, assim como as provações, nos fazem correr para os braços do Pai.

Certa vez, após ser tentado e orar eu clamei: "Meu Deus, Tu prometeste que não haveria tentação além das minhas forças. Mas a tentação é mais forte que eu. Quantas vezes Te pedi para me livrar e continuo me sentindo fraco, cheio de vontade de pecar. Tu mentiste para mim. Eu fiz a minha parte, mas Tu não estás fazendo a Tua. Estou decepcionado contigo!.

Não estou falando de drogados, de dependência química ou física. Estou falando da concupiscência, que às vezes é imperiosa e mais forte que a nossa vontade e nos empurra para o pecado.

Será que você já se sentiu assim? Eu já. Você não está só. Se fôssemos santos jamais compreenderíamos nosso irmão quando ele caísse.

Ainda quero lhe dizer que se fosse fácil ter uma vida santa, todos seriam santos. Cristo sabe disso porque Ele também foi tentado, assim com nós, em tudo (Hb 4:11) , e isso permite a Ele compreender exatamente as suas dificuldades e se compadecer de você, "porque, naquilo que Ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados. ( Hb 2:18).

Porém, não se esqueça: OS COVARDES FICAM PELO MEIO DO CAMINHO; SÓ OS VALENTES CONSEGUEM VENCER.

| Autor: Laurentino Aguiar | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!